Fronteira

Bolívia acusa Chile de instalar base militar perto da fronteira


Neste domingo (08/05), o presidente da Bolívia, Evo Morales, acusou o Chile de estar ameaçando o país ao instalar uma base militar próxima à fronteira entre os dois países. Morales informou que a base se encontra a 15km de território boliviano, o que infringiria o direito internacional, e perto do rio Silala, que é reivindicado tanto por La Paz quanto por Santiago. Em resposta, o Chile afirmou que aumentou as patrulhas militares na região, mas que não houve a instalação de base militar na região, e ressaltou o fato de que a Bolívia possui também uma base militar a menos de 10km de distância do local.

Evo Morales. Foto: David Mercado / Reuters via Yahoo News.

Anúncios

Dinamarca prorroga controles de fronteira com a Alemanha


Nesta segunda-feira (02/05), o governo da Dinamarca anunciou a prorrogação de controles fronteiriços com a Alemanha até o dia 2 de junho. A decisão de estender por mais um mês os cerca de 15 pontos de travessia é uma tentativa de conter o fluxo de migrantes. Na semana passada, a Dinamarca também informou que planeja enviar 125 membros da Guarda Nacional para ajudar a controlar os pontos de passagem na fronteira.

Foto: Imago / nordpool.

Sudão abre fronteiras com o Sudão do Sul


O presidente do Sudão, Omar al-Bashir, ordenou nesta quarta-feira (27/01) a reabertura das fronteiras com o Sudão do Sul, fechadas desde 2011. Medida se deu após o Sudão do Sul recuar suas tropas da fronteira entre os dois países, que ainda possuem disputas territoriais.

87963953_87963952

Foto: AFP/ Getty Images.

Coreia do Sul retoma programas de propaganda contra a Coreia do Norte


Na sexta-feira (08/01), a Coreia do Sul retomou programas de propaganda contra a Coreia do Norte, em retaliação ao teste nuclear realizado na quarta-feira. Vários alto-falantes na fronteira entre os dois países passaram a enviar mensagens contra o governo norte-coreano, músicas sul-coreanas e notícias. Tropas sul-coreanas protegem os equipamentos.

Foto: Xinhua.

Turquia confirma ataque a posições curdas na Síria


O primeiro-ministro da Turquia, Ahmet Davutoglu, confirmou nesta terça-feira (27/10) que as Forças Armadas de seu país atacaram combatentes curdos no norte da Síria. No domingo passado, as Unidades de Proteção Popular Curdas (YPG) já informavam a ocorrência de ataques turcos na cidade síria de Tal Abyad. As YPG são uma importante força no combate ao “Estado Islâmico”, porém, a Turquia teme que sua proximidade à fronteira possa dar vazão a sentimentos separatistas dentre os curdos turcos.

Foto: Reuters.

Colômbia e Venezuela chegam a acordo para resolver crise na fronteira


Os presidentes da Venezuela, Nicolás Maduro, e o da Colômbia, Juan Manuel Santos, reuniram-se nesta segunda-feira (21/09) e anunciaram a normalização imediata das relações diplomáticas, a investigação das denúncias de ambas as partes e realizar uma reunião para debater o combate ao contrabando e ao narcotráfico na região. Reunião foi possível devido ao apoio e mediação dos presidentes do Equador, que preside a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC), e do Uruguai, que preside a União de Nações Sul-americanas (UNASUL).

Foto: Divulgação / UNASUL.

Venezuela amplia fechamento de fronteira com Colômbia


A Venezuela anunciou que ampliou, na quarta-feira (16/09), o estado de exceção que vigora em algumas regiões do país, elevando de dez para 20 o número de municípios vizinhos com a Colômbia cujas fronteiras foram fechadas.

Mapa: Wikimedia Commons.

Colômbia acusa Venezuela de violar seu espaço aéreo


Neste domingo (13/09), a Colômbia denunciou a violação de seu espaço por duas aeronaves militares da Venezuela, na região fronteiriça de Alta Guajira. A invasão teria ocorrido no sábado (12/09), mesmo dia em que os ministros das Relações Exteriores dos dois países se reuniram no Equador para tentar resolver a crise na fronteira.

