Relações Alemanha-Turquia

Parlamento alemão reconhece massacre armênio como genocídio


Na última quinta-feira (02/06), o parlamento alemão — também conhecido como Bundestag — reconheceu o massacre turco às populações armênias ocorrido durante a Primeira Guerra Mundial como um ato de genocídio. A resolução gerou um deterioramento das relações diplomáticas bilaterais entre Alemanha e Turquia, já abaladas pela atual crise de refugiados. Por um lado, o governo turco respondeu fortemente alegando que a atitude do Bundestag estaria manchando a imagem do país através de decisões irresponsáveis e solicitou o retorno de seu embaixador para a realização de consultas. Por outro, o governo alemão buscou amenizar a situação, declarando que as relações bilaterais de amizade são extremamente importantes para o país.

Foto: n.i.

Alemanha apoia entrada da Turquia na UE em troca de cooperação com a questão dos refugiados


A chanceler alemã, Angela Merkel, em visita à Istambul, afirmou neste domingo (18/10) que aceleraria o processo de admissão da Turquia à União Europeia se esta cooperasse para conter o fluxo de refugiados para a Europa. Anteriormente, Merkel se mostrou contrária a entrada do país na organização, baseada em violações de direitos humanos e da liberdade de imprensa pelo governo turco.

Foto: Bulent Kilic / AFP / Getty Images.