Modernização Militar

Itália revela detalhes da renovação da marinha


Esta semana a Marinha da Itália revelou novos detalhes sobre a renovação de sua frota. Sete novas belonaves multifuncionais serão comissionadas ao valor de 5,4 bilhões de euros e devem ser entregues entre 2021 e 2026. Desenvolvidas nacionalmente, diversas inovações serão incorporadas para que os navios possam agir tanto para o resgate de migrantes no Mediterrâneo quanto para travar guerra naval, entre elas a tecnologia que quebra-ondas, radares AESA e mísseis antiaéreos Aster 15 e 30. Também estuda-se a incorporação de uma tecnologia semelhante ao Google Glass que permita ao navegador ter uma visão de 360º do navio.

Imagem: Ufficio Stampa – Marina Militare.

Anúncios

A modernização naval chinesa: política de defesa e doutrina naval sob a luz de seus desafios estratégicos


Confira aqui o artigo dos pesquisadores associados do ISAPE Luis Rodrigo Machado e Raul Cavedon Nunes conjuntamente com Pedro Txai Brancher e Bruno Kern Duarte publicado na revista Conjuntura Austral que procura avaliar a Política de Defesa e a doutrina naval da República Popular da China à luz de seus desafios estratégicos. Para isso são discutidos: os desafios estratégicos chineses em seu entorno regional; a adoção por parte da China da doutrina da Defesa Ativa e sua relação com as capacidades de Antiacesso e Negação de Área (A2/AD); e por fim,a modernização naval chinesa, centrada nos mísseis e suas plataformas de entrega para a realização das tarefas de A2/AD e a efetivação da Defesa Ativa. O trabalho conclui que a modernização militar naval da China visa a responder aos objetivos doutrinários de preparação da Defesa Ativa e A2/AD, bem como à manutenção do desenvolvimento econômico e das Políticas Externa e de Defesa chinesa sem, entretanto, possuir capacidade de projeção de poder além de sua região.

Construção de navios-patrulha da Marinha do Brasil é interrompida


A paralisação das atividades do Estaleiro Ilha S/A (Eisa), com unidades no Rio de Janeiro e Alagoas, interrompeu a construção de cinco navios-patrulha encomendados pela Marinha brasileira e que faziam parte do programa de modernização das forças armadas. As dificuldades financeiras da empresa levaram também a demissão de milhares de trabalhadores. Companhia afirmou que principais causas da paralisação são a recessão econômica e a operação Lava Jato.

navio

Foto: Marinha do Brasil.

Turquia e Ucrânia negociam modernização de tanques


As maiores empresas do setor de defesa da Turquia e da Ucrânia iniciaram negociações para programas de modernização de tanques. As conversas entre a turca Aselsan e a ucraniana Ukroboronprom podem incluir o sistema AKKOR, desenvolvido pela primeira e que serve para proteger blindados de mísseis.

635850153905707518-000-par7293370

Foto: Adem Altan / AFP.

China receberá sistema antiaéreo S-400 da Rússia em breve


A China receberá da Rússia, nos próximos 18 meses, a primeira leva do sistema antiaéreo de longo alcance S-400. Contrato foi anunciado em abril deste ano e tem um valor estimado de US$ 3 bilhões. Informações como qual o tipo de míssil que acompanhará o sistema ainda não foram divulgadas.

thediplomat_2015-04-13_19-46-54-386x257

Foto: Kremlin.

Na Rússia, vazam planos de torpedo nuclear


Em reportagem na televisão russa, vazaram os planos secretos de construção de grandes torpedos nucleares de longo alcance da Rússia. O projeto, chamado de Status-6, não deveria ter aparecido em rede nacional, informou o governo russo. O sistema projetado seria devastador em regiões costeiras e criaria tsunamis e grandes áreas de contaminação radioativa. Suspeita-se que uma bomba de cobalto seja o conteúdo do torpedo. Analistas também acreditam que tenha sido um vazamento deliberado de informações à mídia.

Imagem: TV estatal russa.

Argentina confirma compra de 12 helicópteros para modernizar frota


O Ministério da Defesa da Argentina anunciou que um memorando fora assinado para a compra de 12 helicópteros Airbus H125 Ecureuil para modernizar sua frota e substituir os seus Eurocopter SA 315B, que estão em uso há mais de 35 anos. Os helicópteros Ecureuil, de motor único, podem ser usados em missões de ataque, assistêcia médica e resgate.

Helicóptero Ecureuil em uso pela Áustria. Foto: Defence Blog.

