fronteiras terrestres

Bolívia acusa Chile de instalar base militar perto da fronteira


Neste domingo (08/05), o presidente da Bolívia, Evo Morales, acusou o Chile de estar ameaçando o país ao instalar uma base militar próxima à fronteira entre os dois países. Morales informou que a base se encontra a 15km de território boliviano, o que infringiria o direito internacional, e perto do rio Silala, que é reivindicado tanto por La Paz quanto por Santiago. Em resposta, o Chile afirmou que aumentou as patrulhas militares na região, mas que não houve a instalação de base militar na região, e ressaltou o fato de que a Bolívia possui também uma base militar a menos de 10km de distância do local.

Evo Morales. Foto: David Mercado / Reuters via Yahoo News.

Anúncios

Dinamarca prorroga controles de fronteira com a Alemanha


Nesta segunda-feira (02/05), o governo da Dinamarca anunciou a prorrogação de controles fronteiriços com a Alemanha até o dia 2 de junho. A decisão de estender por mais um mês os cerca de 15 pontos de travessia é uma tentativa de conter o fluxo de migrantes. Na semana passada, a Dinamarca também informou que planeja enviar 125 membros da Guarda Nacional para ajudar a controlar os pontos de passagem na fronteira.

Foto: Imago / nordpool.

Sudão abre fronteiras com o Sudão do Sul


O presidente do Sudão, Omar al-Bashir, ordenou nesta quarta-feira (27/01) a reabertura das fronteiras com o Sudão do Sul, fechadas desde 2011. Medida se deu após o Sudão do Sul recuar suas tropas da fronteira entre os dois países, que ainda possuem disputas territoriais.

87963953_87963952

Foto: AFP/ Getty Images.

Áustria construirá cerca na fronteira com a Eslovênia


O governo da Áustria anunciou na última sexta-feira (13/11) que vai construir uma cerca na fronteira com a Eslovênia para assegurar a entrada ordenada de imigrantes e refugiados pelo posto fronteiriço de Spielfeld. A divisória deve ficar pronta em dois meses e será a primeira entre dois países que integram o espaço de livre circulação europeu Schengen.

Fronteira Croácia

Foto: Reuters / S. Zivulovic.

Colômbia acusa Venezuela de violar seu espaço aéreo


Neste domingo (13/09), a Colômbia denunciou a violação de seu espaço por duas aeronaves militares da Venezuela, na região fronteiriça de Alta Guajira. A invasão teria ocorrido no sábado (12/09), mesmo dia em que os ministros das Relações Exteriores dos dois países se reuniram no Equador para tentar resolver a crise na fronteira.

Tensão na Fronteira Venezuela-Colômbia

Alemanha reinstitui controle de fronteiras


Em resposta à atual crise de refugiados, a Alemanha reinstituiu temporariamente, neste domingo (13/09), o controle de suas fronteiras. A suspensão do direito de livre circulação entre os países da UE e Tratado de Schengen serviria para conter o fluxo de refugiados vindos da Áustria, com que o tráfego ferroviário também está suspenso. A medida foi comunicada pelo ministro alemão do Interior, Thomas de Maizière. A Polícia Federal alemã mobilizou todas as suas unidades disponíveis para os controles de fronteira. Segundo a instituição, parte-se do princípio de que a medida será mantida por um prazo mais longo.

Foto: picture-alliance / AP / M. Schrader.

Dinamarca barra entrada de refugiados por trens na fronteira


Nesta quarta-feira (09/09), a Dinamarca suspendeu o trânsito de trens que cruzam a fronteira com a Alemanha para barrar a entrada de refugiados sírios vindos de países do sul da Europa. As viagens entre Flensburgo, na Alemanha, e Padborg, na Dinamarca, foram suspensas em ambas as direções, afetando mais de 15 outras linhas de trem. Uma rodovia que liga a Alemanha à Dinamarca também foi fechada nesta semana, depois de um grupo de cerca de 300 refugiados insistir em seguir viagem a pé.

