comando do espaço

China lança nova geração de foguetes


Em junho a China lançou com sucesso a nova geração de foguetes de carga Long March-7. Os foguetes desse novo tipo são de tamanho médio e de dois estágios, podendo levar até 13,5 toneladas à baixa órbita usando querosene e oxigênio líquido como combustível. Espera-se que o Long March-7 torne-se o principal foguete das missões espaciais chinesas. Pequim espera começar a operar uma estação espacial até 2022.

Foto: Li Gang / Xinhua.

 

Anúncios

Rússia testa com sucesso míssil antissatélite


A Rússia realizou com sucesso no mês de novembro testes com o míssil antisatélite Nudol, tornando-se assim o segundo país — atrás apenas da China — a possuir armas de guerra espacial. Essa capacidade pode ser utilizada para inutilizar as comunicações, inteligência e navegações de outros países, notadamente os Estados Unidos.

1023092433

Foto: Flickr.

Curso “Espaço e Relações Internacionais”


Convidamos alunos de graduação e pós-graduação a realizarem o curso EAD “Espaço e Relações Internacionais”, oferecido pelo pesquisador associado do ISAPE, Dr. Marco Cepik, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). O curso trata da importância do espaço sideral para as Relações Internacionais no século XXI. Serão estudadas as características básicas deste ambiente, a história da corrida espacial, as teorias que explicam o poder espacial, e os programas espaciais do Brasil, da China e da Índia. Ao final, destaca-se a inserção dos programas espaciais nas estratégias nacionais de desenvolvimento e de segurança dos países emergentes, sobretudo no contexto de uma ordem internacional em transição.

Cartaz Curso Espaço

(mais…)

Nos EUA, nova geração de GPS está em fase de testes


A terceira geração de satélites de Sistemas de Posicionamento Global (GPS, da sigla em inglês) está em sua fase de testes na Lockheed Martin. O GPS III “vai garantir três vezes mais exatidão, proporcionar até oito vezes mais capacidades antiaglomeração e estender a vida do satélite para até 15 anos, 25% a mais do que os satélites atuais”, de acordo com um anúncio da companhia. A terceira geração proverá também inteoperabilidade com outros sistemas de geolocalização.

Foto: Patrick H. Corkery/Lockheed Marti, C4ISR

Foto: Patrick H. Corkery/Lockheed Marti, C4ISR

Japão lança satélite espião que deve vigiar Coreia do Norte


Com o objetivo de complementar seus dois satélites radar, o Japão lançou um satélite espião no último domingo (01/02), segundo a Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (JAXA, na sigla em inglês). Este será o quinto satélite japonês de inteligência e vigilância em órbita. Um dos usos do satélite será a observação do programa nuclear e de mísseis balísticos norte-coreano.

Foto: JAXA

Foto: JAXA

Rússia e China criam espaço comum de navegação por satélite


Rússia e China pretendem criar uma área comum de navegação por satélite através de parceria entre o Glonass russo e o Beidou chinês. Será criada uma empresa conjunta que, ao integrar as duas tecnologias, desenvolverá um novo sistema de navegação operacional em todo o planeta.

Foto: RIA Novosti/Sergey Pyatakov

Foto: RIA Novosti/Sergey Pyatakov

(mais…)