Putin declara que 70% das forças armadas russas serão modernizadas até 2020


O presidente russo Vladmir Putin disse nesta terça-feira (16/06) que no mínimo 70% das forças armadas russas deverão estar equipadas com armamento moderno até 2020, seguindo um plano que garante reforçar a capacidade de defesa do país nas suas regiões de fronteira. Como parte do mesmo plano, mais de 40 mísseis balísticos intercontinentais (ICBMs, da sigla em inglês) deverão estar à disposição do exército russo até o fim deste ano. Anúncio foi realizado como resposta à decisão da OTAN de enviar mais tropas e equipamentos para a sua fronteira com a Rússia.

Vladmir Putin em declaração na ARMY-2015. Foto: RIA Novosti, Alexander Vilf

Vladmir Putin em declaração na ARMY-2015. Foto: RIA Novosti /Alexander Vilf.

China testa míssil hipersônico com sucesso


Na semana passada a China testou com sucesso o míssil hipersônico WU-14, conduzindo “manobras extremas” capazes de superar os sistemas antimísseis dos Estados Unidos. Esse foi o quarto teste do veículo de reentrada hipersônico, capaz de carregar ogivas nucleares e convencionais a uma velocidade 10 vezes mais rápida que o som (Mach 10 ou aproximadamente 12.360 km/h). A capacidade de realizar manobras a essa velocidade abre a pergunta se o sistema poderia ser usado como arma antinavios. Combinado com o novo míssil balístico intercontinental em desenvolvimento pela China, Pequim poderia atingir qualquer lugar no globo terrestre em menos de uma hora.

SM-3. Foto: Marinha dos EUA.

Suécia deve oferecer caças Gripen à Índia novamente


A Suécia vai oferecer novamente os caças Gripen da empresa Saab para a Índia em uma reunião do ministro da Defesa sueco com o primeiro-ministro indiano Narendra Modi na semana que vem. Recentemente a Índia decidiu comprar 36 caças Dassault Rafale da França ao invés dos 126 inicialmente acordados. Junto a essa redução, comentários de oficiais indianos indicam que Nova Delhi quer comprar caças leves de motor único, o que aumentou as esperanças de venda de Estocolmo. No final de 2013, o Brasil anunciou a compra caças Gripen NG da Saab.

Fonte: Divulgação / Saab.

Fonte: Divulgação / Saab.

Câmara dos Deputados debate segurança e defesa


A palestra “A Segurança e a Defesa: suas implicações para o desenvolvimento nacional” foi tema de debate, no último dia 26 de maio, na Câmara dos Deputados. O evento organizado pela Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN) em parceria com o Ministério da Defesa contou com mais de 300 militares brasileiros e de países estrangeiros. Na ocasião, o segundo vice-presidente da CREDN e presidente da Frente Parlamentar Mista da Defesa Nacional, deputado Carlos Zarattini (PT/SP), apresentou proposta que defende que o Brasil discuta a possibilidade de se estabelecer orçamento plurianual para o setor. Para ele, o objetivo é evitar o contingenciamento de recursos e a paralisação de projetos estratégicos das Forças Armadas.

Foto: Câmara dos Deputados.

(mais…)

China passa a miniaturizar ogivas nucleares de mísseis de longo alcance


Conforme matéria do jornal The New York Times com base em relatório do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, a China começou a reestruturar seus mísseis balísticos de longo alcance para que carreguem múltiplas ogivas nucleares. A China possuía a tecnologia — já usada por Reino Unido, França, Rússia e EUA — para fazer essa readequação há décadas, mas começou a modernizar seus mísseis apenas em meados dos anos 2000. Medida sugere uma mudança da estratégia de dissuasão nuclear mínima por parte da China, abrindo opções mais ofensivas. Contudo, para o analista Robert Farley, essa hipótese é pouco provável, ainda que de fato possa desencadear uma nova guerra fria entre Pequim e Washington.

Múltiplas ogivas em reentrada disparadas de um único míssil. Foto: David James Paquin / Wikimedia Commons.

Embraer quer elevar exportações com redução do ritmo da modernização no Brasil


A empresa Embraer, maior fabricante de equipamentos de defesa do Brasil, está buscando elevar as exportações no segmento de defesa em um momento em que o governo federal negocia a redução do escopo de seu projeto de modernização de aeronaves militares. A empresa tem 10 campanhas de venda do avião Super Tucano para outros países, disse Jackson Schneider, presidente da Embraer Defesa, e pelo menos um pedido deve ser anunciado ainda este ano. No momento, a Embraer enfrenta as medidas de austeridade adotadas pelo governo federal, o qual devia R$ 850 milhões à Embraer até 30 de abril, e as duas partes estão negociando os pagamentos.

