Autor: alexandrearns

Mujica reitera diálogo com Argentina sobre conflito referente a UPM


PAPELERAS. Asambleístas en la mañana del domingo (Télam).

Mujica reitera diálogo com Argentina sobre conflito referente a UPM
07 de outubro de 2013

Mujica disse que as relações com a Argentina não estão abaladas. Explicou neste final de semana porque autorizou metade do limite que a companhia “papelera”, UPM, solicitou para produzir. Justificou a permissão do aumento da produção, considerando a contrapartida da companhia. (mais…)

Anúncios

Chefe do programa de guerra cibernética iraniano foi encontrado morto, autoridades suspeitam de assassinato


AFP Photo / Behrouz Mehri

Chefe do programa de guerra cibernética iraniano foi encontrado morto, autoridades suspeitam de assassinato
02 de outubro de 2012

Mojtaba Ahmadi, chefe do programa de Guerra Cibernética iraniano, foi encontrado morto em karaj, noroeste da capital, Tehran. Além dele, cinco cientistas nucleares iranianos e o chefe do programa de balística do país foram mortos desde 2007. O governo acusa a agência de inteligência israelense, o Mossad, pela autoria dos assassinatos. (mais…)

Obama não descarta solução militar para programa nuclear iraniano


Obama com iniciativa

Obama não descarta solução militar para programa nuclear iraniano
30 de setembro de 2013

Obama reuniu-se com Netanyahu na Sala Oval da Casa Branca três dias depois da ligação do novo presidente do Irã, Hassan Rouhani. O primeiro contato de alto nível entre as autoridades de ambos países em três décadas. (mais…)

O Ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo Machadose reúne à tarde, em Washington, com Susan Rice


petrobras-plataforma

Figueiredo se reúne à tarde, em Washington, com Susan Rice

11 de setembro de 2013

O ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo Machado, conversa hoje (11), no fim da tarde, com a conselheira de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Susan Rice, em Washington (Estados Unidos). O chanceler foi pessoalmente cobrar as explicações prometidas pelo presidente norte-americano, Barack Obama, à presidenta Dilma Rousseff sobre as denúncias de espionagem envolvendo o monitoramento de autoridades e cidadãos.

Em visita ao Brasil, o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, argumentou que o monitoramento feito pelos Estados Unidos tem objetivos de segurança e combate ao terrorismo. Independentemente das alegações, a presidenta disse que Obama prometeu responder às perguntas encaminhadas pelo governo do Brasil. De acordo com Dilma, se for necessário ela voltará a conversar com Obama.

A Petrobras também foi alvo de espionagem, segunda as denúncias, a presidenta do Brasil, Dilma Roussef, reagiu em nota: “Sem dúvida, a Petrobras não representa ameaça à segurança de qualquer país. Representa, sim, um dos maiores ativos de petróleo do mundo e um patrimônio do povo brasileiro”.

A revista “Forbes”, por outro lado, defendeu a espionagem realizada pela agência americana sobre a empresa brasileira. Para o especialista em energia da publicação, Christopher Helman, a companhia tem papel chave na estabilidade da América do Sul. “Uma Petrobras mais fraca é um Brasil mais fraco, o que significa uma América do Sul menos estável. Isso não deveria ser do interesse da NSA?”, afirmou. Alegando, ainda, que por ser uma empresa estatal, também compõe parte da administração da presidenta do país. Dessa forma, as denuncias sobre corrupção afetam a segurança das empresas internacionais sobre a exploração do pré-sal.

De acordo com o “Fantástico” do Globo – que revelou os documentos divulgados por Snowden – a tecnologia envolvendo a exploração de petróleo em alta profundidade na camada pré-sal poderia ter sido o alvo da espionagem. A reportagem revela ainda que os Estados Unidos agem com a colaboração da inteligência do Reino Unido, do Canadá, da Austrália e da Nova Zelândia.

O interesse dos americanos na Petrobras seria a tecnologia envolvendo a exploração em águas profundas da camada pré-sal. O governo prepara paras as próximas semanas o leilão do mega campo de Libra.

