oposição

Partido de oposição vence eleições em Taiwan


Tsai Ing-wen, do Partido Progressista Democrático (DPP, em inglês), venceu com 56,2% dos votos as eleições presidenciais realizadas em Taiwan neste sábado (16/01). O candidato Eric Chu, do partido governista  Kuomintang (KMT), ficou com 30,9% dos votos. Tsai será a primeira presidente mulher da ilha e a segunda de seu partido. O resultado das eleições legislativas ainda não foi divulgado, mas expectativas apontam que o DPP conseguirá a maioria absoluta do Parlamento.

thediplomat_2016-01-16_13-30-49-386x289

Foto: Flickr / 中岑 范姜.

Anúncios

Oposição venezuelana denuncia Maduro ao TPI


A oposição política na Venezuela denunciou o presidente Nicolás Maduro junto ao Tribunal Penal Internacional (TPI) por crimes de lesa humanidade. A denúncia, que inclui também outros dirigentes chavistas, é baseada na repressão de protestos ocorridos em 2014.

Foto: Fernando Llano / AP.

No Canadá, oposição volta-se contra a compra de caças F-35


Em campanha política no Canadá, o líder de oposição Justin Trudeau, do Partido Liberal, anunciou que, caso vencedor nas eleições de outubro, não comprará caças “F-35 Lightning II Joint Strike Fighters” da Lockheed Martin. Embora tenham participação canadense no seu desenvolvimento, os caças têm um custo muito elevado e há falta de transparência no processo, segundo Trudeau, e não valeria a pena comprá-los para reforçar a força aérea do país. Atual governo adiou decisão da compra de novos aviões para depois da eleição.

Foto: Alex Lloyd / 75th Air Base Wing Public Affair.

Com apoio da oposição, Tsipras aprova novas reformas na Grécia


Após uma longa noite de debates, o parlamento grego aprovou o pacote de reformas defendido pelo premiê Alexis Tsipras e exigido pelos ministros da zona do euro para garantir auxílio financeiro à Grécia. Essa segunda leva de reformas obteve 230 votos a favor, 63 contra e cinco abstenções. No entando o partido de Tsipras, Syriza, rachou e 36 de seus parlamentares votaram contra o pacote, que dependeu do apoio da oposição para ser aprovado. Significativamente, o ex-ministro das Finanças do país, Yanis Varoufakis, que ensaiara uma insurreição na primeira votação, desta vez votou a favor das reformas. A presidente do parlamento, membro do Syriza, Zoe Konstantopoulou, apelou pela rejeição do pacote e há boatos de que ela venha a renunciar.

Zoe Konstantopoulou. Foto: T. Stavrakis / AP / picture-alliance.

Xi Jinping encontra-se com líder da oposição de Mianmar


Nesta quinta-feira (11/06), Xi Jinping, presidente da China, encontrou-se com Aung San Suu Kyi, líder da Liga Nacional pela Democracia (LND), partido de oposição de Mianmar. Na reunião, Xi pediu que a LND e Suu Kyi tenham um papel construtivo ao guiar o povo mianmarense a respeito das relações China-Mianmar racionalmente e sem preconceitos, valorizando os laços bilaterais entre as duas nações. Mianmar vem passando por um processo de democratização e, com isso, a LND tem se fortalecido no país.

Aung San Suu Kyi e Xi Jinping. Foto: Xinhua / Liu Weibing.

Al-Bashir assume novo mandato na presidência do Sudão


O presidente do Sudão, Omar al-Bashir, foi empossado para mais um mandato de cinco anos na presidência do país nesta terça-feira (02/06). Após boicote da oposição à eleição presidencial em abril deste ano, al-Bashir, que lidera o país desde 1989, conseguiu 94% dos votos a seu favor. Em seu discurso de posse, afirmou que será “presidente de todo o povo sudanês, tendo votado em mim ou boicotado as eleições”. Seu tom conciliatório, tanto com a oposição doméstica quanto com países ocidentais, marcou sua fala. Recentemente, o Sudão aproximou-se da Arábia Saudita e atualmente participa da coalizão árabe que está intervindo no Iêmen.

