Relações China-Rússia

Rússia e China firmam novos acordos bilaterais


Em visita a Pequim, o presidente russo Vladimir Putin e o presidente chinês Xi Jinping firmaram mais de 30 novos acordos bilaterais. Entre as áreas temáticas, estão investimentos em infraestrutura, comércio, tecnologia e inovação, agricultura, finanças e internet. Embora tenha havido uma desaceleração da parceria entre Rússia e China, ambos os países notaram o seu sucesso estratégico. Xi Jinping afirmou ainda que os dois países “deveriam promover a ideia de serem amigos para sempre”.

Foto: Getty Images / G. Baker via DW.

China e Rússia aumentarão número de exercícios militares conjuntos em 2016


A China e a Rússia concordaram em aprofundar a cooperação militar e realizar mais exercícios militares conjuntos em 2016 do que nos anos anteriores, anunciaram os ministros da Defesa dos dois países nesta quarta-feira (27/04). Tanto exercícios terrestres quanto navais estão previstos.

Foto: kremlin.ru

 

China receberá sistema antiaéreo S-400 da Rússia em breve


A China receberá da Rússia, nos próximos 18 meses, a primeira leva do sistema antiaéreo de longo alcance S-400. Contrato foi anunciado em abril deste ano e tem um valor estimado de US$ 3 bilhões. Informações como qual o tipo de míssil que acompanhará o sistema ainda não foram divulgadas.

thediplomat_2015-04-13_19-46-54-386x257

Foto: Kremlin.

Rússia e China realizarão exercício militar anfíbio no Mar do Japão


Oficiais da Marinha chinesa e russa declararam na última segunda-feira (20/07) o planejamento de um exercício militar anfíbio conjunto entre as duas nações a ser realizado no final de agosto deste ano. O porta-voz russo Roman Martov declarou que o protocolo que regula o exercício foi assinado em Vladivostok no dia 17 deste mês, acordando que o evento militar deve acontecer no Mar do Japão e na costa da província russa de Primorsky, localizada aproximadamente a 250 milhas de distância de ilhas japonesas. Em torno de 20 navios de guerra e embarcações de apoio farão parte do exercício.

Foto: Wikimedia Commons.

Foto: Wikimedia Commons.

Rússia e China comprometem-se a não se hackearem


No bojo dos acordos assinados entre Rússia e China no início do mês na ocasião da comemoração do fim da Segunda Guerra Mundial, está um documento no qual ambos comprometem-se a não se hackearem, isto é, a não conduzirem ataques cibernéticos um contra o outro. Além disso, os dois países afirmaram a intenção de atuar conjuntamente contra tecnologias que possam desestabilizar a ordem interna ou interferir nos assuntos internos de outros países e de prover segurança a suas infraestruturas de informação. Analistas dizem que ato foi uma provocação aos Estados Unidos, mas que dificilmente iniciará uma guerra fria cibernética.

Vladimir Putin e Xi Jinping. Foto: AFP / Getty Images.

China e Rússia concluem exercício naval no Mediterrâneo


Após cinco dias de atividades, na manhã da última sexta-feira (22/05) Rússia e China concluíram seu primeiro exercício naval conjunto no Mar Mediterrâneo. Denominado “Joint Sea 2015”, o exercício envolveu nove navios de ambos os países. Foram simuladas operações de reabastecimento em rota, missões de escolta e transferência de carga à luz do dia com tiro real. Segundo análises, ambos os países querem aumentar a interoperabilidade de seus equipamentos e sinalizar à OTAN que esta não domina inconteste o Mediterrâneo.

Foto: Li Xiao/Hu Quanfu/Reuters

Foto: Li Xiao / Hu Quanfu / Reuters.

Em desfile militar, Rússia e China fortalecem laços


Na ocasião do desfile militar em memória dos 70 anos do fim da Segunda Guerra Mundial em Moscou, a Rússia e a China fortaleceram significativamente seus laços bilaterais. Os respectivos presidentes Vladimir Putin e Xi Jinping assinaram diversos acordos, mormente em setores de infraestrutura, que vinculam o desenvolvimento estratégico de seus países. Ambos os países especialmente concordaram em inserir a União Econômica Eurasiana (UEE, bloco liderado por Moscou) à visão chinesa da Nova Rota da Seda. Putin ressaltou que a medida cria na prática um espaço econômico comum na Eurásia. Alguns analistas apontam que, apesar dos acordos, há uma grande dificuldade de aprofundar os laços bilaterais sino-russos. De forma geral, com o boicote de líderes ocidentais ao desfile militar, os países membros dos BRICS tornaram-se ainda mais relevantes para a inserção internacional russa, principalmente a China e a Índia.