Tensão na Fronteira Venezuela-Colômbia

Alemanha reinstitui controle de fronteiras


Em resposta à atual crise de refugiados, a Alemanha reinstituiu temporariamente, neste domingo (13/09), o controle de suas fronteiras. A suspensão do direito de livre circulação entre os países da UE e Tratado de Schengen serviria para conter o fluxo de refugiados vindos da Áustria, com que o tráfego ferroviário também está suspenso. A medida foi comunicada pelo ministro alemão do Interior, Thomas de Maizière. A Polícia Federal alemã mobilizou todas as suas unidades disponíveis para os controles de fronteira. Segundo a instituição, parte-se do princípio de que a medida será mantida por um prazo mais longo.

Foto: picture-alliance / AP / M. Schrader.

Dinamarca barra entrada de refugiados por trens na fronteira


Nesta quarta-feira (09/09), a Dinamarca suspendeu o trânsito de trens que cruzam a fronteira com a Alemanha para barrar a entrada de refugiados sírios vindos de países do sul da Europa. As viagens entre Flensburgo, na Alemanha, e Padborg, na Dinamarca, foram suspensas em ambas as direções, afetando mais de 15 outras linhas de trem. Uma rodovia que liga a Alemanha à Dinamarca também foi fechada nesta semana, depois de um grupo de cerca de 300 refugiados insistir em seguir viagem a pé.

Foto: G. Licovski, DPA, Picture Alliance.

Foto: G. Licovski / DPA / Picture Alliance.

Hungria endurece leis em resposta à crise de refugiados


Nesta sexta-feira (04/09), o Parlamento da Hungria aprovou uma série de leis para controlar o fluxo de refugiados que chegam ao país, dando mais autoridade à polícia e estabelecendo punições severas. As leis classificam como crime cruzar ou danificar a polêmica cerca que o país está construindo na fronteira com a Sérvia e a entrada ilegal na Hungria poderá resultar em até três anos de prisão. No entanto, pedidos de asilo poderão ser feitos em postos fronteiriços, o que pode acelerar os processos de concessão de refúgio. As novas leis devem entrar em vigor no dia 15 de setembro.

Foto: Z. Balogh / dpa / picture-alliance.

Brasil apura suposta invasão de território paraguaio


O Ministério das Relações Exteriores está investigando a acusação do governo do Paraguai sobre uma suposta invasão do Exército Brasileiro ao seu território durante operações de combate na região de fronteira. O embaixador brasileiro em Assunção, José Felício, entregou uma nota ao governo paraguaio na segunda-feira (03/08), após ser convocado para receber uma nota diplomática na última sexta-feira (31/07). Uma troca de tiro entre contrabandistas e militares brasileiros e paraguaios na região do rio Paraguai nos dias 28 e 29 de julho teria motivado a denúncia.

Paraguai

Mapa: n.i.

No Brasil, Sisfron poderá contar com parceria de Itaipu


O Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron) poderá contar com uma parceria com o programa de baterias de sódio da Usina Hidrelétrica de Itaipu, localizada em Foz do Iguaçu, no Paraná. As baterias garantem que o sistema tenha acesso a comunidades isoladas nas regiões de fronteira do país. A tecnologia foi apresentada ao ministro da Defesa, Jacques Wagner, na tarde da última quinta-feira (30/07) em visita à Usina, ocasião em que foi ressaltada a importância do projeto para a segurança e soberania nacionais.

Foto: PH Freitas, Ministério da Defesa.

Foto: PH Freitas, Ministério da Defesa.

Líder curdo condena plano de “zona de segurança” na fronteira da Turquia com a Síria


Em entrevista para a BBC, o líder curdo Selahattin Demirtas condenou a criação da “zona de segurança” na fronteira da Turquia com a Síria, afirmando que um dos alvos dos alvos da operação seriam os membros do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), movimento separatista condenado pelo governo turco. A área, com cerca de 90km de comprimento, deverá ser usada para controlar a entrada e saída de grupos opositores no translado Turquia-Síria. O PKK é um dos principais aliados dos Estados Unidos no combate ao “Estado Islâmico” na Síria e no Iraque.

Foto: AFP.

Foto: AFP.

Acordo entre EUA e Turquia cria “zona de segurança” na fronteira com a Síria


Turquia e Estados Unidos firmaram neste domingo um acordo que estabelece uma “zona de segurança” de facto na fronteira da Turquia com a Síria, acordo que deve aumentar de maneira significativa a presença das Forças Armadas estadunidenses na região. Caso isso se concretize as forças estadunidenses estarão localizadas bastante próximas a bases militares do governo sírio e de grupos vinculados ao “Estado Islâmico”. A presença também deve conceder uma vantagem determinante para a oposição do governo sírio. No entanto, de acordo com declaração do primeiro-ministro turco Ahmet Davutoglu, a Turquia compromete-se a não enviar tropas ao país vizinho, afirmando que sua principal política é manter os militantes do “Estado Islâmico” distantes de suas regiões de fronteira.

