Separatismo

Saída da UE ameaça a coesão do Reino Unido


A reemergência de movimentos separatistas na Escócia e na Irlanda do Norte ameaçam a coesão do Reino Unido, após a votação pela saída do país da União Europeia (UE). Enquanto a maior parte dos ingleses optou pela saída do bloco regional, escoceses e norte-irlandeses escolheram a permanência na UE. A primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, afirma que já está em andamento a organização de um novo referendo pela separação do país, aos moldes do realizado em 2014, e seu governo já está buscando negociações diretas com a UE para posteriormente voltar a fazer parte do bloco. De forma similar, o partido nacionalista da Irlanda do Norte, Sinn Féin, anunciou que irá apoiar a organização de uma consulta popular para separação do Reino Unido e integração à Irlanda — que permanece membro da União Europeia. Analistas já apontam que a saída do Reino Unido da UE põe em risco o processo de paz da Irlanda do Norte na forma do Acordo de Belfast de 1998. Ademais, a própria Espanha anunciou o seu interesse em obter soberania compartilhada do enclave de Gibraltar, cuja maior parte da população (96%) também votou pela permanência na UE.

Imagem: Derek Bacon / The Economist.

Anúncios

China adverte Taiwan contra separatismo


Em comunicado divulgado neste domingo (17/01), o governo chinês advertiu ser “resolutamente contra qualquer forma de atividade separatista visando à independência de Taiwan”. Pequim anunciou que manterá os princípios de integridade territorial e de soberania, além de continuar seguindo o Consenso de 1992 — que estabelece a política de uma só China. Publicação ocorreu dia depois da líder oposicionista Tsai Ing-wen vencer as eleições presidenciais.

018516232_30300

Foto: Getty Images / AFP / P. Lin.

Separatista assume governo da Catalunha


No último domingo (10/01), Carles Puigdemont foi empossado como presidente da Catalunha, na Espanha, e deve buscar a independência da região nos próximos anos. O presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy, havia advertido, antes da posse, que não será tolerado qualquer ato que ponha em perigo a unidade territorial e a soberania da Espanha.

018970294_30300

Foto: Getty Images / AFP / L. Gene.

Parlamento da Ucrânia aprova maior autonomia para regiões separatistas e extrema direita reage violentamente


Em Kiev, legisladores aprovaram, nesta segunda-feira (31/08), um projeto de reformas constitucionais que confere mais autonomia às regiões do leste da Ucrânia, controladas por rebeldes separatistas. As medidas, pré-aprovadas pelo parlamento ucraniano, são um elemento-chave do acordo de Minsk, assinado em fevereiro para o estabelecimento de um cessar-fogo na região. Uma maioria representada por 265 dos 450 parlamentarem votou a favor do projeto proposto pelo presidente Petro Poroshenko para amenizar os conflitos separatistas em Donestsk e Lugansk. Do lado de fora do Parlamento, manifestantes de extrema direita e policiais entraram em confronto, com explosões que deixaram 90 membros da guarda nacional feridos e um morto devido a uma granada arremessada por um grupo de ultranacionalistas.

Foto: S. Supinski, AFP, Getty Images.

Foto: S. Supinski, AFP, Getty Images.

 

Conservadores vencem eleições no Reino Unido


O Partido Conservador, do atual primeiro ministro britânico David Cameron, venceu as eleições no Reino Unido, conquistando a maioria parlamentar em um resultado surpreendente. Pesquisas de intenção de voto previam certo equilíbrio entre governo e a oposição, representada pelo Partido Trabalhista. No entanto, os conservadores obtiveram cerca de 330 assentos no parlamento, sendo que 316 seriam necessários para se ter maioria, e os trabalhistas apenas 232. O Partido Nacionalista da Escócia foi a segunda grande surpresa da apuração, tendo conquistado quase todos os distritos do país e desbancando trabalhistas e democratas-liberais, com 56 assentos. Em uma grande distorção eleitoral, o UKIP (Partido do Reino Unido Independente) conseguiu apenas um assento no parlamento, apesar de ter obtido quase 4 milhões de votos (aproximadamente 13% do total). David Cameron já se comprometeu a conceder mais poderes à Escócia em seu próximo governo, bem como a realizar um referendo sobre a participação do Reino Unido na União Europeia. Líderes dos principais partidos derrotados já anunciaram sua renúncia.

Foto: The Guardian.

Foto: The Guardian.

A geopolítica das eleições no Reino Unido


O analista George Friedman examina o cenário atual das eleições no Reino Unido e expõe as suas consequências geopolíticas para Londres. Friedman explica que estrategicamente o Reino Unido precisa equilibrar-se entre União Europeia e Estados Unidos para conseguir manter sua autonomia. Contudo, o fortalecimento de partidos não tradicionais põe isso em cheque: o UKIP (Partido do Reino Unido Independente) questiona as relações britâncias com Washington e Bruxelas; já o Partido Nacional Escocês (SNP, sigla em inglês) põe em dúvida a própria existência da nação britânica. Desse modo, conforme Friedman, ambos os partidos afetam profundamente a abilidade de o Reino Unido manter sua cultura estratégica.

Reino Unido na Europa. Mapa: Wikimedia Commons.

(mais…)

Em Mianmar, governo e rebeldes aceitam plano de cessar-fogo


O governo de Mianmar e grupos de rebeldes concordaram com o texto de um plano de cessar-fogo a ser implementado em todo o território nacional do país. Medida é vista como um grande avanço após 16 meses de negociação e poria fim a décadas de conflito civil em Mianmar. Ainda não se conhece o conteúdo do futuro acordo, o qual deverá ser assinado por mais de 12 grupos armados que vêm lutando contra o governo central. Diplomatas acreditam que rebeldes devem assiná-lo já em abril. As primeiras eleições nacionais após anos de governo militar devem acontecer em novembro deste ano.

