América do Norte

Força Aérea dos EUA declara F-35 “pronto para combate”


Nesta terça-feira (02/08), a Força Aérea dos Estados Unidos declarou que seu esquadrão de caças F-35A estão “prontos para combate”. Isso significa que a Força já pode enviar os caças multifuncionais de quinta geração para missões de batalha em qualquer lugar do mundo. Os primeiros F-35 operacionais, 12 aeronaves, pertencem ao 34º Esquadrão de Caças, localizado no estado de Utah nos EUA. Críticos apontam que a declaração da Força Aérea é mais uma medida de marketing do que verdadeiramente operacional, uma vez que ainda existem vários problemas.

Foto: Paul Holcomb / Força Aérea dos EUA.

Eric Fanning é o primeiro gay assumido a comandar Exército dos EUA


Nesta terça-feira (17/05), Eric Fanning assumiu o cargo de secretário do Exército dos Estados Unidos, se tornando o primeiro gay assumido a comandar a Força. Fanning foi indicado pelo presidente Barack Obama ano passado e ocupava o cargo de vice-secretário da Defesa. A indicação faz parte da política de integração dos homossexuais às Forças Armadas.

Foto: Alex Wong / Getty

Transição hegemônica e poder naval: o declínio inglês e a ascensão dos EUA na primeira metade do Século XX


Confira aqui a monografia da pesquisadora do ISAPE, Giovana Esther Zucatto, sobre a relação entre o poder naval e as transições hegemônicas no sistema internacional, especificamente no processo de decadência da hegemonia da Inglaterra e de ascensão dos EUA na primeira metade do século XX. O trabalho trata das teorias do ciclo de acumulação sistêmica, poder naval e ciclos de supremacia naval, bem como da decadência da indústria naval britânica no período de declínio de Londres e do papel fundamental que teve o setor naval para a construção da hegemonia estadunidense.

Imagem: EUA / Wikimedia Commons.

Base Industrial de Defesa: experiência estadunidense e desenvolvimento socioeconômico (1930–1990)


Confira aqui a monografia da pesquisadora do ISAPE, Helena Marcon Terres, sobre a origem e o desenvolvimento da Base Industrial de Defesa (BID) estadunidense e os efeitos dos gastos militares no desenvolvimento socioeconômico do país entre 1930 e 1990. Procurando entender a funcionalidade dos gastos em defesa para o desenvolvimento dos EUA, o trabalho nota que, entre 1930 e até a Guerra do Vietnã, o nascimento e o estabelecimento da BID como um setor diferenciado na economia estadunidense possibilitaram notável desenvolvimento socioeconômico no país. Só que, a partir do conflito no Vietnã, os gastos militares e a evolução da BID assumiram um caráter crescentemente disfuncional, segundo o qual as capacidades produtivas e tecnológicas da economia foram elevadas sem haver, no entanto, geração de emprego e distribuição de renda.

Imagem: Estado de Oklahoma.

A industrialização da guerra: perfil de força, gestão do estado e mudança no regime de acumulação de capital (1850–1950)


Confira aqui a monografia do pesquisador do ISAPE, João Arthur da Silva Reis, sobre a industrialização da guerra e seus impactos no perfil de força, na gestão do Estado e na mudança do regime de acumulação de capital dos países centrais ao Sistema Internacional de 1850 a 1950. O trabalho trata de que maneira a evolução no perfil das forças armadas, notadamente dos EUA e da Prússia/Alemanha, a partir da industrialização da guerra, impactou na ascensão do industrialismo e na consolidação do regime de acumulação fordista/keynesiano de meados do século XIX até o século XX, passando pela Guerra Civil dos EUA, Guerra Franco-Prussiana e as duas Guerras Mundiais.

Mulheres trabalhando em fábrica de munições no Canadá durante a Primeira Guerra Mundial. Foto: n.i.

Incêndio no Canadá interrompe produção de petróleo em 25%


Um grande incêndio florestal de mais de 200 mil hectares na província de Alberta no Canadá causou o corte de ao menos 25% da produção de petróleo do país, agravando a situação econômica do país, que já se encontrava difícil após a recente queda dos preços do petróleo. Calcula-se que o prejuízo à economia petrolífera seja de dezenas de milhões de dólares por dia. Embora não seja provável que o incêndio afete diretamente as minas petrolíferas de Alberta, o corpo de bombeiros estima que levará meses para extinguir as chamas. O Canadá possui a terceira maior reserva de petróleo do mundo, depois de Arábia Saudita e Venezuela.

Foto: Mark Blinch / Reuters via DW.

