Cepal afirma que Dilma é vítima de ofensiva midiática e de vazamentos seletivos da Justiça


O processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff carece de provas, é baseado em vazamentos seletivos da Justiça e conta com uma ofensiva midiática que já a condenou previamente, afirmou a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) em uma carta direcionada à mandatária na sexta-feira (22/04). Texto foi assinado pela Secretária-Executiva da instituição, Alicia Bárcena. A carta afirma ainda que Rousseff apoiou o combate à corrupção e contribuiu para o fortalecimento de instituições de controle.

Foto: Roberto Stuckert Filho / PR

1 comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s