Em meio à expectativa pelas informações, a presidenta deixou em aberto a possibilidade de viajar, em 23 de outubro, para Washington, nos Estados Unidos, com honras de chefes de Estado.

Neste interim, a nova embaixadora americana, Liliana Ayalde, desembarcará na capital federal no começo da próxima semana. Ela pretende prestar uma coletiva de imprensa, sem perguntas dos jornalistas, no dia em que ela desembarcar. Ayalde substitui o embaixador Thomas Shannon, que ficou no posto três anos e meio e deixou Brasília na sexta-feira (6). A substituição estava prevista há três meses. Diplomata de carreira, Liliana Ayalde serviu no Paraguai e na Colômbia e demonstra conhecimento sobre América Latina a exemplo de seu antecessor.

Fonte:

Agência Brasil (http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-11/figueiredo-se-reune-tarde-em-washington-com-susan-rice)

Agência Brasil (http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-11/nova-embaixadora-dos-eua-chega-ao-brasil-na-proxima-semana)

BBC (http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/09/130909_petrobras_espionagem_mdb.shtml)

Folha S. Paulo (http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2013/09/1339756-petrobras-deve-ser-espiada-devido-a-importancia-na-america-do-sul-diz-revista.shtml)

EFE (http://www.efe.com/efe/noticias/brasil/brasil/figueiredo-reune-hoje-com-assessora-obama-para-tratar-espionagem/3/16/2125199)

México e Brasil cobram explicações sobre espionagem dos EUA


Congresso Americano

Congresso Americano

México e Brasil cobram explicações sobre espionagem dos EUA

02 de setembro de 2013

As chancelarias mexicana e brasileira cobram explicações e pedem investigações a respeito da suposta espionagem dos Estados Unidos da América sobre os chefes de Estado de cada um dos países. A NSA (Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos) teria investigado Dilma e seus principais assessores, além do então candidato à presidência do México (e atual presidente) Enrique Peña Nieto, de acordo com documentos ultrassecretos vazados da agência pelo ex-funcionário da CIA Edward Snowden. As informações foram repassadas pelo jornalista norte-americano Glenn Greenwald, que recebeu a maior parte dos documentos de Snowden, atualmente exilado na Rússia e procurado pelos EUA. (mais…)

Síria: investigações encerram no sábado, mas já há preparativos para intervenção


Syrian Ambassador to the United Nations Bashar Jaafari addresses the media at the United Nations Headquarters in New York August 28, 2013 (Reuters / Brendan McDermid)

Síria: investigações encerram no sábado, mas já há preparativos para intervenção

29 de agosto de 2013

Os inspetores da Organização das Nações Unidas (ONU) que estão na Síria para verificar se houve uso de armas químicas em quatro episódios distintos, ao longo dos dois anos de crise, deixarão o país no sábado (31). O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, apela para que a comunidade internacional aguarde a conclusão das avaliações dos especialistas. A situação se agrava com a ameaça de intervenção militar na Síria.

Inicialmente, os inspetores deveriam deixar a Síria apenas no domingo (01), e apresentar o seu relatório mais tarde. No entanto, uma conversa entre Ban Ki-moon e o presidente norte-americano, Barack Obama, mudou a decisão da ONU com o objetivo de “tornar o processo mais rápido em um momento que cresce a tensão na região”, revela entidade.

“Concluímos que os governo sírio fez de fato estes ataques”, afirmou Obama  em entrevista ao canal PBS. Mesmo sem os resultados dos estudos da ONU em mãos, Washington afirma ter provas que o governo de Assad usou gás sarin contra população. O presidente americano ainda não tomou sua decisão final a respeito da incursão militar no país árabe. “Se realmente decidirmos que o uso de armas químicas tem de ter repercussões, o regime de Assad receberá um sinal muito forte de que é melhor não o fazer outra vez”, declarou Obama

França, Reino Unido e Alemanha também dizem não haver dúvidas de a Síria usou armas químicas contra os seus cidadãos. Em Londres, cujo Parlamento vota nesta hoje (29) a autorização para uma intervenção militar com participação britânica, o Partido Trabalhista apresentou uma moção para exigir que seja identificado claramente qual o papel da ONU na operação

Ontem, no Reino Unido, os Trabalhistas tinham já obrigado o governo conservador de David Cameron a comprometer-se a não avançar com uma acão militar antes de os inspetores das Nações Unidas apresentarem o seu relatório, submetendo-se a um segundo debate e votação na Câmara dos Comuns.

