África do Sul

África do Sul atinge taxa de desemprego recorde


Nesta segunda-feira (09/05), a agência de estatística estatal da África do Sul anunciou que o levantamento trimestral da taxa de desemprego no país atingiu um nível recorde de 26,7% da força de trabalho. Estima-se que, desde o estouro da crise de 2008, o país tenha perdido cerca de um milhão de postos de trabalho.

Foto: Siphiwe Sibeko / Reuters.

Anúncios

África do Sul e Irã aprofundam cooperação bilateral


O Irã e a África do Sul assinaram oito acordos de cooperação neste domingo (24/04), durante visita do presidente sul-africano, Jacob Zuma, ao primeiro país. As áreas abordadas incluem comércio, indústria, investimentos, mineração, agricultura e pesquisa na indústria petrolífera. Os dois países também prometeram aumentar o compartilhamento de inteligência para combater o terrorismo.

Foto: AP / SIPA

Parlamento da África do Sul rejeita impeachment de Jacob Zuma


O Parlamento da África do Sul rejeitou, na última terça-feira (05/04), o impeachment do presidente Jacob Zuma. O partido de Zuma, o Congresso Nacional Africano (ANC, em inglês), controla quase dois terços dos assentos da assembleia. A votação contabilizou 233 parlamentares contra o impeachment e 143 a favor. O presidente é acusado de corrupção, após ter utilizado dinheiro público para obras em sua residência privada. 

Foto: Mike Hutchings / Reuters

Tribunal da África do Sul obriga presidente Zuma a ressarcir Estado


O Tribunal Constitucional da África do Sul decidiu nesta quinta-feira (31/03) que o presidente do país, Jacob Zuma, deve ressarcir o Estado em 16 milhões de dólares. Segundo o Tribunal,  Zuma utilizou verbas estatais para a reforma de sua residência particular. A oposição já declarou que iniciará o processo de impeachment do presidente.

Foto: S. Gallup / Getty Images

Os impactos do sistema financeiro internacional nos países emergentes


O economista Luiz Gonzaga Belluzzo analisa, em artigo publicado na revista Carta Capital, o sistema financeiro internacional e os enormes impactos deste nos países emergentes. Belluzzo critica a livre movimentação de finanças, que afetam e desvalorizam o câmbio de moedas fracas, e a função de reserva de valor do dólar, que submete as economias mundiais à política dos Estados Unidos. Esses fatores desestabilizam as economias emergentes, diminuindo seus recursos e capacidades de investimento.

62a0d6a2-744e-4859-af69-34ab0f9fd656

Foto: Roberto Stuckert Filho / PR.

África do Sul troca de ministro das Finanças pela segunda vez em uma semana


O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, indicou neste domingo (13/12) Pravin Gordhan como novo ministro das Finanças. Esse é o segundo ministro indicado para o cargo em apenas uma semana. As medidas de Zuma, tidas pela oposição como “irresponsáveis”, geraram diversos protestos populares. Gordhan já ocupou esse posto de 2009 até 2014.

Pravin Gordhan. Foto: Siphiwe Sibeko / Reuters.

Termina a primeira cúpula de mídia dos BRICS


Nesta terça-feira (01/12), encerrou-se a primeira Cúpula de Mídia do BRICS com uma declaração conjunta. Foi a primeira reunião para diálogo e intercâmbio de alto nível entre os principais veículos de mídia dos países emergentes. Três tópicos foram centrais no encontro: o papel da mídia em promover uma parceria mais estreita entre os países do BRICS, em aprofundar intercâmbios e cooperação entre as mídias dos países do BRICS, e como mídia tradicional e nova mídia podem se complementar e convergir.

134872391_14489414458531n

Foto: Xinhua / Jin Liangkuai.

BRICS criam rede de cooperação universitária


Na semana passada (17/11), Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul (BRICS) criaram uma rede de cooperação educacional, a “Universidade dos BRICS”. O acordo foi assinado em Moscou e prevê intercâmbios de pós-graduação nas áreas de economia, energia, tecnologia da informação e segurança da informação, mudanças climáticas e aquecimento global, recursos hídricos e poluição ambiental e estudos sobre os BRICS.

1886190

Foto: ef / mem / oda.