Foto: divulgação / Embraer.

Foto: divulgação / Embraer.

A modernização das capacidades nucleares chinesas


Armas nucleares indianas são apontadas em relatório do Departamento de Defesa como importante fator determinante para a constante modernização das armas nucleares chinesas. Uma nova geração de mísseis devem garantir a viabilidade da estratégia chinesa que hoje se vê frente aos avanços das Forças Armadas dos Estados Unidos e secundariamente da Rússia. Segundo o relatório do Pentágono, a China busca um “programa de longo prazo e de abrangente modernização militar para melhorar a capacidade das suas forças armadas em conflitos regionais de curta duração e alta intensidade”.

Foto: REUTERS/Kamal Kishore

Foto: Reuters/Kamal Kishore.

Brasil desenvolverá nova frota de navios de patrulha


No Brasil, o Centro de Projetos de Navios (CPN) foi contratado para projetar uma classe de navios de patrulha. A Empresa Gerencial de Projetos Navais (EMGEPRON) contratou o CPN para desenvolver o projeto do NPa 500-BR (Navio Patrulha 500 toneladas Brasil) nos próximos 11 meses. O plano atual prevê a construção de 20 navios, embora o contrato possa variar de acordo com a disponibilidade de orçamento da Marinha e de estaleiros nacionais. O projeto estará disponível para exportação.

Foto: EMGEPRON

 

Coreia do Sul planeja aumentar gastos em defesa significativamente


O governo da Coreia do Sul anunciou esta semana que seu orçamento de defesa deve aumentar significativamente nos próximos cinco anos, alegadamente devido a uma percepção de maiores ameaças vindas de Pyongyang. Segundo a agência de notícias Yonhap News, os gastos militares devem subir aproximadamente 215 bilhões de dólares entre 2016 e 2020, o que representa uma taxa de crescimento de 7% ao ano. Cerca de metade do valor deve ser alocado em projetos de modernização das forças armadas, incluindo investimentos em projetos de pesquisa e desenvolvimento de capacidades de ataque preemptivo.

Foto: Wikimedia Commons.

EAU retoma negociações para compra de caças Rafale


Os Emirados Árabes Unidos (EAU) retomaram as negociações com a França para a compra de caças Dassault Rafale. Contudo, o governo árabe-emiradense exige que sejam feitas modificações significativas no avião, especialmente no motor e no sistema geral, as quais a França julga serem caras e desnecessárias devido a alterações estruturais no projeto. As negociações entre os dois países já se estendem a por mais de cinco anos, e os EAU pretendem adquirir 60 caças. Recentemente a Índia e o Egito confirmaram a compra dos mesmo aviões.

Foto: divulgação.

Foto: divulgação.

O programa de modernização de submarinos da Coreia do Sul


Em fevereiro deste ano, a Coreia do Sul inaugurou um comando independente de submarinos e tornou-se o sexto país no mundo a fazê-lo. Ao mesmo tempo, o país atravessa uma fase de modernização de sua frota submarina com novas aquisições, atualizações e mesmo desenvolvimento de um submarino de ataque próprio movido a diesel. A primeira belonave deste programa deve entrar em operação em 2022 a um custo estimado de 800 milhões de dólares por unidade. Entretanto, recentes escândalos de corrupção na marinha do país podem impôr severos obstáculos à conclusão da modernização de sua frota.

Foto: Wikimedia Commons.

Índia confirma compra de 36 caças Rafale da França


Em visita a Paris na semana passada, o primeiro ministro da Índia Narendra Modi confirmou que seu país quer comprar 36 caças Dassault Rafale da França prontos para uso operacional (fly away condition). Anúncio põe fim a anos de discussões entre os dois países sobre o programa de modernização da força aérea indiana e deve abrir as portas para aquisições futuras de mais caças. O pedido original, feito em 2007, previa a compra de 126 caças Rafale.

Foto: Flickr/ airwolfhound

A modernização militar chinesa de Xi Jinping


O presidente da China, Xi Jinping, promoveu pessoas próximas a si para cargos importantes das Forças Armadas Chinesas para levar a cabo a modernização militar que pretende balancear o poderio estadunidense. Xi tem reforçado as forças chinesas desde que se tornou Secretário-Geral do Partido Comunista da China, em 2012, com o objetivo de construir uma grande força militar e leal ao partido. Sua gestão também é marcada por reforço da ênfase na Marinha e na Aeronáutica.

