economia do Irã

Primeiro Boletim de Conjuntura do NERINT


Confira aqui o primeiro Boletim de Conjuntura do Núcleo Brasileiro de Estratégia e Relações Internacionais (NERINT), no qual constam quatro artigos escritos por pesquisadores e pesquisadoras do ISAPE. Entre os assuntos discutidos estão a transição política em Mianmar, as reformas internas na Coreia do Norte, a economia iraniana após o acordo nuclear e as negociações de paz da Síria.

capa boletim nerint

Presidente do Irã defende privatização de setor automobilístico


Nesta terça-feira (01/03), o presidente do Irã, Hassan Rouhani, defendeu que a indústria automobilística do país seja privatizada. Rouhani crê que medida é importante para aumentar a competitividade e a presença global de empresas iranianas. Cerca de metade do setor atualmente é controlado pelo Estado.

Foto: Raheb Homavandi/ TIMA/ Reuters

Irã reentra na economia internacional


Após o fim das sanções internacionais impostas contra o Irã, o país já integra novamente a economia internacional. A retirada das sanções foi comemorada pelo presidente iraniano, Hassan Rouhani, e por diversos setores da sociedade. A entrada do país no mercado internacional já apresenta significativos impactos, como a grande oferta de petróleo, a aproximação de diversas empresas multinacionais dispostas a investir e o descongelamento de fundos no valor de mais de US$ 30 bilhões.

626dc558edad4ac1b7c723164566cd77_18

Foto: Reuters.

Sanções contra o Irã são retiradas


Neste sábado (16/12), após a confirmação pela Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) que o Irã cumpriu o acordo nuclear assinado ano passado, diversos países e organizações — entre eles a União Europeia, a Organização das Nações Unidas e os Estados Unidos — anunciaram a remoção de suas sanções contra o país, em vigor há 12 anos. Reintrodução de Teerã na economia mundial deve ter grandes impactos, principalmente sobre o mercado de petróleo.

2840

Foto: Kevin Lamarque / AP.

Irã arrecada mais com impostos do que com petróleo


O Irã anunciou que, pela primeira vez em 50 anos, arrecadou mais dinheiro com impostos do que com rendas do petróleo. Estratégia econômica do presidente Hassan Rouhani tenta diminuir dependência dos preços do petróleo arrecadando impostos e combatendo a sonegação mais sistematicamente. Exportação de petróleo do Irã encontra-se prejudicada pelas sanções econômicas impostas e pelo baixo preço no mercado internacional.

Foto: Xinhua / Landov / Barcroft Media.

O mundo segundo Teerã


Assinado em novembro, o acordo sobre o programa nuclear iraniano marca uma etapa importante da aproximação entre os EUA e o Irã. Os obstáculos permanecem, mas Teerã parece determinada a aproveitar a nova conjuntura do Oriente Médio e desenvolver um diálogo construtivo com os EUA e com seus vizinhos.

Fonte: Daniel Kondo / Le Monde Diplomatique.

Fonte: Daniel Kondo / Le Monde Diplomatique.

(mais…)