Contudo, o governo britânico publicou hoje, segundo o RT, que qualquer incursão militar será legalmente empregada, mesmo que o Conselho de Segurança da ONU bloqueie a ação. Embora, a oposição dentro do Parlamento seja contrária a intervenção. A inteligência britânica compartilhou materiais contendo provando a ligação do governo sírio com as armas químicas em Damasco.

O ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo Machado, condenou ontem (28) o uso de armas químicas dizendo que a ação é “intolerável” e reiterou que o Brasil é contrário ao uso da força, no caso a intervenção militar. Ele lembrou que quaisquer ações armadas devem ser aprovadas pelo Conselho de Segurança da ONU.

Fidel Castro, em coluna publicada no site Opera Mundi, condenou qualquer intervenção militar contra a Síria. Dizendo que “Não se trata simplesmente de que os mísseis de cruzeiro apontem para alvos militares na Síria (…)”.

Para Ki-moon, é preciso dar espaço à diplomacia e à busca por uma solução negociada na Síria. Ele solicitou que seja respeitado o prazo de investigação acordado pelo membros da ONU. Mas os governos do Reino Unido, da França e dos Estados Unidos defendem uma intervenção armada imediata. A iniciativa deve ser submetida à votação no Conselho de Segurança das Nações Unidas. Ban Ki-moon pediu, também, hoje em Viena que seja compartilhada inteligência entre a ONU e os EUA para “agilizar o processo”.

O Embaixador da Síria, Bashar Jaafari, solicitou que a missão da ONU analisa mais três lugares, além do previsto. Alegando que houve utilização de armas químicas nas cercanias de Demascus contra os soldados sírios. Os ataques ocorreram nos dias 21, 24 e 25 em Jobar, Sahnaya e al-Bahariya.

Segundo o embaixador, o Reino Unido, França e EUA são “parte do problema” da crise na Síria, sendo os principais países que dão algum tipo de suporte para os insurgentes no país. Jaafari ainda acusou a ONU de negar o pedido do governo sírio em apoiar em investigações a respeito das 30 mortes ocorridas no dia 19 de março próximo à Allepo. “Eles negaram nossa solicitação para identificar o autor desde o rpimeiro dia, porque sabiam quem era Khan al-Assal [proximidade de Allepo]” disse o embaixador.

O Ministro das Relações Exteriores russo, Sergey Lavrov, reforçou o pedido para que sejam investigado, também, as novas áreas solicitadas pelo governo sírio. Sabendo que a missão irá utilizar os serviços do laboratório especializado no The Hague, o ministro pediu atentou para que não afete a investigações nas demais áreas.

Obama disse que não acredita que a oposição síria possa ter realizado os ataques do dia 21, nem que possua qualquer tipo de armamento químico. O presidente teria acusado o próprio governo sírio pelos ataques. Contudo, segundo o Departamento de Estado americano disse que não ter evidências de quem, dentro do governo sírio, teria executado os ataques químicos.

Com relação as inteligências dos demais países, Lavrov apelou que aguardem a conclusão das investigações das Nações Unidas antes de se encaminhar qualquer resolução para intervenção no regime de Assad. O chanceler russo disse que não está convencido com as declarações do governo americano a respeito do envolvimento do governo sírio nos ataques do dia 21 de agosto.