Omar al-Bashir discursando ao parlamento na cerimônia de empossamento. Foto: Abd Raouf / AP.

Maimane é eleito presidente da Aliança Democrática


Mmusi Maimane foi eleito neste domingo como o primeiro presidente negro da Aliança Democrática, principal partido de oposição sul-africano, depois de dois dias de conferências eleitorais na Baía Nelson Mandela, África do Sul. Essa conquista tem o potencial de fortalecer a oposição ao governo e mudar o cenário político do país.

Foto: Neil McCartney, The Citizen

Foto: Neil McCartney / The Citizen.

 

Dois opositores do governo são assassinados na Ucrânia


Nestas quarta (15/04) e quinta-feira (16/04), dois opositores do governo ucraniano foram assassinados em Kiev, levantando a questão de quem estaria por trás das mortes. Oleh Kalashnikov, ex-parlamentar do governo deposto em 2014, e Oles Buzyna, jornalista de opiniões favoráveis à Rússia, foram mortos a tiros. O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, ordenou investigações “rápidas e transparentes” sobre as mortes. Já o presidente russo, Vladimir Putin, afirmou que a morte de Buzyna é um assassinato político.

Foto: Reuters / V. Ogirenko.

Um ano após onda de protestos, Venezuela tem oposição dividida e governo em crise


O dia de hoje (12/02) marca um ano das manifestações da oposição venezuelana que deram origem a confrontos que resultaram em 43 mortos no país. A situação política atual do país é de um governo em crise de popularidade agravada pela situação econômica e de uma oposição dividida. A popularidade do presidente Nicolás Maduro vem caindo desde março de 2014, logo após o início das manifestações da oposição.

Foto: Agência Efe

Foto: Agência Efe

Em meio à crise na Crimeia, Parlamento ucraniano nomeia novo governo


Legisladores do Parlamento da Ucrânia aprovam opositor pró-UE Arseniy Yatsenyuk para liderar governo de transição conforme fora sugerido pelos manifestantes. Enquanto isso, Rússia movimenta tropas na fronteira e eleva tensão no país, já instável por conta da turbulência política e econômica. Parlamento da Crimeia decidiu realizar referendo para decidir futuro da região.

Separatistas e apoiadores do novo governo ucraniano se enfrentaram próximo ao Parlamento regional da Crimeia. Foto: Reuters.

Separatistas e apoiadores do novo governo ucraniano se enfrentaram próximo ao Parlamento regional da Crimeia. Foto: Reuters.

(mais…)

Manifestantes em Kiev sugerem governo ao Parlamento da Ucrânia


Manifestantes em Kiev, capital da Ucrânia, anunciaram uma proposta de governo e pediram a sua aprovação ao Parlamento, que deve tomar uma decisão na quinta-feira (27/02). Caso aceite, Arseny Yatsenyuk, líder do partido de oposição “Pátria”, seria o primeiro-ministro do país. Líder do movimento ultranacionalista de direita, Dmitry Yarosh, ainda não aceitou o acordado.

Foto: AFP / Str.

Foto: AFP / Str.

(mais…)

Parlamento da Ucrânia pede que Yanukovich seja julgado pelo TPI


O Parlamento da Ucrânia aprovou nesta terça-feira (25/02) uma resolução pedindo que o presidente deposto Viktor Yanukovich seja julgado pelo Tribunal Penal Internacional (TPI), em Haia, assim que for capturado. Resolução diz que presidente deposto é o responsável pela violência policial contra manifestantes.

Foto: Yannis Behrakis / Reuters.

Foto: Yannis Behrakis / Reuters.