EUA realiza primeiro reassentamento de “refugiados climáticos”


Em janeiro de 2016, o governo dos EUA investiu cerca de 1 bilhão de dólares em projetos de mitigação e adaptação de comunidades às mudanças climáticas, incluindo o reassentamento de populações de deslocados internos devido ao clima, também conhecidos como “refugiados climáticos”. Estes tiveram de abandonar suas casas em ilhas ao sul dos Estados Unidos por causa de frequentes inundações e aumento do nível do mar. A realocação da comunidade, considerado o primeiro no mundo do tipo, está servindo para estudos de como fazê-lo em maior escala no futuro e como enfrentar os dilemas morais da medida.

Foto: Josh Haner / The New York Times.

Lori Robinson será a primeira mulher a dirigir comando militar dos Estados Unidos


O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Ashton Carter, anunciou na última sexta-feira (18/03) que uma mulher assumirá pela primeira vez um grande comando militar do país. Lori Robinson, general da Força Aérea, foi indicada pelo presidente Barack Obama para dirigir o NORTHCOM, comando militar dos EUA para a América do Norte.

Foto: DoD

O fim do ciclo das areias betuminosas?


Em matéria na revista Yale Environment 360, Ed Struzik discute se estamos no início do declínio do ciclo das areias betuminosas. O desenvolvimento das tecnologias de produção de petróleo a partir de xistos e areias betuminosas pôs grande esperança em dar sobrevida ao ciclo do petróleo, bem como em diminuir a dependência do Oriente Médio para a obtenção dessa matéria-prima. Entretanto, a queda no preço do petróleo tem preocupado os produtores tanto de xisto betuminoso (primordialmente os EUA) como de areias betuminosas. A indústria de areias betuminosas do Canadá está em cheque: os novos governos dos estados de Alberta e Ottawa não se mostram animados a continuar o apoio estatal a essa fonte poluidora de energia, ao passo que os projetos de oleodutos na América do Norte estão parados.

Foto: Mark Ralston / AFP / Getty Images.

México afirma que “El Chapo” será extraditado em breve


O presidente mexicano Enrique Peña Nieto afirmou na última sexta-feira (22/01) que o processo de extradição do narcotraficante Joaquín Guzmán Loera, conhecido como “El Chapo”, para os EUA será realizado o mais rápido possível. Medida mostra uma mudança em relação à política anterior do governo de evitar a extradição.

1453476321_674338_1453476597_noticia_normal_recorte1

Foto: EFE.

Após recaptura, México inicia processo de extradição de “El Chapo” para os EUA


A Procuradoria-Geral da República do México anunciou, neste sábado (09/01), o início do processo de extradição do traficante Joaquín “el Chapo” Guzmán para os Estados Unidos. Processo tem várias etapas e deve ser longo. O traficante foi preso na última sexta-feira (08/01) pelas autoridades mexicanas. “El Chapo” estava foragido desde julho de 2015, quando fugiu de uma prisão de segurança máxima.

018968611_30300

Foto: Reuters / E. Garrido.

Ministro da Defesa do Canadá não desconsidera compra do caça F-35


O ministro da Defesa do Canadá, Harjit Sajjan, anunciou que o caça F-35 poderá participar da licitação para adquirir novos aviões para o país. Assim, Sajjan contraria uma das promessas de campanha do atual governo liberal, encabeçado pelo premiê Justin Trudeau, de não comprar o F-35 devido ao alto custo. O Canadá busca substituir seus CF-18 e deve abrir disputa em breve.

usa-f35

Foto: Daniel Hughes / U.S. Air Force / Reuters.

KC-390 para o Canadá?


A empresa brasileira Embraer oferecerá o novo avião KC-390 ao Canadá, que lançou uma licitação para o fornecimento de aviões de busca e salvamento. Contrato de US$ 2,3 bilhões deve ser anunciado em janeiro de 2016 e o resultado no final do ano. Em caso de vitória, a Embraer pode garantir mercados importantes na América do Norte.

635853520416533029-dfn-canada-embraer

Foto: Embraer.

México aprova a primeira vacina contra a dengue


O México anunciou nesta quarta-feira (09/12) que aprovou a utilização da primeira vacina do mundo contra a dengue. 40 mil pessoas devem ser vacinadas na fase inicial com produto desenvolvido pela empresa francesa Sanofi. Doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti afeta cerca de 400 milhões de pessoas pelo mundo, segundo a OMS, especialmente em países em desenvolvimento.

Foto: AFP.

