poder marítimo

Países interagem com a marinha de Mianmar


Com os avanços nas reformas democratizantes em Mianmar, um maior número de marinhas estrangeiras passou a se engajar com a marinha mianmarense. Japão, Reino Unido e EUA estão entre os países que realizam essa maior interação.

Foto: Official US Navy / Flickr.

Foto: Official US Navy Imagery / Flickr.

(mais…)

Anúncios

Marinha do Irã envia navios para o Atlântico pela primeira vez


A Marinha do Irã enviou duas belonaves – um destróier e um porta-helicópteros – para o Oceano Atlântico pela primeira vez nesta terça-feira (21/01), segundo mídia local.

Fonte: Wikimedia Commons.

Fonte: Wikimedia Commons.

(mais…)

DCNS apresenta novo projeto para minissubmarino de águas rasas litorâneas


28/10/2012

EURONAVAL – DCNS revela um novo conceito de submarino: O SMX 26

Postado por Luiz Padilha no Defesa Aérea & Naval     

A DCNS apresentou pela primeira vez em na Euronaval 2012, seu novo submarino de tamanho reduzido otimizado para operações de águas rasas. O SMX 26 é um pequeno submarino projetado para operar em águas muito rasas – até 15 metros de profundidade em áreas costeiras onde o submarino convencional não pode atuar.

Ele tem capacidade de manobra extrema e uma estabilidade vertical dinâmica perto do fundo ou sob as ondas na superfície graças às suas duas linhas de eixo e seus quatro propulsores azimutais ajustáveis e retráteis.

O SMX-26 tem a capacidade única de “aterrisar” muito rapidamente em todos os tipos de fundos marinhos com suas rodas extensíveis. Ele pode, então, ficar à espreita no fundo por até 30 dias.

Em tal situação, ar e comunicação de dados é fornecida através de tubos flexíveis implantadas para a superfície. O SMX-26 pode lançar o seguinte: seis mergulhadores das forças especiais, 20 mm mastro cânone, de auto-defesa de mísseis anti-aéreos (em contentores), dois torpedos pesados e oito torpedo leves com ogivas pesadas.

 

FONTES:

NavyRecognition, com Tradução e Adaptação de Defesa Aérea & Naval

Índia não precisa se envolver em disputas territoriais no Mar do Sul da China – Rukmani Gupta


South China Sea Conflict? No Way

The Diplomat / Rukmani Gupta – 23/10/2011

Some are urging India to play a more active role in the South China Sea. There’s no need – China has too much to lose by escalating territorial disputes.

The South China Sea issue – and China’s position on it – have been the subject of much deliberation, especially since the ASEAN Regional Forum Meeting in Hanoi last July. Indeed, it’s widely believed that the South China Sea will likely emerge as a conflict hotspot in the coming years.

Evidence of this can be found in the heated rhetoric exchanged between parties to the dispute – most notably, China, Vietnam and the Philippines. A declaration by the United States that it has a ‘national interest’ in the region, meanwhile, was seen as a commitment to take an active part, much to Chinese chagrin. In recent weeks, statements by Chinese officials reasserting China’s ‘indisputable sovereignty’ over the South China Sea, and warnings for India against investing in the region, are seen as signs of Chinese aggressiveness that could precipitate conflict. (mais…)