Foto: Escritório da Presidência da Rússia.

Fragatas chinesas navegam pelo Mar Negro


Depois do primeiro exercício militar naval realizado por Rússia e China no Mar Mediterrâneo, duas fragatas chinesas estão navegando no Mar Negro com prováveis intenções comerciais. O momento está sendo usado como oportunidade de demonstrar o funcionamento da fragata tipo 054A Jiangkai II-classe para países interessados.

Foto: U.S. Navy, Mass Communication Specialist 3rd Class Diana Quinlan/Released

Foto: U.S. Navy, Mass Communication Specialist 3rd Class Diana Quinlan/Released

Rússia deve convidar China para criação de estação lunar conjunta


A Rússia poderá convidar a China para a construção de uma estação de pesquisa na Lua. Essa possibilidade está sendo discutida entre o governo russo e a Roscosmos, a Agência Espacial Federal Russa. Moscou pretende construir sua própria estação espacial até 2024. O vice-Primeiro Ministro Russo, Dmitry Rogozin, debateu o assunto com o Vice-Premiê do Conselho de Estado chinês, Wang Yang, tendo afirmado que ambos os países possuem interesses comuns em questões espaciais.

Foto: Reuters / Aly Song

Foto: Reuters / Aly Song

China e Rússia comemorarão juntas aniversário do fim da II Guerra Mundial


China e Rússia pretendem promover sua narrativa própria dos acontecimentos da II Guerra Mundial ao celebrarem conjuntamente o aniversário do fim do conflito. A quantidade de mortos russos e chineses no conflito excede maciçamente as perdas das nações ocidentais, fazendo com que os dois países asiáticos clamem pelo reconhecimento da luta contra o nazi-fascismo.

Foto: Sputnik / Alexander Vilf

Foto: Sputnik / Alexander Vilf

Rússia e China criam espaço comum de navegação por satélite


Rússia e China pretendem criar uma área comum de navegação por satélite através de parceria entre o Glonass russo e o Beidou chinês. Será criada uma empresa conjunta que, ao integrar as duas tecnologias, desenvolverá um novo sistema de navegação operacional em todo o planeta.

Foto: RIA Novosti/Sergey Pyatakov

Foto: RIA Novosti/Sergey Pyatakov

(mais…)

China e Rússia assinam grande acordo de fornecimento de gás


Acordo assinado entre China e Rússia deve criar nova rota de fornecimento através de novo gasoduto que ligará os dois países na sua fronteira oeste. Já existe um gasoduto na fronteira leste, através de Vladisvostok. O acordo abre caminho para que a China seja o principal comprador de gás russo.

Foto: RIA Novosti / Mikhail Klimentiev

Foto: RIA Novosti / Mikhail Klimentiev

(mais…)

Bancos chineses devem investir mais de 10 bi em projeto de gás na Sibéria


A China deve injetar mais de 10 bilhões de dólares em projetos de gás natural na Sibéria em acordos com a maior produtora independente de gás da Rússia, a Novatek. Com as sanções impostas pelo ocidente, a Rússia está se aproximando da China para levar adiante projetos de infraestrutura.

Foto: RIA Novosti / Vitaliy Ankov

Foto: RIA Novosti / Vitaliy Ankov

(mais…)

Por que a cooperação China-Rússia veio para ficar


Gilbert Rozman analisa a aproximação de China e Rússia através do apoio mútuo com as crises da Ucrânia e de Hong Kong. O autor acredita que há uma identidade anti-ocidental e ex-comunista que é compartilhada por Moscou e Pequim, tornando muito difícil as tentativas ocidentais de separá-los.

Foto: Reuters

Foto: Reuters

(mais…)

O ponto de vista russo sobre o papel chinês no Ártico


A necessidade que a Rússia tem de parceiros está abrindo as portas do Ártico à China, o que já envolveu negócios entre os países para construção de gasodutos. O Ártico é uma região vital para os interesses econômicos e geopolíticos russos, o que vai ao encontro da posição chinesa de respeitar a soberania dos países da região.

Foto: Ria Novosti / AFP / Alexey Nikolsky

Foto: Ria Novosti / AFP / Alexey Nikolsky

(mais…)