drones

Inteligência Artificial supera pilotos da Força Aérea dos EUA em simulações de combate


Uma nova tecnologia de Inteligência Artificial para combate aéreo, desenvolvida pela Universidade de Cincinnati, superou pilotos da Força Aérea dos Estados Unidos em simulações de batalhas. O sistema, conhecido como ALPHA, demonstrou uma habilidade tática extremamente desenvolvida, tendo uma capacidade de reação aguçada e conseguindo calcular movimentos instantaneamente. Pesquisadores acreditam que a tecnologia poderia ser de grande utilidade para a instalação em veículos aéreos não tripulados (VANTs ou drones), coordenando planejamentos táticos e sendo suporte para pilotos humanos da Força Aérea.

Foto: Lisa Ventre / Univ. de Cincinnati.

Ataque de drone dos EUA mata “dezenas” de terroristas no Iêmen


O Pentágono anunciou nesta terça-feira (22/03) que um ataque com um drone no Iêmen matou “dezenas” de pessoas. Segundo militares dos EUA, vítimas eram militantes da Al-Qaeda na Península Arábica (AQAP, em inglês) que se encontravam em um campo de treinamento de terroristas. Esse foi o segundo ataque com drones com alto número de vítimas realizado pelo país este mês.

Foto: Isaac Brekken / Getty Images

Mais de 150 militantes do al-Shabab mortos em ataque aéreo dos EUA na Somália


Nesta segunda-feira (07/03), os Estados Unidos anunciaram que mais de 150 militantes do al-Shabab na Somália foram mortos após um ataque de um drone. Segundo oficiais dos EUA, terroristas estavam se preparando para uma grande operação contra forças norte-americanas ou da União Africana. O ataque aconteceu 195 quilômetros ao norte da capital Mogadíscio.

Imagem: Al Jazeera

Reino Unido e França anunciam desenvolvimento conjunto de drone


Na última quinta-feira (03/03), o primeiro-ministro britânico, David Cameron, e o presidente francês, François Hollande, anunciaram um investimento de 1,5 bilhão de euros (US$ 2,1 bilhões) para desenvolver em conjunto um drone de combate de última geração. Protótipos operacionais do novo sistema estão previstos para 2025. Além disso, os dois países concordaram em integrar suas indústrias de defesa e Londres anunciou que irá auxiliar com a logística das tropas francesas na África.

Photo: Stephane de Sakutin / AFP/ Getty Images

Embraer fecha empresa que desenvolvia vants


A Embraer anunciou, na última semana (07/01), que decidiu encerrar as atividades da Harpia Sistemas, que desenvolvia aviões não tripulados (conhecidos como vants ou drones). Segundo a empresa, a restrição orçamentária atual foi a principal razão da medida, mas devido ao “fator estratégico” do projeto, ele continuará a ser desenvolvido por outros meios. Harpia Sistemas foi criada em 2011, em parceria da Embraer com a AEL Sistemas, com a Avibras integrando a sociedade a partir de 2013.

falcao-hangar-1920x1080-1024x576

Foto: Embraer.

A presença militar dos EUA na África


Em artigo publicado no The Intercept (15/10), Nick Turse analisa a atual política dos Estados Unidos para a África. O primeiro procura manter uma rede de instalações e bases militares que permita sua atuação, via espionagem e ataques áereos — principalmente com drones –, em praticamente todo o continente. O Comando dos Estados Unidos para África (AFRICOM) tem aumentado nos últimos anos sua presença no continente a pretexto de combater o terrorismo.

Imagem: The Intercept.

EUA inicia campanha de drones na Síria


Os Estados Unidos lançaram uma campanha secreta de drones para atacar suspeitos de terrorismo na Síria, particularmente membros do “Estado Islâmico” (EI). As operações de assassinatos deliberados (targeted killings) são conduzidas pela CIA e pelas Forças Especiais dos EUA, ou seja, desvinculadas do esforço geral do Pentágono de combate ao EI através de bombardeios. O programa, secreto, representa uma escalada significativa do envolvimento do serviço secreto estadunidense na luta contra o EI na Síria.

Montagem de mísseis guiados. Foto: Adam Schreck / AP.

