inteligência governamental

O sistema de inteligência da China (1927–2015)


Confira aqui a monografia da pesquisadora do ISAPE, Júlia Rosa, sobre o sistema de inteligência da China de 1927 a 2015. O trabalho trata do papel do Sistema Nacional de Inteligência chinês nas disputas de poder e na consolidação de novas lideranças dentro do Partido Comunista Chinês. Com base na conexão entre as mudanças institucionais do aparato de inteligência da China e a história do país e de suas lideranças, nota-se que as disputas de poder internas são mais claras antes da década de 1980 e visíveis nas alterações do aparato de inteligência, enquanto tornam-se mais difusas após o fim da Guerra Fria — ainda que o governo de Xi Jinping (eleito em 2012) possa indicar uma retomada do uso do Sistema Nacional de Inteligência para centralizar o poder.

Ministério de Segurança do Estado da China. Foto: Huffington Post.

Fraude em relatórios de inteligência nos EUA


Mais de 50 analistas de inteligência do Comando Central militar dos Estados Unidos denunciaram que seus relatórios sobre os grupos terroristas “Estado Islâmico” e Al-Nusra (o braço da Al-Qaeda na Síria) têm sido modificados por oficiais superiores. As alterações seriam feitas para alimentar a visão pública de que as intervenções contra os grupos estariam tendo um efeito maior e mais efetivo do que o real.

Foto: Casa Branca.

Foto: Casa Branca.

Brasil está há duas décadas sem política nacional de inteligência


Na última terça-feira (14/07), em audiência pública da Comissão Mista de Controle das Atividades de Inteligência (CCAI), três especialistas da área cobraram do Congresso Nacional a aprovação de uma lei que institua a Política Nacional de Inteligência, além do recebimento de mais recursos para a atividade de inteligência brasileira. De acordo com suas avaliações, o país precisa de uma legislação que regule a atividade de inteligência em toda a esfera pública, incluindo procedimentos corriqueiros e estabelecendo as devidas divisões entre as atividades destinadas à União, à segurança pública e à inteligência tributária, pois o país estaria há 20 anos sem tal instrumento.

Foto: Ana Volpe, Agência Senado.

Foto: Ana Volpe / Agência Senado.

Guerra encoberta já começou na Ucrânia


Visita do diretor da Agência de Inteligência Central (CIA, sigla em inglês) dos Estados Unidos, John Brennan, a Kiev indica que a guerra encoberta entre os serviços secretos de Rússia e EUA já iniciou. Estadunidenses já consideram ceder informações ao governo interino ucraniano e prover “ajuda não letal”.

Imagem: In Serbia.

Imagem: In Serbia.

(mais…)

Brasil realiza monitoramento intensivo para evitar protestos violentos durante a Copa


Forças de segurança do Brasil realizam grande operação de vigilância para evitar a ocorrência de protestos violentos durante a Copa do Mundo de futebol. Entre as medidas estão o uso de agentes infiltrados, interceptação de emails e rigoroso monitoramento de mídias sociais.

Foto: Fábio Braga / Folhapress.

Foto: Fábio Braga / Folhapress.

(mais…)

Cúpula de inteligência do Exército colombiano cai após denúncias de espionagem clandestina


Após a imprensa colombiana ter revelado que militares teriam montado centro ilegal para vigiar membros do governo que negociam a paz com as FARC, o Ministério da Defesa da Colômbia realizou mudanças na chefia de inteligência das Forças Armadas do país.

Foto: Efe.

Foto: Efe.

(mais…)

Relatório diz que Talibã e Al-Qaeda voltarão ao Afeganistão após retirada dos EUA


De acordo com novo relatório de inteligência sobre a guerra do Afeganistão, as vitórias obtidas pelos EUA e a OTAN contra o Talibã e o grupo terrorista Al-Qaeda serão revertidas rapidamente após a retirada das forças estadunidenses no ano que vem.

Fonte: AFP / Manpreet Romana.

Fonte: AFP / Manpreet Romana.

(mais…)