(mais…)

Deposto da presidência, Yanukovitch é procurado por “assassinato em massa” na Ucrânia


Dois dias após ter sido destituído da presidência da Ucrânia pelo parlamento, Viktor Yanukovitch está sendo procurado pela Justiça do país pelo “assassinato em massa de civis”. Conforme anunciado pelo Ministério do Interior ucraniano, há uma ordem de busca e captura contra o ex-chefe de Estado.

Foto: AFP / Sergei Supinsky.

Foto: AFP / Sergei Supinsky.

(mais…)

Yanukovitch acusa oposição de golpe de estado e pede que acordo seja cumprido


O presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovitch, que sofreu impeachment há poucas horas, chamou os acontecimentos recentes de golpe de estado e negou que renunciará. Além disso, afirmou que oposição não está cumprindo o acordado na sexta-feira (21/02) e pede que a União Europeia cumpra com suas obrigações.

Acordo assinado por representantes da oposição e governo. Foto: Reuters / Andrew Kravchenko.

Acordo assinado por representantes da oposição, da UE e do governo ucraniano. Foto: Reuters / Andrew Kravchenko.

(mais…)

Presidente da Ucrânia sofre impeachment


O Parlamento da Ucrânia votou a favor do impeachment do presidente Yanukovitch, que descreveu o acontecimento como sendo um golpe de estado. Enquanto isso, a ex-primeira-ministra Julia Tymoshenko foi libertada da prisão hoje (22/02).

Foto: AFP / Sergei Supinsky.

Foto: AFP / Sergei Supinsky.

(mais…)

Oposição assina acordo para pôr fim à crise na Ucrânia


Após reunião com chanceleres europeus, líderes da oposição se dirigiram ao gabinete do presidente Yanukovich para selar resolução para pôr fim à crise política na Ucrânia. Acordo prevê a formação de governo transicional de coalizão, retorno à constituição de 2004, investigação dos atos de violência, entre outros.

Foto: AFP.

Foto: AFP.

(mais…)

Presidente da Ucrânia aceita eleições antecipadas e reformas constitucionais


Presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovitch, anunciou a realização de eleições presidenciais antecipadas, a formação de um governo de transição e o retorno da constituição de 2004, que impunha maiores limitações aos poderes presidenciais. Concessão do governo às demandas da oposição aconteceu durante negociações mediadas pela União Europeia. Oposicionistas ainda não se manifestaram claramente a favor do acordo.

Foto: RIA Novosti / Andreі Mosienko.

Foto: RIA Novosti / Andreі Mosienko.

(mais…)

Após curta trégua confrontos recomeçam em Kiev


Mesmo com o anúncio de uma trégua acordada pelo presidente Yanukovitch e líderes oposicionistas, confrontos recomeçam no centro de Kiev, a capital da Ucrânia. Prefeitura da cidade autorizou a polícia a usar armas de fogo. UE e EUA ameaçam com sanções.

Foto: Reuters.

Foto: Reuters.

(mais…)

Manifestantes capturam armas durante confusão na Ucrânia


Serviço de segurança da Ucrânia anunciou que está realizando uma operação de combate ao terrorismo após manifestantes radicais terem capturado mais de 1.500 armas de fogo e 100 mil balas nas últimas 24 horas durante a confusão instaurada no país.

Foto: Reuters / Vasily Fedosenko.

Foto: Reuters / Vasily Fedosenko.

(mais…)

Violência se intensifica em Kiev


Recente escalada da violência nos embates entre forças do governo e manifestantes de oposição causou a morte de pelo menos 20 pessoas em Kiev, capital da Ucrânia.

Foto: AFP Photo / Genya Savilov.

Foto: AFP Photo / Genya Savilov.

(mais…)

Na Ucrânia, Yanukovitch teria concordado com montar governo de coalizão


Líder do parlamento ucraniano disse que o presidente Viktor Yanukovitch considera montar um governo de coalizão para incluir partidos de oposição.

Foto: Andrey Mosienko / RIA Novosti.

Foto: Andrey Mosienko / RIA Novosti.

