Defesa

A integração de infraestrutura na América do Sul: uma análise da logística e dos desafios à defesa regional


Confira aqui o artigo da pesquisadora do ISAPE, Bruna Jaeger, em coautoria com as pesquisadoras Isadora Coutinho, Naiane Cossul e Namisi de Oliveira, publicado na Revista de Estudos Internacionais sobre a integração de infraestrutura na América do Sul e seus impactos para a defesa e logística regionais. O trabalho nota que historicamente a integração infraestrutural sul-americana preocupa-se somente com efeitos comerciais e pouco com defesa e questões geopolíticas. As autoras mostram que a construção de grandes obras de energia, transportes e comunicações constitui-se em um fator significativo para aumentar as capacidades logísticas da região, formar cadeias produtivas e reduzir as assimetrias existentes, especialmente no interior da América do Sul.

Mapa: Guia Geográfico – Globo Terrestre. 

Anúncios

KMW inaugura sede industrial no Brasil


Nesta quarta-feira (09/03), foi inaugurada em Santa Maria (RS) a sede industrial da KMW, empresa alemã do ramo de defesa, no Brasil. O evento também contou com a entrega oficial de 8 viaturas blindadas antiaéreas GEPARD. Veículos, modernizados em solo brasileiro, serão utilizadas nos Jogos Olímpicos. A empresa também mantém um Contrato de Suporte Logístico (CSL) para a frota de blindados Leopard 1A5BR utilizados pelo Exército Brasileiro.

Foto: DefesaNet

Mísseis Tomahawk serão adaptados para uso antinavio


A Marinha dos Estados Unidos solicitou ao Congresso US$ 434 milhões no orçamento do Ano Fiscal de 2017 para modificar 245 mísseis de cruzeiro Raytheon Tomahawk TLAM. Armas de ataque terrestre de longo alcance serão adaptadas para uso antinavio. O plano da Marinha prevê o início das operações com os mísseis adaptados em 2021.

tomahawk_block_iv_cruise_missile_-crop

Foto: U.S Navy

 

Reino Unido e França anunciam desenvolvimento conjunto de drone


Na última quinta-feira (03/03), o primeiro-ministro britânico, David Cameron, e o presidente francês, François Hollande, anunciaram um investimento de 1,5 bilhão de euros (US$ 2,1 bilhões) para desenvolver em conjunto um drone de combate de última geração. Protótipos operacionais do novo sistema estão previstos para 2025. Além disso, os dois países concordaram em integrar suas indústrias de defesa e Londres anunciou que irá auxiliar com a logística das tropas francesas na África.

Photo: Stephane de Sakutin / AFP/ Getty Images

China anuncia aumento de 7,6% no orçamento de defesa


A China vai aumentar o orçamento de defesa em 7,6% este ano, atingindo US$ 146 bilhões, segundo um relatório publicado pelo governo no sábado (05/03). Segundo oficiais chineses, o aumento – o menor em seis anos- servirá para continuar com a modernização das Forças Armadas em todos os setores. Pequim assim terá o segundo maior gasto em defesa, atrás apenas dos Estados Unidos, que prevê US$ 534 bilhões para 2016.

Foto: Lintao Zhang / Getty Images

Reino Unido envia soldados para combater EI na Tunísia


O Reino Unido anunciou, nesta segunda-feira (29/02), que enviará tropas para a Tunísia com a justificativa de impedir militantes do grupo “Estado Islâmico” entrem no país. Cerca de 20 soldados atuarão com autoridades tunisianas na fronteira com a Líbia para evitar o movimento transfronteiriço.

Foto: Ismail Zitouny / REUTERS

Japão e Filipinas aprofundam cooperação em Defesa


O Japão e as Filipinas assinaram um acordo nesta segunda-feira (29/02) e aprofundaram a cooperação em Defesa. O tratado estabelece parâmetros para a aquisição (compra ou doação) de equipamentos militares, transferência de tecnologia, exercícios militares conjuntos e desenvolvimento tecnológico conjunto. É a primeira vez que Tóquio assina um acordo do gênero com um país do Sudeste Asiático.

Foto: U.S. Marine Corps

China e Tajiquistão aprofundam cooperação em Defesa


Nesta segunda-feira (29/02), a China e o Tajiquistão aprofundaram a cooperação na área de Defesa. Destaca-se o aumento da cooperação no combate ao terrorismo na Ásia Central. O presidente tajiquistanês, Emomali Rahmon, considera que a ajuda chinesa é fundamental para a estabilidade da região e para a resolução de crises, como a do Afeganistão.

