ferrovia

China atualiza planos de ampliação da malha ferroviária


Nesta quarta-feira (29/06), a China atualizou seus planos de ampliação da malha ferroviária em uma reunião do Conselho de Estado presidida pelo premiê Li Keqiang. O novo plano prevê que o país possua 150 mil km de ferrovias até 2020, incluindo 30 mil km de trens de alta velocidade. O plano anterior previa apenas 120 mil km. A expansão dos planos prevê mais construção de ferrovias nas regiões centrais e do oeste chinês.

Mapa: Wikimedia Commons.

China e Uzbequistão inauguram túnel ferroviário de 19,2 km


Em visita no Uzbequistão, o presidente da China, Xi Jinping, e o presidente uzbeque, Islam Karimov, inauguraram o túnel ferroviário Qamchiq nesta quarta-feira (22/06). O túnel, que atravessa as montanhas Qurama e foi construído e financiado por Pequim, tem 19,2 km de extensão e vai da capital Tashkent a Namangan. A obra é considerada um marco da iniciativa chinesa “One Belt, One Road” de uma nova rota da seda na Ásia Central.

Xi Jinping e Islam Karimov. Foto: Xinhua / Li Tao.

Primeiro trem conecta China e Oriente Médio


Nesta quinta-feira (28/01), pela primeira vez um trem de contêineres partiu da China em direção ao Irã. Trem deve passar por Cazaquistão e Turcomenistão antes de chegar a Teerã. Dentro da iniciativa “Um Cinturão e uma Rota”, conexão deve promover ainda mais cooperação entre a China e o Oriente Médio. Viagem levará 14 dias para cobrir os 10.399 quilômetros.

foreign201601290850000011525466694

Foto: CN News.

Bolívia e Peru discutem construção de ferrovia transoceânica


Os presidentes de Bolívia e Peru, Evo Morales e Ollanta Humala, respectivamente, concordaram, nesta quinta-feira (28/01), em impulsionar o projeto da ferrovia transoceânica, que deve integrar os oceanos Atlântico e Pacífico. Plano inicial da ferrovia, financiado pela China, para integrar o porto de Santos, no Brasil, com o porto de Ilo, no Peru, não integrava a Bolívia, que vem pressionando para a alteração do mesmo.

base_image-600x350

Foto: Nodal.

China derrota Japão em licitação para construção de ferrovia na Indonésia


O Japão perdeu para a China uma licitação para a construção de uma linha de trem conectando as cidades de Jacarta e Bandung, na Indonésia. Ambas as propostas tinham sido inicialmente rejeitas pelo alto custo, mas foi realizada uma nova proposta chinesa que não requeria garantias de gasto fiscal ou de dívidas pelo governo indonésio. O evento representou uma grande perda para o primeiro-ministro japonês Shinzo Abe, que planejava estimular a economia de seu país com o investimento em infraestrutura no exterior.

Foto: Reuters / Rivan Awal Lingga / Antara Foto.

Ferrovia que liga Djibouti à Etiópia é inaugurada


A ferrovia que liga a capital Djibouti a Addis Ababa, capital da Etiópia, financiada pelo governo chinês, será inaugurada na próxima quinta-feira (11/06) pelo presidente do Djibouti Ismail Omar Guelleh e pelo primeiro-ministro etíope Hailemariam Desalegn. A ferrovia, de 752km, deve facilitar as exportações da Etiópia, país sem saída para o mar, através de portos djiboutianos. Os primeiros trens comerciais devem passar em outubro deste ano. Espera-se que se prolongue a ferrovia para outros países do continente africano.

Foto: AFP

Foto: AFP

 

Governo brasileiro deve apostar em ferrovia transcontinental


Segundo o jornal Folha de São Paulo, megaferrovia transcontinental que ligaria o Brasil ao Peru é um dos projetos do programa de concessões de infraestrutura a ser lançado pelo governo brasileiro, o qual deve ser divulgado na primeira semana de junho. A obra, estimada em R$ 30 bilhões, visa ao acesso a mercados asiáticos, especialmente a China, e deve ser um dos tópicos tratados na próxima visita do primeiro-ministro chinês Li Keqiang, que chega ao Brasil na terça-feira (19/05).