Criação de rede de universidades dos BRICS será discutida em Moscou


A cúpula universitária global dos BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) será realizada na semana que vem, de 26 a 28 de outubro, em Moscou. Durante a reunião será discutida a criação de uma rede educacional de universidades dos BRICS, a fim de estimular trocas na área de educação e ciência com participação dos melhores estabelecimentos educacionais dos países membros do bloco. São consideradas seis áreas prioritárias: energia, tecnologias da informação, ecologia e mudanças climáticas, recursos aquáticos, poluição ambiental e Estudo dos BRICS, este que pretende incluir áreas como direito e economia. Além dos BRICS, também foram convidados representantes dos círculos científicos da Argentina, Afeganistão, Canadá, EUA, Finlândia, França, Itália, Reino Unido, Noruega e Polônia.

Foto: Sputnik News.

Começam os treinamentos da Força de Resposta Rápida da União Africana


Uma Força de Resposta Rápida da União Africana, composta por 25.000 soldados, começou seu treinamento na África do Sul e pretende estar operacional até janeiro de 2016. Composta por cinco brigadas de países do bloco, ela pretende atuar rapidamente na resolução de crises na África, sem necessitar de ajuda extrarregional. Porém, problemas como a falta de coordenação e recursos ainda ameaçam a empreitada.

Foto: Getty Images.

Novo Banco de Desenvolvimento é inaugurado em Xangai


Nesta terça-feira (21/07), foi inaugurado em Xangai o Novo Banco de Desenvolvimento (NBD), o Banco dos BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). A instituição deverá financiar projetos de infraestrutura em países emergentes. A criação do NBD foi oficializada na sétima cúpula dos BRICS, em Ufá na Rússia em julho deste ano. Estiveram presentes na cerimônia de inaguração o ministro das Finanças da China, Lou Jiwei, o prefeito de Xangai, Yang Xiong, e o presidente do NBD, K. V. Kamath. Em mensagem, o economista Joseph Stiglitz congratulou a criação do banco e disse ter esperanças de que a instituição consiga lidar com problemas centrais da sociedade moderna, tais como distribuição de renda e meio-ambiente.

Foto: Shanghai Daily / Wang Rongjiang.

Primeiro-ministro chinês encontra vice-presidente sul-africano


O atual primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, encontrou com o vice-presidente sul-africano Cyril Ramaphosa nesta terça-feira (14/07), em uma reunião que fortaleceu a cooperação entre os países nas áreas de infraestrutura, energia, agricultura e indústria. A reunião também relembrou o 15° aniversário de fundação do Fórum de Cooperação China-África (FOCAC, da sigla em inglês), que será celebrado em uma reunião na África do Sul a ser presidida por líderes de ambos os países. Na reunião, a China comprometeu-se a cooperar para o fortalecimento das linhas de montagem industriais sul-africanas.

Foto: Xinhua, Wang Ye

Foto: Xinhua, Wang Ye

 

Os BRICS e a Declaração de Ufá


Essa semana ocorreu a sétima cúpula dos BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) na cidade russa de Ufá, a qual teve como resultado uma declaração de intenções e projetos do bloco, entre eles a oficialização da criação do Novo Banco de Desenvolvimento (NDB) e do Arranjo Contingente de Reserva. O analista Oliver Stuenkel observa que a Declaração de Ufá é um divisor de águas na história do grupo, simbolizando a sua crescente institucionalização. O autor assinala que com isso geram-se mais oportunidades e expectativas para os cinco países, tornando-se mais fácil de julgar o desempenho do bloco ao lidar com desafios globais.

Foto: Economy Lead.

BRICS oficializam criação do Novo Banco de Desenvolvimento


Depois de dois dias de reuniões, a sétima cúpula dos BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) terminou nesta quinta-feira (09/07), na cidade russa de Ufá, com a oficialização da criação do Novo Banco de Desenvolvimento (NDB) e de um compromisso para intensificar as indústrias nacionais dos cinco países. Espera-se que o banco, cuja sede será em Xangai, na China, comece a operar já em 2016. Inicialmente, o banco deve financiar projetos de infraestrutura e desenvolvimento apenas nos países do bloco, podendo expandir sua atuação para outras regiões no futuro.

Foto: BRICS2015.