Emomali Rahmon (E) e Xi Jinping  (D). Foto: Ng Han Guan-Pool/ Getty Images

Emomali Rahmon (E) e Xi Jinping (D).
Foto: Ng Han Guan-Pool/ Getty Images

Brasil adquire 23 veículos de assalto anfíbio modernizados


O Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil receberão 23 veículos de assalto anfíbio de combate AAV7A1 RAM/RS — modernizados e adaptados para as capacidades brasileiras —  até 2017. Contrato no valor de US$ 82 milhões foi assinado com a BAE Systems, que também deve prover manutenção e treinamento para condutores.

635863793477047591-splash-1-aav

Foto: BAE Systems.

Míssil antinavio brasileiro deve ser testado em 2016


A MECTRON, empresa brasileira contrololada pela Odebrecht Defesa e Tecnologia (ODT), anunciou que a conclusão do projeto do primeiro míssil antinavio superfície-superfície brasileiro, o MAN-SUP, está próximo do final e deve ser realizado no segundo semestre de 2016. O MAN-SUP garantiria autonomia e domínio tecnológico brasileiro sobre todo o armamento, reforçando a soberania do país e sua defesa no Pré-Sal.

Imagem: DefesaNet.

Exército Brasileiro recebe novos veículos lançadores de mísseis ASTROS


Na última quinta-feira (10/12), o Exército Brasileiro recebeu novos veículos lançadores de mísseis ASTROS. Cerimônia na cidade de Formosa (GO) contou com a presença do ministro da Defesa, Aldo Rebelo, e do comandante do Exército, Gen. Eduardo Villas Bôas. O lote recebido era de nove viaturas modernizadas, incorporando sistema de comando e controle digitalizado (C4I).

Sistema ASTROS. Foto: Gilberto Alves / MD.

(mais…)

Exército brasileiro reflete sobre possibilidades de conflitos no Atlântico Sul


Em trabalho realizado por oficiais militares do Curso de Política, Estratégia e Alta Administração do Exército (CPEAEx), é realizada uma reflexão sobre as possibilidades de conflitos no Atlântico Sul e o papel das Forças Terrestre na defesa do litoral brasileiro. Entre as principais ameaças estão a presença de territórios britânicos e franceses na parte sul do oceano, além das forças navais de outras potências que ameaçam a soberania sobre recursos naturais brasileiros.

Imagem: Blog do Exército Brasileiro.

Integração infraestrutural sul-americana: impactos sobre a estratégia e a geopolítica regional


Confira aqui a monografia da pesquisadora do ISAPE, Bruna Jaeger, sobre a integração infraestrutural sul-americana. O trabalho trata dos efeitos dessa integração sobre a estratégia e a geopolítica regional e mostra que a promoção de infraestrutura integrada na América do Sul é um importante fator para garantir maior segurança e capacidades de defesa no continente, bem como para impulsionar o desenvolvimento socioeconômico e aumentar a presença do Estado em regiões isoladas.

 Estados Unidos, Venezuela e Paraguai na Geopolítica da América do Sul

Imagem: n.i.

Brasil desenvolverá nova frota de navios de patrulha


No Brasil, o Centro de Projetos de Navios (CPN) foi contratado para projetar uma classe de navios de patrulha. A Empresa Gerencial de Projetos Navais (EMGEPRON) contratou o CPN para desenvolver o projeto do NPa 500-BR (Navio Patrulha 500 toneladas Brasil) nos próximos 11 meses. O plano atual prevê a construção de 20 navios, embora o contrato possa variar de acordo com a disponibilidade de orçamento da Marinha e de estaleiros nacionais. O projeto estará disponível para exportação.

Foto: EMGEPRON

 

Rússia e OTAN instalam linha de comunicação direta


Os comandos militares da Rússia e da OTAN instalaram uma linha telefônica direta para o caso de crise, divulgou o jornal alemão Frankfurter Allgemeine. Na semana passada, os números de contato foram entregues ao lado russo. No entanto, os detalhes da criação do novo canal de comunicação ainda não são públicos, de acordo com a publicação. Pela primeira vez desde a Guerra Fria, a Rússia e OTAN passam novamente a ter uma forma de comunicação direta entre as chefias militares.

Foto: Sputinik/Sergei Guneev

Novo Manual de Mobilização Militar é publicado pelo Ministério da Defesa


O Ministério dq Defesa publicou o novo Manual de Mobilização Militar, documento doutrinário sobre mobilizações em caso de crises ou agressões externas. O manual visa orientar como as forças devem fazer a transição de sua estrutura de tempos de paz para tempos de guerra, prevendo os passos a serem seguidos pelo Sistema de Mobilização Militar (Sismobil), órgão do Ministério da defesa para mobilizações. O documento anterior datava da ditadura militar,

Foto: Jorge Cardoso

Foto: Jorge Cardoso

(mais…)

A modernização militar da Rússia sob Putin


Maxim Pyadushkin conta em artigo a modernização recente das forças armadas russas sob o presidente Vladimir Putin. Segundo o autor, as melhorias nas forças russas ficaram mais aparentes em 2014, o que revela que os avanços em tecnologia militar foram uma preocupação de Putin desde que ascendeu ao poder, em 2000. Pyadushkin comenta que, além da disputa de poder com outras grandes potências, as ameaças regionais à estabilidade russa contribuíram para os investimentos militares russos.

