Peru

11ª Cúpula da Aliança do Pacífico ocorre no Chile


Na última terça-feira (29/06), teve início a 11ª Cúpula da Aliança do Pacífico, reunindo os Chefes de Estado dos quatro países membros (Chile, Peru, Colômbia e México) e de dois países observadores (Argentina e Costa Rica). Na ocasião, o chanceler chileno Heraldo Muñoz celebrou a visita dos recém-eleitos Maurício Macri, da Argentina, e Pedro Pablo Kuczynski, do Peru como atores importantes para promoção dessa iniciativa regional. Já o presidente argentino pretende criar mais vínculos do Mercosul com a Aliança, a qual também deve se tornar uma área de livre comércio na América Latina.

Presidentes da Aliança do Pacífico. Foto: Nodal.

No Peru, Keiko Fujimori vence primeiro turno das eleições presidenciais


Neste domingo (10/04), Keiko Fujimori venceu o primeiro turno das eleições presidenciais no Peru com  aproximadamente 40% dos votos. Fujimori é a líder do partido Fuerza Popular e filha do ex-presidente Alberto Fujimori, condenado por violação dos direitos humanos e corrupção. No segundo turno, no dia 5 de junho, ela concorre com Pedro Pablo Kuczynski, do partido Peruanos por el Kambio, que obteve cerca de 24% dos votos.

Foto: C. Bouroncle / DPA/ Getty Images

ONU reconhece aborto como direito humano


O Comitê de Direitos Humanos da ONU condenou, pela primeira vez, um Estado por não permitir o aborto. O órgão recomendou que o governo do Peru indenize uma mulher que, em 2001, foi impedida de abortar após constatar uma má formação no feto. A decisão histórica, anunciada no dia 18 de janeiro, implica a definição do aborto como um direito humano.

06-01-special_session_syria2

Foto: UN Photo / Pierre Albouy.

Bolívia e Peru discutem construção de ferrovia transoceânica


Os presidentes de Bolívia e Peru, Evo Morales e Ollanta Humala, respectivamente, concordaram, nesta quinta-feira (28/01), em impulsionar o projeto da ferrovia transoceânica, que deve integrar os oceanos Atlântico e Pacífico. Plano inicial da ferrovia, financiado pela China, para integrar o porto de Santos, no Brasil, com o porto de Ilo, no Peru, não integrava a Bolívia, que vem pressionando para a alteração do mesmo.

base_image-600x350

Foto: Nodal.

Inicia exercício militar internacional no sul do Brasil


Teve início, na última sexta-feira (13/11), o exercício militar conjunto UNITAS 2015, realizado no sul do Brasil, contando com as marinhas dos Estados Unidos, México, Chile, Peru e Reino Unido além da brasileira. Manobras, que devem durar dez dias tanto em terra como no mar, contam com um total de 17 navios, aviões de combate e cerca de 8 mil militares. Serão realizados cursos de troca e manobras navais de caráter militar, como ações simuladas de superfície e aéreas e exercícios de guerra eletrônica.

image

Foto: Marinha dos EUA.

TPP explicada


Confira aqui um artigo publicado no jornal The New York Times que explica os principais pontos da “Parceria Trans-Pacífico” (TPP), considerada o maior acordo regional de comércio da história, assinado no início de outubro deste ano. A TPP, com os Estados Unidos, Japão e mais 10 países, além das reduções de tarifas, estabelece regras e padrões para áreas como a farmacêutica, a ambiental e a dos direitos trabalhistas. O tratado ainda precisa ser ratificado pelos países signatários, onde encontra forte oposição.

Imagem: AG news.

América do Sul, China e os novos meios da integração (inter-)regional


Confira aqui o artigo escrito pelo pesquisador do ISAPE, Bruno Gomes Guimarães, e Diogo Ives, mestrando em ciência política na UFRGS, a respeito dos investimentos chineses em infraestrutura na América do Sul e os desafios para a integração regional do continente e do mesmo com a China.