China restringe exportação de drones e supercomputadores


A China restringirá futuras exportações de alguns modelos de drones e supercomputadores, requerindo documentos registrados que garantem que a venda não compromete a segurança nacional do país. A declaração, divulgada neste domingo (02/07), determina que as novas regras passarão a ser válidas a partir do dia 15 de agosto, período em que os fabricantes dos produtos atingidos pela nova legislação deverão entregar relatórios técnicos detalhados às autoridades chinesas para obter licença de importação.

Foto: Greg Baker, AFP.

Foto: Greg Baker / AFP.

EUA quer drones no norte da África para combater “Estado Islâmico”


Os Estados Unidos têm trabalhado em negociações com países do Norte da África para posicionar drones em bases em terra para fortalecer suas capacidades de vigilância e combate contra o “Estado Islâmico”. Caso se concretize, essa seria a maior campanha em extensão territorial realizada até hoje contra o grupo extremista.

Foto: James Less Harper JR, AFP, Getty

Foto: James Less Harper Jr / AFP / Getty Images.

Líder da Al Qaeda no Iêmen é morto por drone estadunidense


A Al Qaeda no Iêmen confirmou a morte do líder Nasir Al Wuhayshi, número dois da organização terrorista, durante um ataque estadunidense com um drone, através de um vídeo divulgado na internet.

Nasir Al Wuhayshi. Foto: AFP, Getty Images

Nasir Al Wuhayshi. Foto: AFP, Getty Images

França está desenvolvendo tecnologia antidrones


A empresa francesa Thales está desenvolvendo uma tecnologia antidrones (C-UAV, da sigla em inglês) para o governo francês. O intuito é proteger o país de voos não autorizados de drones civis tais como os que ocorreram nos últimos meses. A empresa será responsável pelos sensores eletromagnéticos, pela infraestrutura de rastreamento e vigilância.

Foto: PA.

Foto: PA.

Índia se mantém como principal país importador de drones


Em recente declaração, o governo indiano manifestou auxílio no mapeamento da escala da devastação causada pelo último terremoto no Nepal, que ocorreu mês passado, manifestando interesse do país no desenvolvimento de veículos aéreos não tripulados. Atualmente a Índia ocupa o primeiro lugar entre o ranking de países importadores de drones, seguido do Reino Unido e da França, com 22,5% dos veículos importados entre 1985 e 2014.

Foto: Defense-Update

Foto: Defense-Update

Milícia xiita Houthi toma duas bases militares no Iêmen


A milícia xiita Houthi tomou o controle de bases militares de forças especiais na quarta-feira (25/02). As tropas que ocupavam a base foram treinadas para operações antiterrorismo pelos Estados Unidos durante o governo de Ali Abullah Saleh, que caiu com manifestações da Primavera Árabe em 2011. Um posto da guarda costeira iemenita no Mar Vermelho também foi tomado pela milícia na cidade de Hodeidah.

Foto: Reuters / Khaled Abdullah

Foto: Reuters / Khaled Abdullah

A tecnologia do nitreto de gálio deve fortalecer exportações militares dos EUA


Mais que a flexibilização da exportação de drones, para alguns analistas a mais forte influência nas vendas de armamentos dos Estados Unidos se dará com a permissão da venda de produtos com a tecnologia do nitreto de gálio. Considerada a molécula mais importante desde o silício para os semicondutores, tem ampla aplicação civil e militar. Os semicondutores de nitreto de gálio suportam uma maior voltagem e, portanto, possuem maior eficiência energética.

O nitreto de gálio possui aplicação nos radares de baterias antiaérea como a dos mísseis Patriot. Foto: Raytheon

O nitreto de gálio possui aplicação nos radares de baterias antiaérea como a dos mísseis Patriot.
Foto: Raytheon

Fabricantes de armamentos nos EUA comemoram nova política de exportação de drones


Os fabricantes de armamentos dos Estados Unidos comemoraram a nova política de exportação de veículos aéreos não-tripulados — VANTs ou drones. Na última terça-feira (17/02), a Casa Branca revelou sua posição sobre as exportações das aeronaves, ainda que mantenha controles bastante estrictos sobre o comércio das armas. Os fabricantes de equipamentos relacionados aos drones creem que isso pode ser o início de uma abertura de mercado para suas exportações.

