mortes

EUA e Rússia monitorarão juntos o cessar-fogo na Síria


Nesta semana, o secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry, anunciou que EUA e Rússia monitorarão conjuntamente o acordo de cessar-fogo na Síria, ainda que à distância. Segundo Kerry, oficiais russos e estadunidenses, os quais estarão baseados em Genebra, utilizarão os mesmos recursos e infraestrutura para assegurar uma implementação clara da trégua no conflito sírio, incluindo a cidade de Aleppo, onde recentemente houve ataques de rebeldes a civis.

Hospital em Aleppo após bombardeio de rebeldes. Foto: SANA via AP.

Anúncios

Na Síria, rebeldes atacam Aleppo e atingem hospital


Esta semana rebeldes sírios realizaram um ataque a porções da cidade de Aleppo que estão sob controle de forças governamentais e atingiram um hospital, causando pelo menos 19 mortes. Os ataques de artilharia por parte dos rebeldes ocorrem durante tentativas internacionais de se chegar a um acordo de cessar-fogo na Síria. A ofensiva foi feita horas depois de o Conselho de Segurança da ONU passar unanimemente uma resolução pedindo proteção a funcionários da saúde e instalações hospitalares em todas as zonas de conflito ao redor do mundo.

Localização dos ataques rebeldes em Aleppo. Mapa: The Washington Post / Tim Meko / maps4news.com / (c)Here.

Atentado terrorista deixa 23 mortos em Burkina Faso


A capital de Burkina Faso, Uagadugu, sofreu nesta sexta-feira (15/01) com atentados terroristas da organização Al-Qaeda no Magreb Islâmico (AQMI). Ataque ocorreu em um restaurante e um hotel e deixaram pelo menos 23 mortos. O grupo ainda fez mais de uma centena de reféns, libertados após operação de forças de segurança francesas e do país.

160116121006_cerco_hotel_burkina_faso_reuters_640x360_reuters_nocredit

Foto: Reuters.

Dois atentados terroristas em Jalalabad no Afeganistão


A cidade afegã de Jalalabad foi vítima de dois atentados terroristas na última semana. Na quarta-feira (13/01), um ataque ao consulado paquistanês da cidade deixou dez mortos, três terroristas e sete membros das forças de segurança afegãs. O grupo “Estado Islâmico” assumiu a responsabilidade. Já no domingo (17/01), um homem-bomba causou 14 mortes em uma reunião de líderes tribais. O Talibã negou envolvimento neste último.

Foto: AP.

Protestos na Caxemira devido às faltas de energia são reprimidos com violência, causando morte


Foto por: EPA/FAROOQ KHAN

Kashmir power cut protest turns deadly

Al Jazeera – 02/01/2012

Troops in Indian-controlled Kashmir have opened fire on hundreds of villagers who were protesting against frequent
power cuts, killing one person and injuring two others, police said.

Police said on Monday that the paramilitary troops belonging to India’s Central Industrial Security Force (CISF) began shooting as the protesters shouted slogans outside the main gate of a power plant near Baramulla town in northern Indian-administered Kashmir.

One protester was shot dead and two others were hospitalised, with their condition said to be critical.

The killing triggered protests from locals who were demonstrating in front of the National Hydroelectric Power
Corporation (NHPC) run Uri power plant situated in the region. (mais…)