Foto: Divulgação / Planalto.

Foto: Divulgação / Planalto.

(mais…)

Operação Lava Jato põe em risco negócios brasileiros na América Latina


O andamento da Operação Lava Jato e o número crescente de casos de corrupção possivelmente descobertos colocam em risco a presença da empresa Odebrecht em outros países da América Latina. Auditorias em contratos fechados e a paralisação de algumas obras tem ocorrido na Colômbia, Peru, Equador e Panamá. O vice-presidente da Colômbia, Germán Vargas Llera, afirmou que o estatuto anticorrupção do país andino pode banir a construtora brasileira por até 20 anos caso uma condenação em relação a suborno seja confirmada. Panamá, Peru e Equador têm investigado a empresa para determinar a continuação das obras em seus respectivos países.

Foto: I. Sanogo, AFP, Getty Images.

Foto: I. Sanogo / AFP / Getty Images.

Peru bate recorde em investimentos públicos


Governo do Peru divulgou nesta segunda-feira (27/08) um novo recorde em investimentos públicos, com 111,054 milhões de soles investidos nos últimos 47 meses, superando valores dos dez anos anteriores, que não ultrapassaram a marca dos 93,451 milhões. O desempenho atual supera em 148% o gasto público entre agosto de 2006 e julho de 2011, período em que apenas 74,847 milhões de soles foram utilizados em investimentos governamentais.

Foto: Divulgação, ANSUR.

Foto: Divulgação / ANSUR.

Brasil e Peru pretendem ampliar suas relações comerciais


Reuniram-se em Lima, nesta terça-feira (21/07), o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior do Brasil, Armando Monteiro, e a ministra peruana de Comércio Exterior e Turismo, Magali Silva, para a realização de reuniões para a renovação da agenda bilateral dos países, permitindo possíveis ampliações das suas relações comerciais. Em declaração em coletiva de imprensa, os ministros afirmaram que pretendem fortalecer o Acordo de Complementação Econômica número 58 (ACE-58), cronograma de reduções tarifárias que permite uma ampliação do acesso de ambas as economias a seus mercados e estimula um aumento de fluxo de investimentos.

 Estados Unidos, Venezuela e Paraguai na Geopolítica da América do Sul

Peru revela plano de investimentos em infraestrutura


O Peru revelou hoje (21/05) um ambicioso plano de investimentos em infraestrutura no país, o qual deve atingir a soma de 113 bilhões de dólares. Projetos são nos âmbitos federal, estadual e municipal peruanos e incluem tanto a iniciativa pública quanto a privada. A maioria dos mesmos não deve ser realizada na região da capital, Lima, favorecendo áreas menos desenvolvidas do país sul-americano. O governo advertiu, contudo, que apenas 10% do projetos para o desenvolvimento da infraestrutura peruana foram devidamente planejados e que ainda faltam estudos para o restante.

Foto: Ansur.

Governo brasileiro deve apostar em ferrovia transcontinental


Segundo o jornal Folha de São Paulo, megaferrovia transcontinental que ligaria o Brasil ao Peru é um dos projetos do programa de concessões de infraestrutura a ser lançado pelo governo brasileiro, o qual deve ser divulgado na primeira semana de junho. A obra, estimada em R$ 30 bilhões, visa ao acesso a mercados asiáticos, especialmente a China, e deve ser um dos tópicos tratados na próxima visita do primeiro-ministro chinês Li Keqiang, que chega ao Brasil na terça-feira (19/05).

Mapa: Folha de São Paulo

Mapa: Folha de São Paulo.

Integração sul-americana: desafios vistos dos Andes


Tulio Vigevani analisa as dificuldades para a integração sul-americana do ponto de vista dos países andinos. As questões econômicas e de desenvolvimento são as mais importantes para estes países, que desejam que a coordenação entre as nações sul-americanas tenha por objetivo uma posição mais privilegiada nas cadeias globais de produção. Vigevani afirma que certamente avanços já foram alcançados, mas uma real complementaridade entre os países sul-americanos deve vir a partir de sua competitividade internacional.

