Relações Rússia-Turquia

Turquia e Rússia reaproximam-se


Esta semana, a Turquia e a Rússia reaproximaram-se após Ancara ter pedido desculpas por ter abatido um caça russo próximo a fronteira sírio-turca. Em conversa de telefone, o presidente turco, Recep Erdogan, e o presidente russo, Vladimir Putin, concordaram em se encontrar pessoalmente para tratar de restaurar as relações diplomáticas, que estão congeladas desde o incidente.

Imagem: AFP via BBC.

Turquia acusa Rússia de violar seu espaço aéreo novamente


Neste sábado (30/01), a Turquia acusou a Rússia de invadir novamente o seu espaço aéreo e enviou alertas a Moscou pelo “comportamento irresponsável”. O episódio teria ocorrido na sexta-feira (29/01); porém a Rússia negou a acusação e afirmou que Ancara está fazendo “propaganda infundada”.

Foto: Alan wilson / Flickr CC.

Rússia convoca adido militar turco após incidente no mar Egeu


Neste domingo (13/12), o Ministério da Defesa da Rússia convocou o adido militar turco em Moscou após um incidente no mar Egeu entre um navio militar russo e uma embarcação de pesca turca. O navio russo Smetlivy efetuou disparos de aviso e contatou os pescadores por rádio para evitar a colisão, ignoradas pelo barco da Turquia. Este só mudou o curso após a utilização de armas de fogo por parte do Smetlivy.

018900867_30300

Foto: picture-alliance / dpa / C. Merey.

As implicações da derrubada do caça russo pela Turquia


Em artigo publicado no blog Indian Punchline (25/11),  M. K. Bhadrakumar analisa as possíveis implicações da derrubada de um caça russo pela Turquia. A Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) e os Estados Unidos já mostraram cautela e evitam uma escalada no conflito. A Rússia deve tentar buscar prejudicar a economia turca e sua participação nas negociações sobre a Síria. Ancara também deve enfrentar resistência russa em suas operações e alianças na Síria.

2ec2e4a200000578-3331558-conflicting_stories_turkey_claims_they_shot_the_plane_down_as_it-a-12_1448364132552

Foto: Anadolu.

Rússia impõe sanções contra a Turquia


Em resposta à derrubada de um caça russo pela Turquia, a Rússia decretou no último sábado (28/11) sanções contra Ancara. Entre as medidas estão a mudança da política de vistos, proibição da importação de uma gama de produtos turcos, fim da cooperação no ramo turístico e aumento do controle fronteiriço.

putinturkey

Foto: Umit Bektas / Reuters.

Turquia abate caça russo perto de fronteira com a Síria


A Força Aérea da Turquia abateu um caça russo Su-24 perto da fronteira com a Síria nesta terça-feira (24/11), a primeira vez que um aliado da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) ataca uma aeronave militar da Rússia desde os anos 1950. A Turquia alega que o avião russo violou seu espaço aéreo e que fora advertido mais de dez vezes antes de ser abatido. Ancara também convocou uma reunião extraordinária da OTAN. Os pilotos russos conseguiram ejetar-se do caça e foram capturados por rebeldes sírios no norte do país perto da fronteira coma Turquia. Estes ainda teriam atirado em um helicóptero russo em missão de resgate aos pilotos, o qual teve de fazer um pouso de emergência em área controlada pelo governo sírio. O presidente da Rússia, Vladimir Putin, falou que haverá consequências e que o ato foi “uma punhalada nas costas realizada por cúmplices de terroristas”.

Caça Su-24 russo em chamas. Foto: The Aviationist.

Turquia adverte EUA e Rússia contra ajuda aos curdos


A Turquia convocou, na última terça-feira (13/10), os embaixadores dos Estados Unidos e da Rússia para alertar contra qualquer ajuda aos combatentes curdos da Síria no âmbito de suas operações militares. O governo de Ancara considera o Partido da União Democrática (PYD), principal representante dos curdos sírios, irmão do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que desde 1984 se encontra em luta armada contra o governo turco. O PYD se encontra em guerra contra o grupo “Estado Islâmico”.

Mapa: n.i.

Gasoduto ligando Rússia à Turquia entrará em operação em 2016


Nesta quinta-feira (07/05) em Ancara, capital da Turquia, a empresa russa Gazprom e o governo turco firmaram um acordo de entrega de gás através do gasoduto “Turkish Stream” a partir de dezembro de 2016. A construção do mesmo foi acordada em dezembro de 2014 entre Rússia e Turquia, após o projeto “South Stream” ter sido barrado pela União Europeia com a crise ucraniana. O “Turkish Stream” vai da Rússia à fronteira da Grécia com a Turquia através do Mar Negro, dando acesso a mercados do sudeste europeu a Moscou. Além disso, o presidente russo, Vladimir Putin, afirmou que seu governo deve ajudar empresas gregas públicas e privadas interessadas em dar continuidade ao “Turkish Stream” em seu território.

Mapa: RT / Gazprom.

Gasoduto russo pela Turquia seria derrota diplomática de Putin


Segundo o jornal The New York Times, o desvio do gasoduto russo que originalmente passaria pela Bulgária para a Turquia seria uma rara derrota diplomática do presidente Vladimir Putin. O projeto abandonado, chamado South Stream, era avaliado em 22 bilhões de dólares e visava a entregar gás russo para a Europa. A Turquia ganhou com a mudança de planos, pois será favorecida no fornecimento de gás russo.

Foto:  Assessoria de Imprensa da Presidência Turca, através da European Pressphoto Agency

Foto: Assessoria de Imprensa da Presidência Turca, através da European Pressphoto Agency

(mais…)

Rússia vai construir gasoduto até Turquia pelo Mar Negro


A estatal russa Gazprom revelou o projeto de construir um gasoduto entre Rússia e Turquia, através do Mar Negro, que chegará até a fronteira turca com a Grécia. O gasoduto deverá ter capacidade de transportar 63 bilhões de metros cúbicos de gás ao ano. A Turquia é o segundo maior cliente do gás russo, perdendo somente para a Alemanha.

Foto: RIA Novosti / Michael Klimentyev

Foto: RIA Novosti / Michael Klimentyev

(mais…)