Foto: Murad Sezer, Reuters.

Foto: Murad Sezer / Reuters.

Hungria inicia construção de muro para barrar migrantes


Nesta segunda-feira (13/07), a Hungria iniciou a construção de um muro na fronteira com a Sérvia para impedir a entrada de migrantes no país. Um comunicado dos ministérios do Interior e da Defesa anunciou que os primeiros 150 metros da estrutura serão erguidos na cidade de Morahalom, localizada a 180 quilômetros da capital Budapeste; ao todo o muro deverá ter 175 quilômetros de comprimento e quatro metros de altura. Somente neste ano, mais de 78 mil migrantes e refugiados chegaram à Hungria, quase o dobro do total registrado no ano passado. Segundo o comunicado dos ministérios, cerca de 77,6 mil deles entraram no país pela fronteira com a Sérvia.

Foto: picture-alliance / dpa / S. Koszticsak.

Zona comercial na fronteira da China com a Coreia do Norte é aprovada


Uma zona comercial especial, localizada na fronteira da China com a Coreia do Norte, foi aprovada pelo governo de ambos os países e anunciada ao grande público nesta segunda-feira (13/07). A zona, localizada em Dandong, na província chinesa de Liaoning, deverá iniciar as suas atividades ainda em outubro deste ano. Residentes de até 20km da fronteira poderão comprar até US$ 1.288,00 em produtos isentos de impostos diariamente. Atualmente a cidade de Dandong é um importante centro turístico, comercial e de investimentos nas relações entre Coreia do Norte e China; cerca de 40% da receita local advém do comércio com norte-coreanos.

Mapa: Weather-Forecast.

 

O que fronteiras significam para a Europa?


Conforme análise de George Friedman, nos últimos anos, a Europa tem passado por três crises convergentes que, no fim, tratam do mesmo assunto: as fronteiras nacionais, o que elas significam e quem as controla. As três crises podem parecer distintas — imigração do mundo muçulmano, a economia grega e o conflito na Ucrânia — e não ter nada a ver umas com as outras. Porém, elas derivam, de formas diferentes, da questão central: o que significam os limites territoriais europeus hoje em dia?

Mapa: Stratfor.

(mais…)

Putin declara que 70% das forças armadas russas serão modernizadas até 2020


O presidente russo Vladmir Putin disse nesta terça-feira (16/06) que no mínimo 70% das forças armadas russas deverão estar equipadas com armamento moderno até 2020, seguindo um plano que garante reforçar a capacidade de defesa do país nas suas regiões de fronteira. Como parte do mesmo plano, mais de 40 mísseis balísticos intercontinentais (ICBMs, da sigla em inglês) deverão estar à disposição do exército russo até o fim deste ano. Anúncio foi realizado como resposta à decisão da OTAN de enviar mais tropas e equipamentos para a sua fronteira com a Rússia.

Vladmir Putin em declaração na ARMY-2015. Foto: RIA Novosti, Alexander Vilf

Vladmir Putin em declaração na ARMY-2015. Foto: RIA Novosti /Alexander Vilf.

Governo chinês recebe opositora do governo de Mianmar


Líderes chineses receberão a importante opositora do governo de Mianmar e ganhadora do prêmio Nobel da Paz, Aung San Suu Kyi, em sua primeira visita ao país. Ato sinaliza o recente desagrado de Pequim com Naipidau, o qual tem se aproximado dos Estados Unidos no contexto de sua democratização. Esta semana, a China anunciou também um grande exercício militar na fronteira sino-mianmarense.

Foto: Reuters

Foto: Reuters

Quênia planeja construir muralha na fronteira com a Somália


O Quênia anunciou que está planejando construir uma muralha em seu território na fronteira com a Somália para impedir a entrada de imigrantes ilegais e militantes do grupo terrorista Al Shabaab, que recentemente atacou uma universidade do país. Funcionários do governo informam que a muralha, feita de concreto e cercas, deve começar na cidade de Mandera e prosseguir até Wajir. Os custos ainda não foram estabelecidos, mas crê-se que ficaria pronta até o final do ano. Governo da Somália já criticou a decisão, pois o muro não conteria ideologias extremistas, e ONGs apontam que a situação humanitária de refugiados somalis deve agravar.