Os impasses da integração regional vistos dos Andes equatorianos, por Tulio Vigevani

Foto: Golo / Flickr / Creative Commons

Foto: Golo / Flickr / Creative Commons

Com China, países fecham acordo para ferrovia bioceânica Peru-Brasil


Xi Jinping e o presidente do Peru, Ollanta Humala, assinaram um memorando para a construção da ferrovia bioceânica Peru-Brasil. O Brasil já havia assinado um memorando de cooperação que prevê a participação chinesa na construção da ferrovia.

Presidente peruano, Ollanta Humala, e presidente chinês, Xi Jinping, durante reunião em Pequim Foto: Ng Han Guan / Efe

Presidente peruano, Ollanta Humala, e presidente chinês, Xi Jinping, durante reunião em Pequim
Foto: Ng Han Guan / Efe

(mais…)

Peru fortalece relações com Uruguai e Argentina


Ministro da Defesa peruano, Pedro Cateriano, visitou oficialmente os dois países a fim de tratar temas de interesse mútuo e fortalecer a cooperação bilateral.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

(mais…)

Equador, Peru e Colômbia discutem cooperação securitária


Os ministros de defesa do Equador, Peru e Colômbia se reúnem nesta segunda-feira (12/05) em Quito para discutir cooperação em assuntos de segurança. Temas abordados incluem integração regional, crime organização e troca de informações sobre crimes transfronteiriços.

Foto: CC.FF.AA.

Foto: CC.FF.AA.

(mais…)

Chile e Peru estudam execução da sentença da CIJ


Os ministros de defesa e de relações exteriores de Chile e Peru se reuniram em Santiago, capital do Chile, para chegar a um acordo quanto à execução da sentença da Corte Internacional de Justiça (CIJ) sobre a fronteira marítima entre os dois países.

Foto: Efe.

Foto: Efe.

(mais…)

Corte Internacional de Justiça muda fronteira marítima entre Chile e Peru


Em decisão que deve encerrar conflito territorial originado no século 19, a Corte Internacional de Justiça (CIJ) concedeu aos peruanos parte do Pacífico que estava sob controle chileno. Piñera minimizou perda, e Humala fala em dia histórico.

Peruanos assistem transmissão de sentença da CIJ. Fonte: Reuters.

Peruanos assistem transmissão de sentença da CIJ. Fonte: Reuters.

(mais…)

Chile convoca seu Conselho de Segurança pela sentença de Haia


Duas semanas antes de se conhecer a sentença da Corte Internacional de Justiça sobre a controvérsia marítima entre Peru e Chile, presidente chileno Sebastián Piñera anunciou a convocação do Conselho de Segurança do país. Este orgão assessora o presidente em assuntos de segurança nacional e não se reunia desde 2005.

Fonte: AFP.

Fonte: AFP.

(mais…)

Petrobrás vende subsidiária peruana para empresa da China


Em processo de capitalização para realizar investimentos massivos no Pré-Sal, Petrobrás vende sua subsidiária no Peru para empresa estatal chinesa.

Fonte: Sergio Moraes / Reuters.

Fonte: Sergio Moraes / Reuters.

Petrobras of Brazil Sells Peruvian Unit to Chinese Company

Dealbook / The New York Times – 13/11/2013 – por Dan Horch

Brazil’s state-controlled oil company Petrobras announced on Wednesday that it was selling all of its Peruvian subsidiary, Petrobras Energia Peru, to the China National Petroleum Company for $2.6 billion.

The move is aimed at shoring up Petrobras’s balance sheet. The company’s production has been stagnant for years, despite huge offshore discoveries in 2007. The government has also hurt Petrobras’s cash flow by requiring it to sell gas and diesel domestically at below global market prices.

Its debt is already nearly 35 percent of its equity, the level at which ratings agencies might downgrade the company. So its ability to raise money from the capital markets is limited.