Obama faz pronunciamento sobre combate ao terrorismo e controle de armas


Em pronunciamento neste domingo (06/12), o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu aos estadunidenses para não terem medo do terrorismo, prometendo seguir o combate ao “Estado Islâmico” — sem o envio de tropas terrestres — e pedindo ajuda aos muçulmanos do país na luta contra “ideologias extremistas”. Obama também pediu ao Congresso uma legislação mais rígida sobre o controle de armas.

018898485_30300

Foto: picture-alliance / dpa.

ONU se opõe à repatriação de refugiados sírios


Na última segunda-feira (16/11), a ONU rejeitou os apelos para repatriar refugiados da Síria a fim de impedir novos ataques extremistas. Conservadores da Europa e dos Estados Unidos fizeram pedido após os atentados de Paris. Para a ONU, refugiados não são a principal ameaça e estão fugindo da mesma violência de que sofrem os países ocidentais.

Foto: Holy Blossom Temple.

No Canadá, Trudeau é empossado e monta governo com equivalência de gênero e diversidade


Logo após sua posse como primeiro-ministro nesta quarta-feira (04/11), Justin Trudeau nomeou os ministros de seu governo. O gabinete, composto por 15 homens e 15 mulheres, é o primeiro na história do Canadá a ter uma equivalência de gênero. A equipe ainda apresenta uma baixa média de idade e de tempo de serviço — com a maioria possuindo menos de 50 anos e nunca tendo estado em um ministério — e significativa diversidade étnica.

Foto: Xinhua / Landov / Barcroft Media.

Novo governo do Canadá pretende não comprar caça F-35


A eleição do Partido Liberal, oposição, para governar o Canadá põe em risco a compra futura de aviões F-35 Joint Strike Fighter. O governo anterior fazia parte do programa de desenvolvimento do caça e pretendia realizar a compra do caça. Porém, os liberais se opõem à compra e à participação do país no caro projeto liderado pelos Estados Unidos.

Justin Trudeau. Foto: Nicholas Kamm / AFP.

Oposição de esquerda vence eleições no Canadá


Nesta segunda-feira (19/10), o Partido Liberal, de oposição, venceu as eleições no Canadá e ocupará 184 das 338 cadeiras da câmara baixa do Parlamento. Essa maioria permitirá ao novo primeiro-ministro, Justin Trudeau, governar sem depender de outros partidos. Trudeau prometeu o aumento de impostos sobre grandes fortunas, a consulta popular para a mudança de sistema eleitoral e legalizar e regulamentar o uso da maconha.

Justin Trudeau. Foto: Reuters.

No Canadá, oposição volta-se contra a compra de caças F-35


Em campanha política no Canadá, o líder de oposição Justin Trudeau, do Partido Liberal, anunciou que, caso vencedor nas eleições de outubro, não comprará caças “F-35 Lightning II Joint Strike Fighters” da Lockheed Martin. Embora tenham participação canadense no seu desenvolvimento, os caças têm um custo muito elevado e há falta de transparência no processo, segundo Trudeau, e não valeria a pena comprá-los para reforçar a força aérea do país. Atual governo adiou decisão da compra de novos aviões para depois da eleição.

Foto: Alex Lloyd / 75th Air Base Wing Public Affair.

Sob críticas, EUA autoriza exploração de petróleo no Alasca


Nesta quinta-feira (23/07), os Estados Unidos autorizaram a exploração de petróleo no mar de Chukchi, no Alasca, pela empresa anglo-holandesa Shell. Na licensa, estipulou-se um período para perfurações no gelo limitado entre os meses de julho e outubro e condicionou-se a exploração a equipamentos de emergências para conter possíveis vazamentos no prazo de 24 horas. Ambientalistas têm criticado fortemente os planos da Shell no Ártico e a exploração de petróleo no Alasca em geral, alegando que a área não é apenas refúgio de raras espécies de baleias, morsas e ursos polares, mas também de povos nativos.

Foto: Reuters / J. Redmond.

Canadá tem atitude omissa sobre a redução de gases do efeito estufa


O Canadá está tendo dificuldades de cumprir com suas metas de redução de emissão de gases do efeito estufa, muito devido à exploração de areias betuminosas no leste do país. A indústria de extração de hidrocarbonetos a partir de areias betuminosas, altamente poluente, está em franca expansão no Canadá, ofuscando possibilidades de investimento em energia limpa no país. Outras atitudes do governo conservador canadense preocupam ambientalistas, como o abandono do Protocolo de Kyoto, em 2011, e a flexibilização da regulação do setor de petróleo e gás.

