“O Exército equatoriano será implacável na defesa os cidadãos e não tolerará passagem pela linha da fronteiriça” Ricardo Patiño, chanceler do Equador


https://i1.wp.com/imguol.com/c/noticias/2013/07/16/16jul2013---o-chanceler-equatoriano-ricardo-patino-afirmou-nesta-terca-feira-que-o-equador-convocou-para-consultas-seus-embaixadores-em-espanha-italia-franca-e-portugal-paises-que-impediram-o-uso-de-1374000097661_956x500.jpg

Foto: n.i.

“O Exército equatoriano será implacável na defesa dos cidadãos e não tolerará passagem pela linha da fronteiriça” Ricardo Patiño, chanceler do Equador

Agência Brasil – 10/08/2013

Confronto da fronteira do Equador com a Colômbia deixou um tenente do Exército equatoriano,Diego Maldonado, 28 anos, comandante de uma das duas equipes que atuava perto da localidade de Puerto Mestanza, território equatoriano. E o cabo Raúl Montachana foi ferido e transferido a um hospital, onde permanece estável.

O chanceler equatoriano, Ricardo Patiño, não informou o nome do grupo que teria se engajado em combate, mas reiterou que “Queremos insistir às autoridades da Colômbia para que reforcem a segurança em suas fronteiras, solicitamos mais controle para que não haja incursão armada. Seremos implacáveis na defesa do nosso território e dos equatorianos”.

A ministra de Defesa da Colômbia, María Fernanda Espinosa, disse que o exército colombiano colaborou, no seu lado da fronteira, para repelir os agressores. A imprensa colombiana, todavia, cogitou a possibilidade de ser a Frente 48 das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC).

A fronteira, de 720 quilômetros entre os dois países, é fluvial, separada pelo Rio Putumayo. Na mesma região, o exército colombiano matou Raúl Reyes em 2008, na época um dos líderes das FARC, abrindo uma crise diplomática com Quito após a invasão não autorizada do território. Atualmente o governo equatoriano tem mais de oito mil homens que fazem a patrulha da fronteira entre os dois países.

Fonte:

Agência Brasil (http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-08-08/militar-equatoriano-morre-apos-confronto-na-fronteira-com-colombia)

Opera Mundi (http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/30500/apos+morte+de+militar+na+fronteira+com+a+colombia+equador+diz+que+nao+ira+tolerar+agressoes+.shtml)

La república (http://www.lr21.com.uy/mundo/1122314-enfrentamiento-militar-ecuador-alerta-a-colombia-que-no-tolerara-agresiones)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s