Petrobras announced last year that it would raise $9.9 billion through asset sales. This year, it has already sold small exploration blocks in the Gulf of Mexico. And it sold assets in Africa to the Brazilian investment bank BTG Pactual for $1.49 billion.

Luana Helsinger, a petroleum analyst with the Brazil branch of Grupo Bursátil Mexicano, said Wednesday’s sale was a success for Petrobras.

“To meet their fund-raising goal, they had to make a big asset sale,” she said. “This will give them some breathing room to focus on investments in Brazil.”

Ms. Helsinger said the company’s finances would remain under pressure until the government permitted it to raise domestic fuel prices. She said she expected that to come when the board of directors, headed by Brazil’s finance minister, Guido Mantega, meets Nov. 22.

JPMorgan Chase, in a research note on Wednesday, also called the deal a “positive for the company,” but said that “we view asset sales as a way to cover for the lack of cash generation” caused by the “misalignment” in domestic fuel prices.

For China National Petroleum, JPMorgan wrote, “The transaction increases its bias to South America, a target region for overseas investment.”

The sale comes as Petrobras is attempting to carry out one of the most aggressive corporate investment plans in the world. The company intends to invest $237 billion from 2013 to 2017 as it aims to more than double petroleum production to 4.2 million barrels a day by 2020.

Ms. Helsinger said the company’s near-term investments were mostly on schedule, production was finally showing signs of growth and its 2020 production target appeared realistic.

For China, the purchase is another step in what appears to be a long-term plan to acquire energy resources in Latin America. Last month, the China National Petroleum Company, together with another state-controlled company, the China National Offshore Oil Corporation, each bought a 10 percent share of exploration and production rights in a giant Brazilian offshore petroleum field named Libra.

In that deal, the two Chinese companies each paid $700 million upfront and agreed to pay 10 percent of the development costs for the field, estimated at $200 billion to $300 billion over the next 35 years.

Fonte: http://dealbook.nytimes.com/2013/11/13/brazilian-oil-company-sells-peruvian-subsidiary-to-chinese-company/?smid=fb-share&_r=0

Conselho de Defesa da Unasul realiza primeira reunião de 2013


TelesurTV, Jueves 16 de Mayo de 2013

Consejo de Defensa de Unasur se reúne en Lima por primera vez en 2013

Este jueves y viernes se celebra en Perú, la octava reunión del Consejo de Defensa Suramericano de la Unasur, con la participación de los viceministros de Defensa de 12 países de la región, para promover la transparencia en gastos y consolidar un sistema de medición.

La octava reunión del Consejo de Defensa Suramericano (CDS) de la Unión de Naciones Suramericanas (Unasur) se desarrolla en Lima (capital de Perú) este jueves y viernes por primera vez en 2013, con la participación de los viceministros de Defensa de 12 países de la región.

En el encuentro se revisan los mecanismos que transparenten las adquisiciones militares y medidas de confianza mutua y áreas para fortalecer el diálogo regional.

Algunos temas de la agenda son: Promover la transparencia en gastos de defensa y consolidar un sistema de medición de los mismos sobre una base común y de aceptación general.

También analizarán políticas de defensa, cooperación militar, acciones humanitarias y operaciones de paz, industria y tecnología de la defensa y formación y capacitación.

En la octava reunión de la Instancia Ejecutiva del CDS de la Unasur participan los viceministros de Defensa de Argentina, Bolivia, Brasil, Colombia, Chile, Ecuador, Guyana, Paraguay, Perú, Uruguay, Surinam y Venezuela.

La última reunión que sostuvieron los encargados de la defensa de los países de la Unasur fue en noviembre de 2012, también en Lima.

Perú, que dispone un poderío militar de 114 mil efectivos, 336 tanques, 61 aviones de combate y seis submarinos, realiza desde el 2011 una intensa campaña internacional para reducir el gasto militar y trabajar más en el rubro social.