Avião TU-95 Bear, da Força Aérea Russa. Foto: U.K. Royal Air Force

Avião TU-95 Bear, da Força Aérea Russa.
Foto: U.K. Royal Air Force

Alemanha quer relançar programa europeu de drones


A Alemanha tem interesse em relançar o programa Euro Hawk, o programa para a fabricação de um veículo aéreo não-tripulado (VANT ou drone) europeu. O programa havia sido cancelado em 2013 por dúvidas quanto ao seu custo benefício, mas agora o Ministério da Defesa alemão está interessado em recuperar parte do investimento já realizado – cerca de 600 milhões de euros – e desenvolver essa tecnologia que falta às suas forças de defesa.

Foto: J.Gietl / Cassidian

Foto: J.Gietl / Cassidian

Rússia quer cooperar com Indonésia no setor industrial militar


Com o objetivo de solidificar sua posição no comércio internacional de armamentos, a Rússia ofereceu cooperação tecnológica na área de defesa à Indonésia. Segundo o Ministério da Defesa da Indonésia, o esquema de cooperação envolve transferência tecnológica e produção conjunta entre os países. Vladimir Putin já havia conversado sobre o tema com o presidente indonésio, Joko Widodo, durante o Fórum da APEC.

O presidente Indonésio, Joko Widodo. Foto: Reuters / Damir Sagolj

O presidente Indonésio, Joko Widodo.
Foto: Reuters / Damir Sagolj

Índia e Vietnã avançam parceria estratégica


A partir do ano que vem, o Vietnã se tornará o interlocutor da ASEAN com a Índia por um período de três anos. Em 2014, os interesses dos dois países se aproximaram muito, o que está levando a um avanço da parceria estratégica entre eles. A cooperação, que no princípio se limitava a comércio e energia, agora avança para o setor de defesa e espaço. As negociações para a venda dos mísseis cruzadores russo-indianos BrahMos para o Vietnã já estão avançadas, contando inclusive com o consentimento de Moscou. Além disso, a Índia está fornecendo considerável apoio a Marinha e Aeronáutica vietnamitas na sua política para o Mar do Sul da China.

Foto: Flickr / MEAphotogallery

Foto: Flickr / MEAphotogallery

Chuck Hagel, secretário de Defesa dos EUA, renuncia


Há dois anos no cargo, o secretário de Defesa dos Estados Unidos, Chuck Hagel, renunciou ontem (25/11). Hagel estava sob críticas envolvendo as campanhas americanas no Afeganistão e contra o grupo extremista “Estado Islâmico”. Seu sucessor ainda não foi revelado.

Foto: Getty Images / C. Somodevilla

Foto: Getty Images / C. Somodevilla

(mais…)

O novo míssil cruzador indiano


A Índia testou com êxito seu mais novo míssil cruzador, o Nirbhay. Capaz de carregar uma ogiva nuclear e de atingir velocidades subsônicas, o Nirbhay é de tecnologia indígena e contribui para o objetivo indiano de atingir a tríade nuclear, ou seja, a capacidade de entregar ogivas nucleares através de bombardeiros estratégicos, mísseis balísticos intercontinentais e mísseis balísticos embarcados em submarinos.

Foto: Defence Research & Development Organisation

Foto: Defence Research & Development Organisation

(mais…)

X Curso de Extensão em Defesa Nacional começou ontem


Começou ontem na Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) o X Curso de Extensão em Defesa Nacional. O evento é promovido pelo ISAPE em parceria com o Ministério da Defesa, o Centro Estudantil de Relações Internacionais (CERI) da UFRGS e o Programa de Pós-Graduação em Estudos Estratégicos Internacionais (PPGEEI).

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

(mais…)

Saída dos EUA do Oriente Médio prejudica exportações de armas israelenses


Queda de 1 bilhão de dólares das exportações de armamentos de Israel deve estar associada à retirada dos Estados Unidos do Iraque e do Afeganistão. Israel vem perdendo espaço na competição pela fabricação de drones para os EUA, além de ter havido, no último ano, uma queda generalizada dos orçamentos militares no mundo.