Foto: AFP / John Moore

Foto: AFP / John Moore

A cooperação indesejada do EUA com o Irã pode extender-se ao Iêmen


Com um inimigo comum como o “Estado Islâmico”, Estados Unidos e Irã tiveram de cooperar militarmente. No Iêmen, agora que a milícia xiita Houthi parece ter tomado definitivamente o poder, os EUA terão outra vez de promover uma cooperação indesejada. O inimigo comum da vez é a Al-Qaeda da Península Arábica, que é alvo de ataques com drones estadunidenses. Um forte indicador é que, apesar de os EUA terem removido seus oficiais e fechado a embaixada na capital iemenita, Sana, uma força de operações especiais para combater o grupo terrorista permanece no país agora controlado pelos Houthi.

Foto: n.i

Foto: n.i

EUA, França e Reino Unido fecham suas embaixadas no Iêmen


As embaixadas dos Estados Unidos, da França e do Reino Unido em Sana, capital do Iêmen, foram fechadas com a justificativa e que a segurança no país se degradou nos últimos dias. A atitude pode ser seguida por outras representações europeias. Os cidadãos dos países também foram sugeridos de deixarem o país. As preocupações securitárias não foram vinculadas à tomada de poder da milícia xiita Houthi, e sim com ameaças do grupo terrorista sunita Al-Qaeda na Península Arábica. O país encontra-se num delicado momento de vazio de poder que pode transformar-se num conflito armado.

Foto: Yahya Arhab / EFE

Foto: Yahya Arhab / EFE

Milícia Houthi, que dissolveu parlamento do Iêmen, retoma negociações com oposição


Os rebeldes xiitas Houthi realizaram hoje (09/02) o primeiro encontro com seus rivais políticos desde que dissolveram o parlamento do Iêmen na semana passada. As Nações Unidas mediaram o encontro entre o partido do presidente deposto, Abed Rabbo Mansour Hadi, e o grupo Houthi.

Soldados xiitas do grupo Houthi Foto: Khaled Abdullah / Reuters

Soldados xiitas do grupo Houthi.
Foto: Khaled Abdullah / Reuters

EUA pode enviar armas à Ucrânia


O comandante militar da OTAN, general Philip M. Breedlove, passou a apoiar o envio de armas e equipamentos à Ucrânia, devido a intensificação dos ataques da parte leste do país. A administração de Barack Obama evitou até a agora apoio à Kiev com envio de material militar, mas está reconsiderando sua posição devido a perdas que a Ucrânia vem sofrendo no conflito. Caso a potência ocidental passe a munir os ucranianos, o conflito pode sofrer uma escalada com o governo russo aumentando ainda mais a ajuda aos separatistas do leste. Um relatório independente elaborado por ex-oficiais do governo estadunidense pede o envio de 3 bilhões de dólares em armamentos, incluindo mísseis, drones de reconhecimento, veículos blindados e radares.

Foto: Manu Brabo / AFP / Getty Images

Foto: Manu Brabo / AFP / Getty Images

EUA segue fazendo ataques com drones no Iêmen


Apesar da crise política no Iêmen com a tomada dos principais edifícios públicos da capital, Sana, pela milícia xiita Houthi, os Estados Unidos seguem realizando ataques no território iemenita visando a Al-Qaeda na Península Arábica. Os EUA utilizam veículos aéreos não tripulados (VANT ou drones) para bombardear alvos da Al-Qaeda no Iêmen. O presidente deposto, Abed Rabbo Mansour Hadi, aprovava o uso de drones estadunidenses em território iemenita; a posição do grupo Houthi ainda é incerta, pois fazem oposição à presença dos EUA mas são também adversários da Al-Qaeda, que é sunita.

Carro bombardeado por drone estadunidense, onde estavam três militantes da Al-Qaeda. Foto: AFP

Carro bombardeado por drone estadunidense, onde estavam três militantes da Al-Qaeda.
Foto: AFP

Crise no Iêmen ameaça intervenções e ataques de drones dos EUA


A crise política no Iêmen, que vive uma transição de poder após a tomada dos principais edifícios públicos da capital, Sana, pela milícia xiita Houthi, pode prejudicar o intervencionismo estadunidense no país. Os Estados Unidos realizam várias operações antiterrorismo no país, visando a Al-Qaeda na Península Arábica, fazendo uso intensivo de ataques a partir de veículos aéreos não tripulados (VANT ou drones). O presidente deposto, Abed Rabbo Mansour Hadi, aprovava o uso de drones estadunidenses em território iemenita. As incertezas sobre o que pode ser um novo governo no país se extendem para a continuidade das operações dos Estados Unidos.