Foto: G. Licovski, DPA, Picture Alliance.

Foto: G. Licovski / DPA / Picture Alliance.

Hungria endurece leis em resposta à crise de refugiados


Nesta sexta-feira (04/09), o Parlamento da Hungria aprovou uma série de leis para controlar o fluxo de refugiados que chegam ao país, dando mais autoridade à polícia e estabelecendo punições severas. As leis classificam como crime cruzar ou danificar a polêmica cerca que o país está construindo na fronteira com a Sérvia e a entrada ilegal na Hungria poderá resultar em até três anos de prisão. No entanto, pedidos de asilo poderão ser feitos em postos fronteiriços, o que pode acelerar os processos de concessão de refúgio. As novas leis devem entrar em vigor no dia 15 de setembro.

Foto: Z. Balogh / dpa / picture-alliance.

Brasil apura suposta invasão de território paraguaio


O Ministério das Relações Exteriores está investigando a acusação do governo do Paraguai sobre uma suposta invasão do Exército Brasileiro ao seu território durante operações de combate na região de fronteira. O embaixador brasileiro em Assunção, José Felício, entregou uma nota ao governo paraguaio na segunda-feira (03/08), após ser convocado para receber uma nota diplomática na última sexta-feira (31/07). Uma troca de tiro entre contrabandistas e militares brasileiros e paraguaios na região do rio Paraguai nos dias 28 e 29 de julho teria motivado a denúncia.

Paraguai

Mapa: n.i.

Acordo entre EUA e Turquia cria “zona de segurança” na fronteira com a Síria


Turquia e Estados Unidos firmaram neste domingo um acordo que estabelece uma “zona de segurança” de facto na fronteira da Turquia com a Síria, acordo que deve aumentar de maneira significativa a presença das Forças Armadas estadunidenses na região. Caso isso se concretize as forças estadunidenses estarão localizadas bastante próximas a bases militares do governo sírio e de grupos vinculados ao “Estado Islâmico”. A presença também deve conceder uma vantagem determinante para a oposição do governo sírio. No entanto, de acordo com declaração do primeiro-ministro turco Ahmet Davutoglu, a Turquia compromete-se a não enviar tropas ao país vizinho, afirmando que sua principal política é manter os militantes do “Estado Islâmico” distantes de suas regiões de fronteira.

Foto: Murad Sezer, Reuters.

Foto: Murad Sezer / Reuters.

Hungria inicia construção de muro para barrar migrantes


Nesta segunda-feira (13/07), a Hungria iniciou a construção de um muro na fronteira com a Sérvia para impedir a entrada de migrantes no país. Um comunicado dos ministérios do Interior e da Defesa anunciou que os primeiros 150 metros da estrutura serão erguidos na cidade de Morahalom, localizada a 180 quilômetros da capital Budapeste; ao todo o muro deverá ter 175 quilômetros de comprimento e quatro metros de altura. Somente neste ano, mais de 78 mil migrantes e refugiados chegaram à Hungria, quase o dobro do total registrado no ano passado. Segundo o comunicado dos ministérios, cerca de 77,6 mil deles entraram no país pela fronteira com a Sérvia.

Foto: picture-alliance / dpa / S. Koszticsak.

Zona comercial na fronteira da China com a Coreia do Norte é aprovada


Uma zona comercial especial, localizada na fronteira da China com a Coreia do Norte, foi aprovada pelo governo de ambos os países e anunciada ao grande público nesta segunda-feira (13/07). A zona, localizada em Dandong, na província chinesa de Liaoning, deverá iniciar as suas atividades ainda em outubro deste ano. Residentes de até 20km da fronteira poderão comprar até US$ 1.288,00 em produtos isentos de impostos diariamente. Atualmente a cidade de Dandong é um importante centro turístico, comercial e de investimentos nas relações entre Coreia do Norte e China; cerca de 40% da receita local advém do comércio com norte-coreanos.

Mapa: Weather-Forecast.