Gráfico: Haaretz

Gráfico: Haaretz

(mais…)

China, Estados Unidos e Rússia testam fronteiras do espaço aéreo internacional


O número crescente de encontros entre caças de China, Estados Unidos e Rússia no Pacífico indicam uma nova tendência de estratégias mais ativas das forças aéreas destes países na disputa pelo espaço aéreo internacional.

Foto: Reuters / Stringer

Foto: Reuters / Stringer

(mais…)

Abertas as inscrições para o I Seminário Internacional de Defesa


Informamos que estão abertas as inscrições para o I Seminário Internacional de Defesa – SEMINDE, evento que acontece entre os dias 17 e 19 de novembro, no Centro de Eventos do Park Hotel Morotin em Santa Maria-RS.

I SEMINDE

(mais…)

FCE recebe representantes do MD e do Comando Militar do Sul


Na última terça-feira, dia 23 de setembro, ocorreu a visita dos representantes do Ministério da Defesa e do Comando Militar do Sul à Faculdade de Ciências Econômicas (FCE). O objetivo da visita teve como foco a preparação do “X Curso de Extensão em Defesa Nacional”. O Prof. Dr. Paulo Visentini, Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Estudos Estratégicos Internacionais (PPGEEI/UFRGS), recebeu, em nome do Prof. Dr. Hélio Henkin, Diretor da FCE, e do próprio PPGEEI o Cel. Celso Bueno da Fonseca, Gerente da Divisão de Cooperação do Ministério da Defesa, e o Cel. Luiz Roberto Araújo Vignolo, Assessor de Planejamento do Comando Militar Sul.

Da esquerda para a direita: Cel. Vignolo, Prof. Dr. Visentini, Cel. Bueno, Prof. Dr. José Miguel Martins e Prof. Dr. Érico Duarte. Foto: Laís Trizotto.

Da esquerda para a direita: Cel. Vignolo, Prof. Dr. Visentini, Cel. Bueno, Prof. Dr. José Miguel Martins e Prof. Dr. Érico Duarte. Foto: Laís Trizotto.

Após a recepção, foi realizada uma reunião de trabalho da comissão organizadora do evento, composta por professores do PPGEEI, pelos representantes do Ministério da Defesa e do Comando Militar do Sul, pela coordenadora-geral do Centro Estudantil de Relações Internacionais (CERI), Ana Carolina Melos de Souza, e por alunos do PPGEEI e da graduação em Relações Internacionais. O  “X Curso de Extensão em Defesa Nacional” é promovido pelo Ministério da Defesa, em parceria com a FCE, o PPGEEI, o CEGOV (Centro de Estudos Internacionais sobre o Governo) e o ISAPE (Instituto Sul-Americano de Política e Estratégia) e o CERI. O Curso representa mais uma etapa do esforço do Ministério, da FCE e do PPGEEI em popularizar o debate acerca da Defesa Nacional, o que se conforma com a perspectiva de que a participação da sociedade civil é imprescindível para a realização plena das diretrizes políticas na formulação securitária. O evento será realizado no auditório da Faculdade de Ciências Econômicas, na semana dos dias 20 a 24 de outubro, no turno da tarde (entre as 14:00 e as 18:00). Inscrições e maiores informações a respeito da programação do evento podem ser encontradas no link.

Fonte: http://www.ufrgs.br/fce/?p=8453

Estão abertas as inscrições para o X Curso de Extensão em Defesa Nacional


Estão abertas as inscrições para o X Curso de Extensão em Defesa Nacional, que será realizado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). O evento tratará dos principais temas de Segurança vinculados à defesa brasileira, tais como nossa relação com a América do Sul e o Atlântico Sul. As inscrições podem ser feitas através do site http://goo.gl/oUO1V3, onde também se pode ter acesso à programação detalhada do evento.

Projeto do primeiro navio de patrulha oceânico brasileiro será apresentado na Euronaval 2014, em Paris


A estatal brasileira Empresa Gerencial de Projetos Navais (EMGEPRON) apresentará o projeto do primeiro navio de patrulha oceânico (NPaOc ou OPV – Offshore Patrol Vessel) na feira Euronaval 2014. O evento será realizado em Paris, na França, em outubro. O Centro de Projetos de Navios da Marinha do Brasil é o responsável pelo desenvolvimento da ideia.

Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

(mais…)

China pode perder contrato de venda de mísseis à Turquia


De acordo com a agência Reuters, presidente turco teria dito em entrevista ao canal NTV que estaria repensando a decisão de comprar um sistema de defesa de mísseis da China. Recep Tayyip Erdogan disse que governo está estudando alternativas para concretizar a compra dos sistemas de defesa anti-aérea de longo alcance, estimado em bilhões de dólares.

Imagem: Wikimedia Commons

Imagem: Wikimedia Commons

(mais…)