Mapa: Folha de São Paulo

Mapa: Folha de São Paulo.

Empresa russa quer construir superestrada entre Londres e Nova Iorque


A empresa Russian Railways revelou projeto de construção de uma superestrada ligando Londres a Nova Iorque, atravessando todo o território russo e o Estreito de Bering. O projeto aproveitaria infraestrutura já construída na Europa, e teria como um dos maiores desafios a travessia do Pacífico por Bering. A autopista teria quase 20 mil quilômetros de extensão total, sendo metade desse trajeto somente para atravessar o território russo de leste a oeste.

Mapa: reprodução

Mapa: reprodução

Por que terroristas chineses estão atacando estações de trem?


Na China, a decisão de separatistas uigures atacarem estações de trem tem grande valor simbólico e estratégico. Mudança de tática – que agora inclui alvos civis – objetiva investir contra o projeto chinês da Nova Rota da Seda bem como de maior integração de Xinjiang ao resto da China.

Foto: Wikimedia Commons.

Foto: Wikimedia Commons.

(mais…)

Problemas na Nova Rota da Seda


O pivô chinês para o ocidente (Ásia Central e Meridional), cuja personificação é a Nova Rota da Seda, vem encontrando diversos obstáculos no caminho. Recentes atos terroristas na província Xinjiang demonstram a dificuldade de lidar com o terrorismo em solo chinês. Além disso, na rota China-Paquistão, terrorismo também é um problema no lado paquistanês.

Mapa: Indian Strategic Studies.

Mapa: Indian Strategic Studies.

(mais…)

Duisburg, parada final da Nova Rota da Seda


Linha de trem que liga a China à Alemanha foi inaugurada no final de março deste ano. O trem de 650 metros parte três vezes por semana e liga a cidade chinesa de Chongqing com o coração industrial alemão na cidade de Duisburg no vale do Ruhr – o maior porto fluvial do mundo e importante hub logístico da União Europeia. A conexão ferroviária se tornou em uma das maiores do mundo, atravessando seis países da Eurásia para transportar bens de consumo de alta tecnologia.

Primeira chegada do trem chinês a Duisburg no dia 29/03/2014. Foto: Bernd Thissen / AFP.

Primeira chegada do trem chinês a Duisburg no dia 29/03/2014. Foto: Bernd Thissen / AFP.

(mais…)

Nova ferrovia em construção em Xinjiang


Na última sexta-feira (11/04), deu-se início à construção de uma nova ferrovia na região autônoma de Xinjiang, na China, que deve conectar o país ao Cazaquistão. Xinjiang deve se tornar um hub de transportes chinês até o fim de 2015.

Foto: Rooney Chen / Reuters.

Foto: Rooney Chen / Reuters.

(mais…)

Parte de nova ferrovia de alta velocidade desmorona na China


Parte de nova ferrovia de alta velocidade desmorona na China

Correio do Brasil, com BBC – 12/03/2012

Cerca de 300 metros de um aterro sobre o qual está sendo construída uma nova ferrovia de alta velocidade desmoronaram na China na sexta-feira após chuvas fortes, indica a agência de notícias estatal Xinhua.

A linha, que estava sendo usada para testes e deveria ser inaugurada em maio, pode ter o início de seu funcionamento atrasado pelo incidente ocorrido na cidade de Qianjiang, no centro da província de Hubei.

A nova Ferrovia de Alta Velocidade Hanyi deve ligar a capital provincial Wuhan com a cidade de Yichang. No ano passado, 40 pessoas morreram em uma colisão de um trem de alta velocidade na província de Zhejiang. (mais…)