Foto: AP

Foto: AP

Caças e porta-aviões de última geração dos EUA apresentam incompatibilidade


Os caças mais avançados da Marinha dos Estados Unidos não podem decolar com do mais novo porta-aviões, o USS Gerald R. Ford, com tanques de combustível adicionais, informou um oficial da Marinha. A equipe de testes do Pentágono afirmou que o sistema de catapulta do porta-aviões provoca muito desgaste nos tanques, que são necessários para que os caças tenham o alcance de voo aumentado. O Pentágono acredita que essa é uma deficiência que pode tornar impossível para a Marinha a realização de operações normais.

Foto: AP Photo / Steve Helber

Foto: AP Photo / Steve Helber

A reforma da inteligência japonesa sob Shinzo Abe


Como parte da modernização militar já em curso durante o governo de Shinzo Abe no Japão, uma reforma da inteligência do país também é esperada. O governo japonês depende fortemente de agências de inteligência de aliados, o que estimulou o partido de Abe, o Partido Democrático Liberal, a propôr na Dieta japonesa a criação de uma nova agência de inteligência para o país. A seguinte análise da empresa estadunidense Stratfor trata de como essa nova agência, que deverá ser centralizada, se insere no momento histórico vivido pelo Japão.

O primeiro ministro japonês, Shinzo Abe, à esquerda. Foto: Toru Yamanaka / AFP / Getty Images

O primeiro ministro japonês, Shinzo Abe, à esquerda.
Foto: Toru Yamanaka / AFP / Getty Images

(mais…)

Como Shinzo Abe está modernizando as forças armadas japonesas


Em entrevista, Michael Auslin, do American Enterprise Institute, relata como o primeiro ministro japonês, Shinzo Abe, está modernizando as forças armadas do país. Após a morte de dois cidadãos japoneses pelo “Estado Islâmico”, o programa antiterrorista do país ganhou força, o que é só um elemento da reconversão das forças do país promovida por Abe. Auslin comenta a posição japonesa para a Coreia do Norte, a China e a aliança com os Estados Unidos.

Foto: Koji Sasahara / AP

Foto: Koji Sasahara / AP

Porta-aviões do Brasil será modernizado até 2019


A modernização do navio-aeródromo (NAe) “São Paulo” iniciará em junho de 2015, logo após a conclusão de um projeto detalhado para a mesma, incluindo adaptações para o caça Gripen NG. O porta-aviões deverá retornar à atividade em 2019, permanecendo em operação por mais 20 anos, até 2039.

NAe São Paulo com caças Gripen NG. Foto: Poder Naval.

NAe São Paulo com caças Gripen NG. Foto: Poder Naval.

(mais…)

FAB completa frota de helicópteros de ataque


A Força Aérea Brasileira (FAB) recebeu os três últimos helicópteros AH-2 Sabre da Rússia, que foram enviados a Porto Velho como destino final.

Foto: FAB.

Foto: FAB.

(mais…)

A versão brasileira do caça Gripen NG


Conheça a ‘versão personalizada’ do caça sueco Gripen NG que o Brasil comprou. Segundo a SAAB, diversas adaptações exigidas pelos brasileiros fizeram o avião ficar quase US$ 1 bi mais caro. Por exemplo, a FAB adquiriu 36 caças com tela panorâmica, a qual somente os estadunidenses F-35 possuem e que será produzida no Rio Grande do Sul pela AEL.

Foto: SAAB / divulgação.

Foto: SAAB / divulgação.

(mais…)

China cria nova Força Espacial


A China criou uma quinta arma do Exército de Libertação Popular (as forças armadas do país) devotada exclusivamente a operações no espaço.

Foto: Xinhua.

Foto: Xinhua.

(mais…)

China almeja desenvolver submarino supersônico


A China está cada vez mais perto de criar um submarino supersônico, capaz de navegar de Xangai a São Francisco em poucas horas, através da exploração do fenômeno da supercavitação.

Imagem: SCMP.

Imagem: SCMP.

(mais…)

China confirma nova geração de mísseis de longo alcance


A mídia chinesa confimou que Pequim está desenvolvendo uma nova geração de mísseis balísticos intercontinentais capazes de carregar múltiplas ogivas nucleares e com alcance que iria até os Estados Unidos.

Foto: Reuters / Stringer.

Foto: Reuters / Stringer.

(mais…)