En un reporte oficial, Perú ha dado cuenta que en poco más de un lustro, los países de la Unasur han desembolsado 23 mil millones de dólares en nuevas armas, aviones y naves.

Mexico e Peru incentivam pequenas e médias empresas para gerar emprego


Enrique pena nieto

Mexico e Peru incentivam pequenas e médias empresas para gerar emprego

25 de abril de 2013

Enrique Peña Nieto e Ollanta Humala se comprometeram, durante o VIII Foro Econômico Mundial sobre América Latina, em aprofundar o intercâmbio comercial entre ambos. Ao mesmo tempo, pretende-se dinamizar o turismo entre México e Peru, fortalecendo pequenas e médias empresas, enquanto instrumento de crescimento e combate a pobreza. Nos seus pronunciamentos, os dois governantes reiteraram a boa oportunidade do continente em diversificar suas economias e manter o crescimento.

Fonte:

Telesur (http://www.telesurtv.net/articulos/2013/04/25/mexico-y-peru-impulsaran-pequena-y-mediana-empresa-para-generar-empleo-1136.html)

 

 

Para conseguir anistia, Fujimori encaminha documento fraudado, diz procurador do Peru


Fujimori

Foto: n.i.

Para conseguir anistia, Fujimori encaminha documento fraudado, diz procurador do Peru

Agência Brasil – 14/01/2013 – por Renata Giraldi

O polêmico pedido de anistia para o ex-presidente do Peru Alberto Fujimori, encaminhado pela família e por aliados políticos, ganhou novos elementos nos últimos dias. O procurador Anticorrupção do Peru, Julio Arbizu, disse que Fujimori forneceu informações fraudadas à Justiça. A decisão sobre a concessão de anistia é definida pelo governo peruano. Fujimori cumpre pena de 25 anos por crimes contra a humanidade e violações de direitos humanos.

Fujimori é acusado também por um grupo de mulheres de esterilização forçada e sem consentimento, no período de 1996 a 2000, em diversas cidades peruanas, na região de Cuzco. Há indicações de que cerca de 300 mil mulheres tenham sido esterilizadas no período, por meio de ações do governo.

“Está confirmada a prática de um novo crime de falsificação”, disse o procurador, que mencionou irregularidades na cédula de identidade e no fornecimento do endereço residencial. “Falsificar um documento público é crime contra a fé pública”, ressaltou. (mais…)

Peru e Chile se enfrentam em Haia por fronteira marítima


Peru e Chile

Peru e Chile se enfrentam em Haia por fronteira marítima

03 de dezembro de 2012 – Agência Brasil/Renata Giraldi

Representantes do Peru e do Chile se enfrentam a partir de hoje (3) no Tribunal Internacional de Justiça de Haia na disputa sobre a fronteira marítima entre os dois países. Fundado em 1945, o Tribunal Internacional de Haia é o principal órgão judicial das Nações Unidas. O processo deve durar toda a semana. Ambos terão dois dias cada para a defesa – com intervenções em inglês e francês.

Os peruanos são os primeiros a se manifestar, depois vêm os chilenos. A estimativa é que a decisão ocorra no prazo de quatro a cinco meses. O julgamento ocorre em várias etapas. As autoridades do Peru têm até amanhã para apresentar seus argumentos, em seguida vêm os do Chile, nos dias 6 e 7. Depois, há a segunda etapa do julgamento a partir do dia 11, novamente com o Peru, e dia 14 com o Chile.

Em seu pedido, o Peru diz que não há um tratado de fronteira marítima com o Chile e pede ao tribunal que declare a soberania do país sobre área que o Chile considera mar aberto. Também quer confirmar que a fronteira marítima começa no Ponto de Concórdia, localizado em frente ao mar, e não no paralelo Milestone número 1, como define o Chile. (mais…)

Conselho de Defesa da Unasul se reúne em Lima, no Peru


Ministro de Defensa de Perú proyecta a Sudamérica como “zona de paz”  

PeoplesDaily, 29/11/2012

Conselho de Defesa da UNASUL - reunião dos Ministros de Defesa Sul-Americanos em Lima - Peru - novembro de 2012 - Foto: PeoplesDaily

Ministros asisten a la toma de la fotografía oficial de ministros de Defensa de la Unión de Naciones Suramericanas (UNASUR), durante la IV Reunión del Consejo de Defensa Suramericano (CDS), de los países miembros de la UNASUR, en Lima, capital de Perú.