CAO e África do Sul pedem que eleições no Burundi sejam adiadas


Em reunião na Tanzânia neste domingo (31/05), os líderes da Comunidade da África Oriental (CAO) e o presidente da África do Sul, Jacob Zuma, pediram às autoridades burundianas que se adiem as eleições parlamentares e presidenciais por pelo menos seis semanas. Elas estam marcadas para o dia 6 e 26 de junho, respectivamente. Em seu comunicado, os líderes africanos não mencionaram a tentativa de segunda reeleição do presidente Pierre Nkurunziza, o que desagradou a oposição burundiana. Exortou-se, também, que eventuais grupos armados desarmem-se para evitar escalada de conflito.

Pierre Nkurunziza. Foto: AP.

Maimane é eleito presidente da Aliança Democrática


Mmusi Maimane foi eleito neste domingo como o primeiro presidente negro da Aliança Democrática, principal partido de oposição sul-africano, depois de dois dias de conferências eleitorais na Baía Nelson Mandela, África do Sul. Essa conquista tem o potencial de fortalecer a oposição ao governo e mudar o cenário político do país.

Foto: Neil McCartney, The Citizen

Foto: Neil McCartney / The Citizen.

 

BRICS assinam memorando de cooperação na área de Ciência e Tecnologia


Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, membros do fórum multilateral dos BRICS, assinaram um acordo de cooperação na área de Ciência e Tecnologia. O objetivo é ampliar iniciativas nas áreas de mudanças climáticas, recursos hídricos e ecologia, tecnologia geoespacial, energias alternativas e renováveis e astronomia. O memorando foi assinado pelos ministros de Ciência e Tecnologia dos países do BRICS reunidos em Brasília para seu segundo encontro ministerial anual.

Foto: IT Forum 360

Foto: IT Forum 360

Inteligência sul-africana espionou o próprio governo sobre negociação com a Rússia


Um vazamento de documentos secretos revelou que a inteligência da África do Sul espionou o próprio governo para obter informações sobre uma negociação com a Rússia. Os dois países acordaram na construção de um sistema de satélite de vigilância, chamado Projeto Condor, orçado em 100 milhões de dólares. O satélite, lançado pela Rússia no ano passado, possibilita a observação de todo o continente africano e foi tratado de maneira secreta pelo país, que não revelou quem era seu cliente.

Foto: Reuters

Foto: Reuters

África do Sul treina elefantes para operações antibombas


A África do Sul está treinando elefantes para operações de detecção de explosivos e minas terrestres, utilizando a capacidade excepcional de farejamento dos animais. Apoiado pelo Laboratório de Pesquisa Militar dos Estados Unidos, o projeto já tem relativo sucesso na medida em que alguns animais já são capazes de farejar bombas. Ainda não é claro se elefantes possuem um faro melhor que cães, porém possuem uma memória melhor, não exigindo o treinamento constante ao qual são submetidos os cães.

Foto: Reuters / Siphiwe Sibeko

Foto: Reuters / Siphiwe Sibeko

Brics ratificam agenda de cooperação sobre questões populacionais


Os países do Brics – Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul – ratificaram hoje em Brasília um programa de cooperação sobre questões demográficas. Os principais temas da agenda comum dos países são a mortalidade materna, aids e DSTs, êxodo rural e urbanização, envelhecimento e diferenças de gênero no mercado de trabalho. Todos os países têm muito a ensinar e a aprender sobre cada um dos temas.

Foto: MRE Brasil

Foto: MRE Brasil

(mais…)

Novo míssil da FAB acerta alvo em teste


Em teste realizado por aeronave Gripen da Força Aérea da África do sul, o novo míssil da FAB desenvolvido em parceria com a África do Sul atingiu seu alvo com sucesso. O míssil, chamado A-Darter, é capaz de realizar manobras de grande desempenho, recalculando sua rota com guiagem de calor e de infravermelho. Seu alcance máximo é de 12 km, resultado de um investimento de 300 milhões de reais.

Foto: FAB

Foto: FAB

Empresas prejudicam África Subsaariana com fluxos financeiros ilícitos


A cada ano, cerca de 50 bilhões de dólares são perdidos na África Subsaariana pela sonegação fiscal e evasão de divisas, cerca de 5,5% do PIB da região. Esse é a conclusão de um estudo, liderado pelo ex-presidente sul-africano Thabo Mbeki, que teve grande repercussão na última semana, quando ocorreu a reunião de cúpula da União Africana. As empresas multinacionais são as principais responsáveis pelos fluxos financeiros ilícitos, cujo valor supera a de ajuda externa fornecida aos países africanos.