O presidente da França, François Hollande, disse que tudo deve ser feito para que seja possível encontrar uma solução política para a crise. Em meio as ansiedades e tensões da possível intervenção militar, o presidente sírio Bashar al-Assad disse que o país irá se defender de qualquer intervenção militar estrangeira.
Fontes:

Agência Brasil (http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-08-29/inspetores-da-onu-deixam-siria-no-sabado)

Opera Mundi (http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/30885/inspetores+da+onu+vao+apresentar+resultados+sobre+armas+quimicas+no+sabado.shtml)

Opera Mundi (http://operamundi.uol.com.br/conteudo/opiniao/30866/em+artigo+fidel+critica+intervencao+na+siria+e+ironiza+boato+sobre+snowden+em+cuba+.shtml)

RT (http://rt.com/news/syria-investigate-un-chemical-116/)

RT (http://rt.com/news/syria-crisis-live-updates-047/)

RT (http://rt.com/news/syria-military-action-delay-129/)

Al Jazeera (http://www.aljazeera.com/news/middleeast/2013/08/2013829114759697581.html)

Senador boliviano que responde por processos de corrupção recebe auxílio da embaixada brasileira para entrar no Brasil


Patriota canadá

Senador boliviano que responde por processos de corrupção recebe auxílio da embaixada brasileira para entrar no Brasil

26 de agosto de 2013

O embaixador da Bolívia no Brasil, Jerjes Justiniano Talavera, pediu hoje (26) explicações ao Ministério das Relações Exteriores, Itamaraty, sobre a retirada do senador boliviano Roger Pinto Molina da representação diplomática brasileira em La Paz e a viagem dele a Brasília. Por intermédio de sua assessoria, Talavera informou que se pronunciará depois que o Itamaraty se manifestar sobe o caso. (mais…)

Suprema Corte do Zimabawe define as eleições como “livres e justas”, mas EUA mantém sanções econômicas ao governo de Mugabe


Local observers have called the polls flawed and Western powers have raised serious doubts over the vote. (AFP)

Suprema Corte do Zimabawe define as eleições como “livres e justas”, mas EUA mantém sanções econômicas ao governo de Mugabe

21 de agosto de 2013

A Corte Constitucional do Zimbabwe definiu como livres e justas as eleições que elegeram Robert Mugabe para mais cinco (05) anos no governo. Entretanto, a oposição alegou que cerca de mais de um (01) milhão de eleitores não puderam votar, especialmente cidades consideradas base eleitorais do Movimento pela Mudança Democrática (Moviment for Democratic Change – MDC). (mais…)

Novos elementos para o caso egípcio: Mubarak é inocentado das acusações de corrupções e EUA revê financiamento militar


Egypt's former President Hosni Mubarak. (AFP)

Novos elementos para o caso egípcio: Mubarak é inocentado das acusações de corrupções e EUA revê financiamento militar

19 de agosto de 2013

O conturbado cenário político e social no Egito ganhou mais um elemento nesta segunda-feira (19/08). A Justiça do país ordenou a liberação, “em no máximo 48 horas”, do ex-presidente Hosni Mubarak, acusado de corrupção e pela morte de manifestantes durante a “Primavera Árabe” em 2011. (mais…)

Estado-Maior do Exército realiza reunião temática


Estado-Maior do Exército realiza reunião temática

19 de agosto de 2013

De 9 a 11 de julho, o Centro de Estudos Estratégicos do Exército (CEEEx) promove reunião temática com os temas “As Novas Geopolíticas e a Pan-Amazônia” (link para baixar os textos da reunião: (http://www.eme.eb.mil.br/ceeex/textos-preparatorios).

O CEEEx tem por missão estudar e propor as estratégias de nível militar; acompanhar e avaliar, no nível nacional, políticas e estratégias ligadas aos interesses da Força; participar da elaboração e atualização do Planejamento Estratégico do Exército; conduzir os estudos prospectivos de interesse da Força; e ligar-se com outros centros de estudos estratégicos, especialmente em órgãos governamentais.

Durante o evento, painéis, debates e palestras abordarão vários temas voltados à Geopolítica e à Pan-Amazônica.