LIMA, 28 nov (Xinhua) — El presidente “pro témpore” del Consejo de Defensa Suramericano (CDS) y ministro del ramo en Perú, Pedro Cateriano, dijo hoy que esa región del continente americano se proyecta como una “zona de paz”, con una arquitectura en defensa y seguridad basada en la cooperación mutua y la transparencia.

“Sudamérica se proyecta como zona de paz, con papel constructivo en la gobernanza mundial”, afirmó Cateriano durante la IV Reunión del CDS, que se realiza en Lima desde el lunes pasado y que concluye en esta jornada.

El ministro de Defensa añadió que Perú apuesta por la unidad regional como soporte de integración de pueblos hermanos.

Cateriano resaltó el esfuerzo comunitario para establecer una estrategia de defensa, con la finalidad de vencer desafíos comunes como “a escasez de agua, el agotamiento de fuentes de energía y la provisión de alimentos.

El ministro de Defensa de Perú, Pedro Cateriano (c-frente), saluda a su homólogo de Argentina, Arturo Puricelli (i-frente), durante la IV Reunión del Consejo de Defensa Suramericano (CDS), de los países miembros de la Unión de Naciones Suramericanas (UNASUR), en Lima, capital de Perú.

“Implica la voluntad política para la apertura de los estados miembros a una metodología para la medición de gastos militares, el desarrollo de un inventario militar, el procedimiento de medidas de confianza mutua que lleven a mecanismos más transparentes”, señaló durante el foro efectuado en el distrito limeño de San Isidro.

Cateriano explicó que el CDS desarrolla estudios para la construcción de un Avión Básico de Entrenamiento y a partir de ahí emprender una industria de Defensa suramericana autónoma.

En la IV Reunión del CDS, presidida por Cateriano, participan los ministros de Defensa Argentina, Bolivia, Brasil, Chile, Guayana y Venezuela, así como los viceministros de Colombia, Ecuador, Surinam y Uruguay.

Paraguay no está representado debido a que está suspendido por la Unasur a raíz de la destitución del mandatario Fernando Lugo por el Congreso de su país en junio pasado.

Recordó la participación de los países sudamericanos en operaciones de paz desarrolladas por las Naciones Unidas.

También exhortó a propiciar “una región libre de minas terrestres”, permanente amenaza a la población civil, al señalar que Perú y Ecuador demuestran cómo dos naciones vecinas, que mantuvieron diferencias, se unen para erradicar estos artefactos.

Destacó también los avances de la Unión de Naciones Suramericanas (Unasur) en los esfuerzos de cooperación y las medidas de confianza mutua en seguridad y defensa.

“Esta confianza debe permitir estandarizar nuestras fuerzas militares para enfrentar potenciales amenazas sobre nuestras naciones”, puntualizó.

Fonte: http://spanish.people.com.cn/31616/8039450.html

Manifestantes protestam no Peru contra concessão de indulto em favor de Fujimori


Manifestantes protestam no Peru contra concessão de indulto em favor de Fujimori

23 de novembro de 2012 – Agência Brasil/Renata Giraldi

Manifestantes saíram ontem (22) às ruas de Lima, no Peru, contra a concessão de um indulto em favor do ex-presidente Alberto Fujimori (1990-2000), de 74 anos. A família de Fujimori pede o indulto.

O ex-presidente cumpre atualmente pena de 25 anos de prisão, por crimes de violação de direitos humanos e corrupção. Ele faz tratamento para combater um câncer na boca e apresentou, recentemente, complicações de saúde.