 

China anuncia exercício militar na região de fronteira com Mianmar


Devido a situação que se mantém tensa há meses na região de fronteira entre a China e Mianmar, o Ministério da Defesa chinês anunciou a realização no início deste mês de um exercício militar conjunto entre exército e aeronáutica com munição real na região fronteiriça. Recentemente, uma fazenda em território chinês foi vítima de bombardeio por parte de forças mianmarenses, havendo baixas de civis. O analista Ankit Panda afirma que a decisão de realizar um exercício militar com munição real e fechamento do espaço aéreo é uma mensagem para Naipidau não comprometer a Nova Rota da Seda.

Foto: Flickr, Chairman of the Joint Chiefs of Staff

Foto: Flickr / Chairman of the Joint Chiefs of Staff.

Tunísia fecha fronteira terrestre com Líbia


A Tunísia fechou na sexta-feira (01/08) a sua principal passagem de fronteira com a Líbia, após milhares de cidadãos e estrangeiros tentarem romper o acesso com o intuito de fugir da violência e com receio de uma guerra civil no país. Semana passada, grupo jihadista decretou um Emirado Islâmico na Líbia.

Foto: Efe.

Foto: Efe.

(mais…)

Vice-presidente defende operação militar nas zonas de fronteira


Vice-presidente defende ação militar nas fronteiras para combater ilícitos

27/05/2013 às 14h55
Foto: Anderson Riedel – Ascom/VPR

Michel Temer acompanha ação na fronteira

Michel Temer acompanha ação na fronteira

Em visita a Foz do Iguaçu, no Paraná, o vice-presidente da República defendeu a Operação Ágata 7. Ao falar à imprensa, Michel Temer disse que manifestações contra a ação militar na fronteira brasileira são contra a legalidade. “(A operação) traz prejuízo ao contrabando e ao descaminho. Portanto, é um resultado positivo desta ação. Não fosse a Operação Ágata, talvez não houvesse a manifestação”, disse o vice-presidente sobre o fechamento da Ponte da Amizade por manifestantes nesta segunda-feira (27).

Os manifestantes protestam contra a ação militar e a fiscalização ostensiva, realizadas para combater o tráfico de drogas, armas e o contrabando. Ainda pela manhã, Oficiais Generais das Forças Armadas detalharam a Operação Ágata 7 ao vice-presidente da República. Em seguida, Michel Temer sobrevoou pontos de ação dos militares nas fronteiras com o Paraguai e a Argentina.

Foto: Anderson Riedel – Ascom/VPRLegenda: Recepção no 34o Batalhão de Infantaria Mecanizado, em Foz do Iguaçu/PR.

Audio: Entrevista concedida à imprensa pelo vice-presidente, Michel Temer, durante a Operação Ágata 7, em Foz do Iguaçu/PR.

 

 

Fonte: http://www2.planalto.gov.br/vice-presidente/noticias/2013/05/vice-presidente-defende_acao_militar-nas-fronteiras

Marinha começa a adquirir sistema para monitorar o pré-sal e as águas jurisdicionais do Brasil no Atlântico Sul


Marinha começa a comprar sistema que irá monitorar pré-sal

Folha On-Line – 30/09/2011

A Marinha assinou contrato de R$ 31 milhões para definir a arquitetura técnica, operacional e financeira de um sistema de satélite, radares e equipamentos de sensoriamento submarino para monitorar o mar territorial brasileiro, especialmente a área do pré-sal, informa reportagem de Eliane Cantanhêde, publicada na Folha desta sexta-feira (a íntegra está disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

O sistema vai se chamar Sisgaaz (Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul) e, segundo o comandante da Marinha, almirante Júlio Soares de Moura Neto, a presidente Dilma e o ministro da Defesa, Celso Amorim, garantiram recursos para deflagrar e posteriormente implantar o projeto.

O contrato foi assinado com a Fundação Aplicações de Tecnologias Críticas (Atech), entidade de direito privado sem fins lucrativos. (mais…)