A abertura da reunião foi realizada pelo Comandante do Exército, General de Exército Enzo Martins Peri, e prestigiada por integrantes do Alto-Comando do Exército, por oficiais-generais e por convidados civis e militares.

Fonte:

Exército Brasileiro (http://www.exercito.gov.br/web/midia-impressa/noticiario-do-exercito?p_p_id=noticias_WAR_noticiasportlet_INSTANCE_cZy7&p_p_lifecycle=0&p_p_state=maximized&p_p_mode=view&p_p_col_id=column-3&p_p_col_count=3&_noticias_WAR_noticiasportlet_INSTANCE_cZy7_journalArticleId=3181761&_noticias_WAR_noticiasportlet_INSTANCE_cZy7_struts.portlet.action=%2Fview%2Farquivo!viewJournalArticle&_noticias_WAR_noticiasportlet_INSTANCE_cZy7_struts.portlet.mode=view#.UhISfX8dSmG)

Reingresso do Paraguai ao Mercosul e os desafios internos do governo Cartes


Reingresso do Paraguai ao Mercosul e os desafios internos do governo Cartes

15 de agosto de 2013

O Partido Colorado paraguaio, que foi governo do país entre 1948 à 2008, retorna com a eleição de Horácio Cartes. Considerado um “homem de negócios bem-sucedido” – presidiu o clube de futebol Libertad que tornou-se campeão e dono de 25 empresas no país – votou pela primeira vez aos 57 anos de idade para apoiar sua própria candidatura. (mais…)

Capriles disse que recorrerá às “instâncias internacionais” para anular eleições venezuelanas


Capriles(2)

Capriles disse que recorrerá às “instâncias internacionais” para anular eleições venezuelanas

07 de agosto de 2013

Um dia após o líder da oposição Venezuelana, Henrique Capriles, anunciar que recorreria a “instâncias internacionais” para anular as eleições presidenciais, o Supremo Tribunal de Justiça (STJ) da Venezuela declarou hoje (7) “inadmissíveis” dez recursos de impugnação e nulidade das eleições presidenciais de 14 de abril deste ano. Os recursos tinham sido apresentados por representantes do candidato oposicionista, Henrique Capriles, e da coligação de oposição Mesa de Unidade Democrática (MUD), que, segundo a presidente do STJ, Gladys Gutiérrez, não apresentam provas suficientes das diferentes situações. (mais…)

ONU inicia operação de desarmamento de rebeldes no Congo


MONUSCO Congo

ONU inicia operação de desarmamento de rebeldes no Congo

02 de agosto de 2013

A Missão das Nações Unidas para Estabilização da República Democrática do Congo (MONUSCO) iniciou ontem (01) a operação para “neutralizar” grupos armados no leste do Congo. Ontem encerrou-se o prazo de 48h dado pela MONUSCO para que os grupos rebeldes entregassem suas armas. (mais…)

Excitação e dúvidas marcam a abertura das eleições no Zimbabwe


Zimbabwe

Excitação e dúvidas marcam a abertura das eleições no Zimbabwe

31 de julho de 2013

“É como se o Zimbabwe ganhasse sua independência”, comemora eleitor. As urnas foram abertas por volta das 7h locais, com filas imensas de eleitores que esperavam desde a madrugada para votar. A polícia local afirma que a votação é tranquila nas dez Províncias do país, mas informou que dois funcionários do Movimento pela Mudança Democrática (MDC) foram presos acusados de roubar uma cópia do censo eleitoral.
(mais…)

A 12ª rodada de negociações do governo com a FARC tem como foco a institucionalização política da guerrilha


COLOMBIA Y FARC INSTALAN MESA DIÁLOGO QUE SEGUIRÁ EN CUBA EL 15 DE NOVIEMBRE

A 12ª rodada de negociações do governo com a FARC tem como foco a institucionalização política da guerrilha

29 de julho de 2013

O governo da Colômbia e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) iniciaram ontem (28) a 12ª rodada de negociações de paz. A rodada anterior, referente algumas reivindicações da guerrilha como a questão agrária, foi considerada de muitos avanços.