Foto: Dru Oja Jay / Dominion

Foto: Dru Oja Jay / Dominion

Estudo prevê perda de 70% de geleiras do leste canadense até 2100


Estudo prevê uma perda de 70% das geleiras do leste do Canadá até 2100. A neve permanente do topo de montanhas também deve ser afetada, o que também contribui para o aumento do nível do mar. O derretimento de geleiras tem uma série de consequências, como a disponibilidade de água para a agricultura e problemas na qualidade da água para consumo humano. O estudo desenvolveu um novo método interdisciplinar para a avaliação da perda de volume de geleiras, cujos resultados serão levados às autoridades do próximo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas.

Foto: Ron Erwin / All Canada Photos / Corbis

Foto: Ron Erwin / All Canada Photos / Corbis

Com pior seca na história, California impõe restrições ao consumo de água


O governo do estado da Califórnia ordenou uma contenção obrigatória do consumo de água, a primeira da história do Estado, devido a quatro anos de seca. Durante o próximo ano, os 400 reservatórios locais que abastecem a população californiana terão sua oferta de água reduzida em 25%. A medida vem depois de um inverno com pouca neve, que se esperava que pudesse recuperar um pouco o nível dos reservatórios no Estado. A Califórnia está vivendo a pior seca de sua história.

Foto: Rich Pedroncelli / Associated Press

Foto: Rich Pedroncelli / Associated Press

No Canadá, milhares vão às ruas contra austeridade


Na última quinta-feira (02/04), milhares de pessoas foram às ruas de Montreal, no Canadá, para protestar contra as recentes medidas de austeridade fiscal adotadas pelo governo da província de Québec. Estas impõem cortes nos orçamentos da saúde e educação. Há duas semanas pequenas manifestações vem ocorrendo na província, organizadas por grupos estudantis, sindicatos e organizações sociais, os quais se uniram na manifestação de quinta, chamada de “Marcha contra a Austeridade”.

Foto: Paul Chiasson / The Canadian Press.

(mais…)

Empresa russa quer construir superestrada entre Londres e Nova Iorque


A empresa Russian Railways revelou projeto de construção de uma superestrada ligando Londres a Nova Iorque, atravessando todo o território russo e o Estreito de Bering. O projeto aproveitaria infraestrutura já construída na Europa, e teria como um dos maiores desafios a travessia do Pacífico por Bering. A autopista teria quase 20 mil quilômetros de extensão total, sendo metade desse trajeto somente para atravessar o território russo de leste a oeste.

Mapa: reprodução

Mapa: reprodução

Canadá construirá frota de patrulha para o Ártico


O Canadá deu os primeiros passos para a construção de uma frota de navios de patrulha para suas regiões do Ártico. Os planos foram apresentados pela primeira vez em 2007 e esperava-se que estaria implementado já em 2013 ao custo de aproximadamente 3 bilhões de dólares para a aquisição de até oito novos navios. Contudo, o projeto do atual governo deve custar 3,5 bilhões de dólares e inclui cinco novos navios a serem construídos pela Irving Shipbuilding e com sistemas de combate da Lockheed Martin.

Foto: Wikipedia.

Foto: Wikipedia.

México desmantela dois cartéis do narcotráfico em 15 dias


A captura do Chapo Guzmán pelo governo Mexicano e a morte do Chayo mudam o panorama dos grupos criminosos mais importantes do país, o cartel de Sinaloa e Los Cavaleiros Templários, de quem eles eram líderes respectivamente.

Foto: Alex Cruz / Efe.

Foto: Alex Cruz / Efe.

(mais…)

Prisão de ‘El Chapo’: Uma mudança para o México?


Foi preso, neste final de semana no México, Joaquím Guzmán Loera, conhecido como “El Chapo”, o mais procurado senhor do tráfico de drogas mexicano. O Cartel de Sinaloa, comandado por El Chapo, está presente no comércio de drogas em diversos países na América, na Europa e na Ásia. Apesar das comemorações dos governos dos EUA e do México, é muito improvável que o impacto sobre o tráfico drogas na América do Norte seja significativo.

Foto: Eduardo Verdugo / AP.

Foto: Eduardo Verdugo / AP.

(mais…)

Painel econômico e ambiental aprova oleoduto no Canadá


No Canadá, painel de revisão econômica e ambiental aprovou os planos para um oleoduto e um porto para transportar óleo de xisto de Alberta (centro-oeste canadense) para navios petroleiros na costa do Pacífico. Com isso, pretende-se ter maior acesso a mercados asiáticos.

Fonte: Darryl Dyck / Canadian Press, via AP.

Fonte: Darryl Dyck / Canadian Press, via AP.

(mais…)