Mapa: Sara Ribas.

Armênia e Azerbaijão trocam acusações de violação de cessar-fogo


O ministro da defesa do Azerbaijão acusou, no dia 26/01, o governo da Armênia de violar o cessar-fogo assinado em 1994. Ele afirmou que 17 soldados armenos e 3 azerbaijanos haviam morrido em confrontos neste ano. A resposta do ministro armeno foi similar: uma acusação de violação da parte do Azerbaijão e uma declaração de que as baixas foram maiores entre os azerbaijanos. Os dois países possuem tensões fronteiriças há pelo menos 25 anos, devido a um enclave armeno em território azerbaijano, a região de Nagorno-Karabakh.

Tanque azerbaijano se dirige à fronteira armena, em agosto de 2014. Foto: Abbas Atilay / AP

Tanque azerbaijano se dirige à fronteira armena, em agosto de 2014.
Foto: Abbas Atilay / AP

Sistema de monitoramento de fronteiras começa a operar em novembro no Mato Grosso do Sul


O Exército Brasileiro demonstrou na última semana como funcionará o Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (SISFRON), que começa a operar no Mato Grosso do Sul em novembro. Orçado em R$ 12 bilhões, o SISFRON fortalecerá a ação do Exército na faixa de fronteira do país, uma área de 1,2 milhão de quilômetros quadrados.

Foto: Jorge Cardoso / Ministério da Defesa

Foto: Jorge Cardoso / Ministério da Defesa

(mais…)

Forças nucleares russas farão treinamento na fronteira com a China


Forças nucleares da Rússia realização mais um grande treinamento ao longo da fronteira com a China no final de setembro. O anúncio da operação foi anunciado na última quarta (3) pelo Ministério da Defesa russo, de acordo com as informações da imprensa do país.

Foto: Alexey Filippov/APEC2012

Foto: Alexey Filippov/APEC2012

(mais…)

Tunísia fecha fronteira terrestre com Líbia


A Tunísia fechou na sexta-feira (01/08) a sua principal passagem de fronteira com a Líbia, após milhares de cidadãos e estrangeiros tentarem romper o acesso com o intuito de fugir da violência e com receio de uma guerra civil no país. Semana passada, grupo jihadista decretou um Emirado Islâmico na Líbia.

Foto: Efe.

Foto: Efe.

(mais…)

Kiev diz que jato russo derrubou caça ucraniano


De acordo com oficiais da Ucrânia, um jato da Rússia abateu um caça Su-25 ucraniano enquanto este sobrevoava o leste do país, onde o Kiev vem há meses lutando contra rebeldes separatistas. Acusação deve provocar uma escalada nas tensões na região.

Foto: picture-alliance / RIA Novosti.

Foto: picture-alliance / RIA Novosti.

(mais…)

Rússia ameaça Ucrânia após incidente na fronteira


No domingo (13/07), a Rússia ameaçou a Ucrânia com “consequências irreversíveis” após a morte de um homem, atingido por morteiro disparado de território ucraniano para o lado russo da fronteira. Moscou descreveu o incidente em termos de guerra, mas Kiev nega qualquer envolvimento.

Foto: Reuters.

Foto: Reuters.

(mais…)

Rússia reforça segurança nas fronteiras com a Ucrânia


Oficialmente, medida russa para reforçar segurança nas fronteiras com a Ucrânia visa a evitar transpasses ilegais entre os dois países. Mas também pode ser entendida como um primeiro aceno de Moscou a Kiev e ao Ocidente em direção à distensão da crise no leste da Ucrânia.

Foto: AFP / Getty Images.

Foto: AFP / Getty Images.

(mais…)

Ucrânia fecha parcialmente fronteiras com a Rússia


A Ucrânia fechou parcialmente as fronteiras com a Rússia no leste do país. Objetivo da medida, segundo governo, é impedir entrada de armas; governo russo reclama de fluxo de refugiados vindo da região oriental do país. Enquanto isso, o G7 ameaça impôr novas sanções contra Moscou.

Foto: Efe.

Foto: Efe.

(mais…)

Ucrânia fecha a fronteira com a Crimeia


Guardas fronteiriços da Ucrânia fecharam as vias de trânsito entre o país e a região da Crimeia, dificultando a saída de soldados ucranianos do território recentemente incorporado pela Rússia.

Foto: Alexander Mazurkevich /  RIA Novosti.

Foto: Alexander Mazurkevich / RIA Novosti.

(mais…)