A nova rodada teria como eixo de discussão a participação política dos integrantes da guerrilha. À princípio, o Conselho do Estado teria legalizado a União Patriótica (UP), partido criado em outras negociações em 1980 que não vingou em função do assassinato de 3.000 de seus militantes. As Farc apresentaram uma proposta para o exercício de direito de oposição política e social e aguarda a manifestação da “atual institucionalidade”.

Os delegados do governo, liderados pelo ex-vice-presidente Humberto De la Calle, partiram no dia 27 de Bogotá para Havana, onde os representantes das Farc permanecem desde o início das negociações, em novembro do ano passado. A retomada das conversações estava prevista inicialmente para o dia 22, mas atrasou-se por causa de assuntos pessoais de Humberto De la Calle. Além disso, na quinta-feira (25), o alto-comissário para a Paz, Sergio Jaramillo, um dos negociadores do governo cubano, teve de comparecer a uma audiência sobre o quadro jurídico para a paz no Tribunal Constitucional.

Apesar do otimismo com que foi dado a rodada anterior, a interrupção do processo durante cerca de três semanas não ficou isenta de polêmicas por causa de várias ações da guerrilha. Uma delas foi no último dia 20, Dia da Independência, quando as Farc mataram durante confrontos 19 soldados em vários pontos do país. Além disso, a guerrilha mantém refém, desde 20 de junho, um ex-soldado norte-americano que, conforme versões oficiais, fazia turismo em uma zona remota quando caiu no poder das Farc.

Por meio de um comunicado, André París, membro das Farc, denunciou o “tratamento infame” do governo da Colômbia para as manifestações que bloqueiam as vias em Catatubo e das greves dos mineradores contra o Decreto 2235.

Fontes:

Agência Brasil (http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-07-28/governo-colombiano-e-farc-iniciam-em-cuba-nova-rodada-de-negociacoes)

TelesurTv (http://www.telesurtv.net/articulos/2013/07/29/continuan-los-dialogos-de-paz-entre-gobierno-y-las-farc-en-cuba-7119.html)

RTP (http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=669827&tm=7&layout=121&visual=49)

União Africana declara boas expectativas para as eleições no Zimbabwe


Nkosazana Dlamini-Zuma. (AFP)

União Africana declara boas expectativas para as eleições no Zimbabwe
26 de julho de 2013

A secretária-geral da União Africana (UA), Nkosazana Dlamini-Zuma, viajou para o Zimbabwe para acompanhar os preparativos para as eleições que ocorrerão dia 31 de julho. O organismo deliberou uma missão de observadores que será composta por 60 pessoas da UA sob a coordenação do ex-presidente da Nigéria, Olusegun Obasanjo, que ainda não chegou no país. Segundo o porta-voz dos observadores da UA, Hajra Omarjee, ele chegará na próxima semana. (mais…)

Desmontando seu governo, Kiir gera tensões e expectativas políticas no Sudão do Sul


President Salva Kiir. (AFP)Desmontando seu governo, Kiir gera tensões e expectativas políticas no Sudão do Sul

24 de julho de 2013

“Dê ao presidente uma chance de formar seu governo(…)” pediu Barnaba Marial Benjamin, porta-voz do governo e Ministro da Informação, na terça-feira (23) antes de ser dispensado hoje (24). (mais…)

Negociações de paz entre Israel e Palestina serão retomadas


Israel

Negociações de paz entre Israel e Palestina serão retomadas

22 de julho de 2013

Após quase três anos paralisadas, as negociações de paz entre a Palestina e Israel devem ser retomadas a partir desta semana. Na última sexta-feira (19), o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, anunciou que as duas partes chegaram a um acordo de condições para a retomada do diálogo direto de paz e que o negociador palestino, Saeb Erakat, que participa das negociações desde 1995, e a ministra da Justiça israelense, Tzipi Livni, se reunirão em Washington para iniciar as primeiras reuniões dentro de uma semana. (mais…)

