Iraque: reforma política e tensões sectárias


No final de abril, centenas de manifestantes invadiram o parlamento do Iraque em crítica à atual configuração política. Para o analista Jamal Hashim, a situação evidencia a necessidade de uma reforma política no país. Segundo Hashim, o atual sistema, baseado em divisão de poder (power sharing) entre grupos étnicos e religiosos, apenas fez aumentar a corrupção e que políticos ajam para ganhos paroquiais. O primeiro-ministro do país, Haider al-Abadi, prometeu fazer um governo exclusivamente de tecnocratas, mas há poucas chances de que esse plano se concretize.

018945239_30300

Foto: Reuters.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s