Soldados xiitas do grupo Houthi Foto: Khaled Abdullah / Reuters

Soldados xiitas do grupo Houthi.
Foto: Khaled Abdullah / Reuters

Força Aérea dos EUA perde mais operadores de drones do que pode treinar


A quantidade de operadores de drones treinada pela Força Aérea dos Estados Unidos será insuficiente para cobrir as baixas neste ano. Operadores treinados saem de suas funções por vários motivos, um deles é que esses militares estão sendo transferidos para a Guarda Nacional Aérea dos EUA.

Foto: Staff Sgt. Brian Ferguson / Air Force

Foto: Staff Sgt. Brian Ferguson / Força Aérea dos EUA

Países da UNASUL definem requisitos técnicos para drone regional


Depois de quatro dias de discussões, os doze países membros da União das Nações Sul-Americanas (UNASUL) conseguiram entrar em consenso e definiram os requisitos técnicos do sistema VANT (Veículo Aéreo Não Tripulado), também conhecido como drone, regional da América do Sul. As definições foram tomadas em encontro realizado na última semana em Salvador.

Representantes dos países da UNASUL. Foto: Karla Imad / MD.

Representantes dos países da UNASUL. Foto: Karla Imad / MD.

(mais…)

Obama estende papel dos EUA nas operações no Afeganistão


O Presidente Barack Obama decidiu autorizar uma missão mais expansiva no Afeganistão no ano que vem do que havia sido planejado originalmente. As forças estadounidenses participaram com tropas, ataques aéreos tripulados e com drones. O Pentágono pressinou Obama para que não reduzisse as operações em solo afegão, como os assessores civis do presidente vêm defendendo.

Foto: AFP Photo / Ethan Miller

Foto: AFP Photo / Ethan Miller

(mais…)

Rússia condena manobra militar da OTAN no oeste ucraniano


Soldados de países da OTAN iniciam na segunda-feira (15/09)  manobra militar no oeste ucraniano. Moscou considera a operação uma ameaça à trégua acordada em Minsk. Ucrânia quer usar drones para controlar cumprimento de cessar-fogo.

Foto: Jens Wolf / dpa / picture-alliance.

Foto: Jens Wolf / dpa / picture-alliance.

(mais…)

Drone palestino é derrubado por Israel


Israel afirmou ter derrubado um drone palestino vindo de Gaza durante sua ofensiva nesta segunda-feira (14/07), no primeiro envio de um aparelho não tripulado por parte de militantes palestinos, cujos foguetes disparados contra o território israelense têm sido de modo geral interceptados. Hamas informou que diversos drones seus já foram enviados ao interior israelense para a realização de missões especiais.

Foto: AFP

Foto: AFP

(mais…)

Iraque realiza maior ofensiva contra o EIIL desde início da crise no país


As Forças Armadas do Iraque realizaram no último sábado (28/06) a maior ofensiva já feita desde o início da crise do país para retomar Tikrit, cidade localizada a 170 quilômetros ao norte Bagdá que está sob controle dos jihadistas sunitas do EIIL (Estado Islâmico do Iraque e do Levante). Enquanto isso, os Estados Unidos confirmam a utilização de drones em Bagdá, mas apenas para defesa de diplomatas e militares que se encontram na capital.

Foto: Efe.

Foto: Efe.

(mais…)

China deve vender drones à Arábia Saudita


A China assinou um contrato com a Arábia Saudita de venda de drones fabricados domesticamente. Aeronave será do tipo Wing Loong de média altitude e longo alta autonomia de voo.

Foto: Reuters / Lintao Zhang.

Foto: Reuters / Lintao Zhang.

(mais…)

Comitê da ONU alerta para violações sistemáticas de direitos humanos nos EUA


Segundo o Comitê de Direitos Humanos das Nações Unidas, os Estados Unidos enfrentam problemas graves como discriminação racial, pena de morte, tortura, violência policial e criminalização dos sem-teto. Relatório faz diversas recomendações ao governo para acabar com essas violações sistemáticas de direitos humanos.

Foto: Justin Sullivan / Getty Images / NPR.

Foto: Justin Sullivan / Getty Images / NPR.

(mais…)

EUA considera ter novas bases para drones na Ásia Central


Para dar continuidade as suas operações de combate ao terrorismo após a retirada de tropas do Afeganistão no final deste ano, os Estados Unidos estariam planejando manter drones em bases aéreas na Ásia Central.

Foto: AFP / John Moore.

Foto: AFP / John Moore.

(mais…)