Negociações para fim do conflito na R.D. do Congo continuam em paralelo ao maior enfrentamento armado entre governo e M23


M23 rebels in the DRC have clashed with troops in the deadliest incident in months. (AFP)

Negociações para fim do conflito na República Democrática do Congo continuam em paralelo ao maior enfrentamento armado entre governo e M23

17/07/2013

A República Democrática do Congo (RDC) passou neste domingo pelo o que pode ser considerado o maior conflito entre as Forças Armadas do governo congoles e o grupo rebelde M23. As proximidades da cidade de Goma, que os rebeldes chegaram a ocupar por dez dias, tem enfrentado desde de domingo uma escalada de violência. A batalha perdeu força durante a noite porque os dois lados possuem pouco equipamento para combater no período noturno, mas logo no início da manhã de segunda-feira as hostilidades recomeçaram com força e continuaram durante toda a segunda-feira. (mais…)

Problemas com cédulas e urnas no Zimbabwe gera apreensões para a votação oficial de 31 de julho


Only 6 092 ballot papers had been distributed by Sunday's polling. (AFP)

Problemas com cédulas e urnas no Zimbabwe gera apreensões para a votação oficial de 31 de julho

15 de julho de 2013

Centenas de policiais fizeram fila no Zimbabwe para votar na capital, Harare, neste domingo. Junto aos policiais, votaram também os soldados que irão fazer a segurança da votação oficial no dia 31 de julho. (mais…)

Ramadã deve marcar nova etapa de protestos no Egito


Ramadã deve marcar nova etapa de protestos no Egito

12 de julho de 2013

A primeira sexta-feira do mês sagrado do Ramadã (período de jejum, de renovação da fé, da prática da caridade e dos valores da vida familiar), no Egito, deve ser marcada por mais protestos. Simpatizantes do presidente deposto Mouhamed Mursi organizaram manifestações hoje (12) em todo o país. Os favoráveis ao novo regime se concentram no Cairo, na Praça Tahrir. A maior mobilização deve ocorrer ao anoitecer, no fim do período de jejum do Ramadã. (mais…)

Paraguai manifesta-se quanto a sua suspensão, Venezuela propõe em resolve-la e ampliar o Mercosul


Paraguai manifesta-se quanto a sua suspensão, Venezuela propõe em resolve-la e ampliar o Mercosul

10 de julho de 2013

Próximo da Cúpula do Mercosul, que acontecerá dia 12 e prevê a transferência da presidência temporária do bloco do Uruguai para a Venezuela, o chanceler paraguaio, José Félix Fernández, afirmou a possibilidade que não será retirada a suspensão do país com a Venezuela assumindo a presidência temporária do bloco. Fernández, acrescentou, também, que “uma vez reintegrado, vamos estudar, todos os quatro fundadores [do Mercosul], a situação da Venezuela”.

(mais…)

O caso com a Bolívia atinge relações entre a América Latina e Europa


O caso com a Bolívia atinge relações entre a América Latina e Europa

04 de julho de 2013

Bolívia encaminhará uma queixa formal à ONU em função do avião presidencial boliviano ter sido retido por mais de 10h na Austria. Inclusive a própria Organização dos Estados Americanos (OEA) manifestou “profundo ressentimento” pelo ocorrido. (mais…)

Presidente egípcio rejeita ultimato das Forças Armadas, mas reune-se com seu Conselho de Ministros


https://i2.wp.com/s2.glbimg.com/Bo_AkoIeFWyPfTex-VpO1whxVHw=/620x465/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2013/06/29/protestomorsiegito1.jpg

Presidente egípcio rejeita ultimato das Forças Armadas, mas reune-se com seu Conselho de Ministros

02 de julho de 2013

 O presidente do Egito, Mohamed Mursi, rejeitou um ultimato militar para forçar uma resolução da crise política no país, dizendo nesta terça-feira que não foi consultado e que seguirá seus próprios planos para a reconciliação nacional. O Exército egípcio emitiu ontem (01) um ultimato ao presidente para garantir a “conciliação nacional” em 48h, caso contrário as Forças Armadas anunciariam um “roteiro e as medidas para supervisionar a respectiva aplicação” do interesse das mobilizações. (mais…)