Foto: Oupa Nkosi / M& G

Foto: Oupa Nkosi / M& G

BRICS discutem em março criação de agência de rating


Os países dos BRICS discutirão em março a criação de uma agência de classificação de risco para fazer frente às atuais hegêmonas estadunidenses. O embaixador brasileiro em Moscou, José Vallim Antônio Guerreiro, afirmou que um grupo especializado em assuntos econômicos e comerciais já está trabalhando sobre o tema. Se concretizada, a agência de rating dos BRICS seria mais uma instituição do grupo que cria alternativas aos tradicionais organismos da Pax Americana.

Foto: MRE Brasil

Foto: MRE Brasil

Novo míssil da FAB será concluído em breve


O desenvolvimento do novo míssil A-Darter, da Força Aérea Brasileira em parceria com a África do Sul, deverá ser concluído no primeiro semestre de 2016. A FAB investiu 300 milhões de reais neste projeto, sendo metade em empresas brasileiras, que receberam transferência tecnológica sul-africana. O míssil deverá equipar os caças Gripen NG e promover a exportação de armamentos, com ganhos para o Brasil e a África do Sul.

Foto: Força Aérea Brasileira

Foto: Força Aérea Brasileira

África do Sul e Sudão intensificam cooperação bilateral


Em visita oficial ao Sudão, o presidente sul-africano Jacob Zuma afirmou que o país pretende assinar um acordo que avance a cooperação entre os dois países em vários setores. As relações bilaterais evoluíram para relações “ministeriais”, ou seja, ministros dos dois países tratarão dos temas de cooperação diretamente. Além disso, a África do Sul se comprometeu em promover uma solução para o conflito no Sudão do Sul.

O presidente sul-africano, Jacob Zuma. Foto: Sunday Times

O presidente sul-africano, Jacob Zuma.
Foto: Sunday Times

África do Sul e Rússia fecham acordo de US$ 50 bi sobre energia nuclear


África do Sul e Rússia fecham parceria estratégica para o fornecimento de oito reatores nucleares ao país africano no valor total de 50 bilhões de dólares até 2023. Se concretizado, o negócio vai constituir a primeira central nuclear na África com reatores russos e vai liberar a economia sul-africana de sua dependência do carvão. Uma proposta da França e outra conjunta dos EUA e do Japão foram rejeitadas com esse acordo.

Foto: Gallo

Foto: Gallo

(mais…)

UNESCO divulga relatório sobre educação nos BRICS


A UNESCO divulga relatório que sugere uma colaboração mais efetiva entre os BRICS em educação, o que pode acelerar o progresso mundial na área. Esses países provêm educação para 40% da população mundial e têm aumentado muito o acesso à educação superior. O relatório faz recomendações sobre em que frentes deveria avançar a cooperação em educação entre os países do bloco.

Foto: MRE Brasil

Foto: MRE Brasil

(mais…)

Brasil e África do Sul unirão bases industriais de defesa


Brasil e África do Sul deverão unir suas bases de estudo e pesquisa tecnológica de defesa para, juntos, conquistarem novos mercados e se tornarem fortes a ponto de competir com países mais desenvolvidos no setor.

Aderico Mattioli e Trevor  Raman. Foto: P.H. Freitas / MD.

Foto: P.H. Freitas / MD.

(mais…)

Por que o Novo Banco de Desenvolvimento dos BRICS importa?


A criação do Novo Banco de Desenvolvimento pelos BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) é significativa por três motivos, segundo análise de Dingding Chen: por mostrar a viabilidade e dinamismo do bloco, por exibir o modo de liderança chinesa e pelo desafio imposto à ordem global atual liderada pelo Ocidente.

Foto: Flickr / Governo da África do Sul.

Foto: Flickr / Governo da África do Sul.

(mais…)

Com novo banco, BRICS querem “nova era de estruturas de poder”


Cúpula em Fortaleza confirma criação de banco de desenvolvimento e fundo de reservas próprios para os países emergentes. Objetivo, segundo eles, é fazer frente a sistema financeiro dominado por potências ocidentais.

Líderes dos BRICS. Foto: Reuters.

Líderes dos BRICS. Foto: Reuters.

(mais…)