Organizado pela Coordenadoria Nacional de Direitos Humanos, o protesto reuniu estudantes e integrantes de entidades políticas. Os manifestantes levaram bonecos, representando Fujimori vestindo roupa de presidiário, cartazes com mensagens pedindo o fim da impunidade e informando que não esquecem nem perdoam o ex-presidente. (mais…)

À espera de indulto, Fujimori deve ser julgado novamente no Peru em três meses


À espera de indulto, Fujimori deve ser julgado novamente no Peru em três meses

14 de novembro de 2012 – Agência Brasil/Renata Giraldi

O ex-presidente do Peru Alberto Fujimori (1990-2000), de 74 anos, deverá ser julgado em três meses pela Justiça peruana. O novo julgamento ocorrerá por uma decisão da Justiça do Chile que ampliou os termos da sua extradição para que ele seja processado por desvio de recursos públicos. Fujimori foi extraditado do Chile para o Peru em 2007.

O procurador Anticorrupção do Peru, Julio Arbizu, disse que o crime de peculato no país é punido com pena de oito anos de prisão. Ele ressaltou, porém, que até o caso ser julgado novamente pela Justiça peruana serão necessárias mais algumas etapas. O procurador Ronald Gamarra, também do Peru, prevê que Fujimori irá a julgamento em no máximo três meses . (mais…)

Após um mês de greve, médicos peruanos estão longe de acordo com governo


Após um mês de greve, médicos peruanos estão longe de acordo com governo

19 de outubro de 2012 – Opera Mundi/Márcio Zonta

Mais de três mil médicos do serviço de atendimento público do Peru estão em greve há mais de um mês. As principais reivindicações da FMP (Federação Médica Peruana) são um aumento salarial de 580 dólares mensais, melhores condições de trabalho e a formalização de todos os profissionais da rede.

Para a Ministra da Saúde, Midori de Hábich, esse valor é inviável. “Não podemos chegar nesse valor neste momento, o que podemos oferecer é 263 dólares”, afirma.

Diante do impasse, os médicos ameaçam deixar os postos de diversos hospitais em Lima a partir da próxima segunda-feira (22/10). “Profissionais de diversas especialidades largarão suas áreas de trabalho em forma de protesto”, assegura o presidente da FMP, Cézar Palomino. (mais…)

Chile e Peru dizem aceitar decisão de Haia sobre disputa marítima


Imagem: n.i.

Chile e Peru dizem aceitar decisão de Haia sobre divergência marítima

Opera Mundi – 10/10/2012

Os ministros da Defesa do Chile, Andrés Allamand, e do Peru, Pedro Cateriano, anunciaram formalmente que seus países irão respeitar a decisão da Corte Internacional de Haia, sobre a disputa marítima entre os dois países, contestada pelo governo de Lima.

“Nos comprometemos a aceitar a determinação da Corte de Haia e a trabalhar em conjunto pelo desenvolvimento e progresso de nossos povos e países”, declararam os ministros durante a 10ª Conferência de Ministros da Defesa da América, realizada no Uruguai. (mais…)

Presidente Mujica em Lima, Peru: “A democracia é um sistema aperfeiçoável”


Presidente Mujica én Lima, Perú: “La democracia es un sistema perfectible”

02 de outubro de 2012 – La república

Mujica dijo que el hombre es gregario por naturaleza y a través de la historia desarrolló aspectos vinculados a lo mío y lo tuyo, en desmedro del nosotros. “Esos eventos son la historia del progreso material de la Humanidad”. Indicó que las democracias de América Latina surgieron como se pudo, con los pedazos que quedaron vivos luego de los campos de batalla.

Recordó que en Uruguay durante mucho tiempo votaban solamente los que tenían determinados recursos económicos y las mujeres no ejercían ese derecho, y además el aparato del Estado estuvo sometido a los vaivenes de las figuras fuertes. (mais…)