Sudão do Sul acusa Sudão e corta escoamento de petróleo


Sudão do sul

Sudão do Sul acusa Sudão e corta escoamento de petróleo

12 de junho de 2013

O presidente do Sudão do Sul cumpriu com seu avisou de 27 de maio deste ano fechando o fluxo de petróleo para o seu vizinho, o Sudão, destinado à exportação, caso o governo mantivesse apoiando a guerrilha no Sul ou na região do Darfur. Ao mesmo tempo, Bashir negou que apoiasse, em contrapartida, as guerrilhas no país do norte.  (mais…)

Brasil envia quarta fragata para Força-Tarefa no Líbano


Brasil

Brasil envia quarta fragata para Força-Tarefa no Líbano

10 de junho 2013

O Brasil enviou a quarta fragata para somar à força tarefa da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (UNIFIL) que é uma das nove missões internacionais da ONU com participação de brasileiros. Criada pelo organismo internacional em 1978, ela conta atualmente com a participação de 35 países e cerca de 12 mil militares, policiais, além de funcionários civis. Em setembro de 2011, o Congresso Nacional autorizou a Marinha do Brasil a enviar um navio para integrar a Força-Tarefa Marítima.  (mais…)

Com deflagração de greve geral, manifestações na Turquia chamam atenção da ONU


Turquia

Com deflagração de greve geral, manifestações na Turquia chamam atenção da ONU 

05 de junho de 2013

Pelos dados divulgados na Turquia, duas pessoas morreram, o mesmo número está em estado grave e 220 ficaram feridas, inclusive policiais, em Istambul e Ancara, a capital do país. A Organização das Nações Unidas (ONU), por intermédio da porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Navi Pillay, pede para as autoridades turcas que promovam um inquérito independente para investigar as ações da polícia durante os protestos, que ocorrem desde o dia 31 no país. (mais…)

Ministro da Defesa colombiano negou interesse do país em aderir à OTAN


Colombian President-elect Juan Manuel Sa

Ministro da Defesa colombiano negou interesse do país em aderir à OTAN

05 de junho de 2013

O pronunciamento do presidente colombiano, Juan Manuel Santos, neste sábado (01) sobre o país participar da Organização do Atlântico Norte (OTAN) repercutiu nos países vizinhos. Daniel Ortega, presidente da Nicarágua, definiu como “punhalada” no processo de integração latino-americano a intenção colombiana de ingressar na OTAN. (mais…)

União Europeia cancela embargo militar à Síria


siria

União Europeia (UE) cancela embargo militar Síria

28 de maio de 2013

Como os ministros dos 27 países da UE não alcançaram uma posição comum sobre o embargo à oposição, ele desaparecerá no próximo dia 31, como queriam França e Inglaterra. O Secretário de Relações Exteriores brtânico, William Hague, disse que seu país pode começar a armar as forças da oposição antes do prazo definido. Alegando que é direito da Inglaterra fazer isso de agora em diante, reiterou que não irá violar nenhuma lei internacional. (mais…)

Projeto de Lei que regulamenta serviços de comunicação audiovisual no Uruguai está no Parlamento


Uruguai

Projeto de Lei que regulamenta serviços de comunicação audiovisual no Uruguai está no Parlamento

23 de maio de 2013

O governo enviou um projeto de lei de Serviços de Comunicação Audiovisual (SCA) para o Parlamento. No momento, ele está na Comissão de Indústria da Câmara dos Representantes.

A lei contém 13 capítulos, com quase 180 artigos que contém disposições permanentes e transitórias sobre a comunicação no país. Um dos capítulos mais importantes e polêmicos refere-se aos limites de concentração de canais para evitar formação de monopólios. Segundo o governo, a proposta estabelece que não se poderá ter mais de três canais audiovisuais. (mais…)