(mais…)

Aliança da oposição é desfeita na África do Sul


Partido de oposição, Aliança Democrática (AD), anunciou o fim do pacto com Mamphela Ramphele, que seria candidata presidencial. Ramphele e representantes da AD trocam acusações sobre o fim do acordo que seria o maior desafio ao partido governista (Congresso Nacional Africano) em 20 anos.

Mamphela Ramphele. Fonte: Alexander Joe / AFP / Getty Images.

Mamphela Ramphele. Fonte: Alexander Joe / AFP / Getty Images.

(mais…)

EUA e UE lançam pacote de ajuda econômica para a Ucrânia


Estados Unidos e União Europeia anunciam pacote de ajuda econômica para a Ucrânia, que está passando por instabilidade política após ter adiado acordo com a UE. Proposta de ajuda financeira, cujos valores ainda não foram divulgados, é a maior investida do Ocidente após presidente ucraniano optar por aliança com a Rússia, que recentemente decidiu adiar sua ajuda financeira até que a situação política se resolvesse.

Fonte: Efe.

Fonte: Agência Efe.

(mais…)

TPP: parceria ou golpe?


Gordon Lafer chama atenção para as implicações antidemocráticas da Parceria Trans-Pacífico (TPP, sigla em inglês). Negociações são conduzidas a portas fechadas e lobby de empresas multinacionais tenta alterar regulamentações que já são rígidas nas leis nacionais de cada um dos países. Além disso, após o TPP entrar em vigor, por exemplo, empresas poderiam processar Estados-membros em tribunal internacional de instância única quando estes adotassem medidas trabalhistas ou ambientais mais rigorosas.

Fonte: Reuters.

Fonte: Reuters.

(mais…)

O alto risco das eleições no sul da África


Observadores dizem que as eleições em países do sul da África neste ano são passíveis de manipulação e uso das forças armadas para reprimir adversários políticos.

Fonte: AFP.

Fonte: AFP.

(mais…)

Parlamento ucraniano concede anistia a manifestantes


Parlamento ucraniano aprovou projeto de lei que concede anistia aos participantes dos recentes protestos contra o governo. Condição estabelecida é que manifestantes deixem os prédios governamentais atualmente ocupados.

Fonte: RIA Novosti / Andrey Stenin.

Fonte: RIA Novosti / Andrey Stenin.

(mais…)

Aliança da oposição muda prospectos das eleições na África do Sul


Oposição do Congresso Nacional Africano, partido do atual governo da África do Sul, ganha novo fôlego para as eleições nacionais ao ser anunciada a entrada da ativista antiapartheid Mamphela Ramphele na Aliança Nacional, partido oposicionista e também ativista na luta contra o Apartheid.

Mamphela Ramphele (E) e Helen Zille. Fonte: Mike Hutchings / Reuters.

Mamphela Ramphele (E) e Helen Zille. Fonte: Mike Hutchings / Reuters.

(mais…)

Oposição celebra primeiras vitórias na Ucrânia


Parlamento ucraniano anulou as leis que restringiam manifestações, e o primeiro-ministro apresentou sua renúncia, em gesto que pode abrir caminho para saída negociada para a crise política na Ucrânia.

Klitschko, um dos líderes oposicionistas, no Parlamento ucraniano. Fonte: Reuters.

Klitschko, um dos líderes oposicionistas, no Parlamento ucraniano. Fonte: Reuters.

(mais…)

Na Ucrânia, Yanukovitch concorda com dar fim a leis antiprotesto


Presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovitch, concordou com o fim das leis antiprotesto que deram origem à nova onda de violência nas manifestações na capital Kiev. Contudo, Yanukovitch disse que os manifestantes que estão presos só serão libertados se as barricadas no centro de Kiev forem desmontadas.

Yanukovitch negocia com líderes da oposição. Fonte: Reuters.

Yanukovitch negocia com líderes da oposição. Fonte: Reuters.

(mais…)