Mapa: n.i.

Mapa: n.i.

Turquia e Curdos apresentam novo acordo de paz


O Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK, na sigla em inglês), principal organização de defesa da causa curda na Turquia, realizou uma entrevista coletiva para debater o desarmamento do grupo. A atitude está na origem de um acordo com a Turquia que deve terminar com mais de trinta anos de conflito, que já matou mais de 40 mil pessoas. O desarmamento do PKK, que deve contribuir para uma solução democrática da controvérsia, vem após várias rodadas de negociação com o governo turco.

Foto: Ozan Kose / AFP / Getty Images

Foto: Ozan Kose / AFP / Getty Images

Mianmar realiza operação militar contra grupo separatista em Kachin


O exército de Mianmar realizou operações militares contra o grupo separatista “Exército da Independência de Kachin” no estado de Kachin no norte do país. A ofensiva foi realizada após o grupo rebelde ter brevemente sequestrado o ministro dos transportes do país. Os intensos combates forçaram centenas de pessoas a fugirem da região.

Mapa: Al Jazeera.

Mapa: Al Jazeera.

Presidente do Myanmar chama lideranças para diálogo


O presidente de Myanmar Thein Sein chamou líderes da oposição, de partidos políticos e de minorias étnicas. Será a primeira vez que alguns líderes da oposição terão espaço para diálogo com Sein. No próximo ano haverá eleições parlamentares no país, a primeira desde 2010, quando os civis ascenderam ao legislativo rompendo com um regime militar que vinha de 1962.

Foto: Reuters / Soe Zeya Tun

Foto: Reuters / Soe Zeya Tun

(mais…)

Separatistas iemenitas vão às ruas pedindo sul independente


Centenas de milhares de pessoas ocuparam as ruas do Iêmen pedindo a independência da porção sul do país. A última contestação separatista do sul levou o país a uma guerra civil que durou quatro anos, terminada com o norte dominando o sul após vencer a guerra. Os sulistas reclamam estar sendo marginalizados pelo governo central.

Foto: Reuters

Foto: Reuters

(mais…)

Tribunal constitucional da Espanha suspende consulta separatista catalã


O Tribunal Constitucional espanhol aceitou os recursos apresentados pelo governo do Primeiro-Ministro Mariano Rajoy contra o referendo separatista catalão. A suprema corte votou unanimemente contra a realização do plebiscito separatista, que estava marcado para o dia 09 de novembro.

Foto: Picture Alliance / Alberto Estevez

Foto: Picture Alliance / Alberto Estevez

(mais…)

Catalunha convoca referendo sobre independência


Artur Mas, presidente da Generalidad de Cataluña (espécie de província, com maiores poderes autônomos), assinou decreto convocando referendo sobre independência em novembro. Governo espanhol afirma que a consulta é inconstitucional e que vai pressionar para que não seja realizado.

Foto: Picture Alliance / Alberto Estevez

Foto: Picture Alliance / Alberto Estevez

(mais…)

Escócia abre as urnas para referendo sobre independência


Os colégios eleitorais na Escócia abriram suas portas às 7h da manhã (hora local), dando a largada para o referendo, para participar do qual cerca de 97% dos eleitores se registraram. Resultado, que deve ser revelado na madrugada, é aguardado em clima de tensão diante da pequena vantagem do “não” e muitos indecisos.

Foto: Getty Images / Christopher Furlong.

Foto: Getty Images / Christopher Furlong.

(mais…)

Parlamento ucraniano aprova três anos de autonomia para áreas separatistas


O parlamento da Ucrânia aprovou nesta terça-feira (15/09) um projeto de lei que estabelece três anos de autogoverno para as regiões sob controle de separatistas pró-Rússia nas regiões de Donetsk e Lugansk. O documento também inclui anistia aos rebeldes e marca eleições nos dois locais.

Foto: Efe.

Foto: Efe.

(mais…)

Como o referendo na Escócia afeta a política europeia


Referendo de independência da Escócia afeta visivelmente a política europeia. Representantes da UE já deram avisos de que caso os escoceses se tornem independentes o país não se tornaria automaticamente membro do bloco. Além disso, outros países europeus, tais como a Espanha, temem o resultado do referendo pois pode dar esperanças aos seus próprios separatistas.

Foto: Getty Images.

Foto: Getty Images.

(mais…)

Temores de guerra se reacendem no sul do Cáucaso


Após uma rápida subida nas tensões entre Azerbaijão e Armênia por causa do território separatista de Nagorno-Karabach com os maiores níveis de trocas de tiros desde o cessar-fogo de 1994, crescem os temores de que a guerra seja reacesa. Um dos motivos seria o exemplo dado pela situação na Ucrânia.

armênia azerbaijão nagorno-karabakh

Mapa: The Economist.

(mais…)

‘Sim’ à independência passar a liderar pesquisas de opinião na Escócia


A poucos dias do referendo, nova pesquisa de opinião realizada na Escócia dá vantagem pela primeira vez ao ‘sim’ pela independência do país ante o Reino Unido. Unionistas já começam falar em novo acordo com Londres para que haja maior devolução de poderes aos escoceses, mas sem saída completa da união, como modo de atrair de volta os votos que migraram aos independentistas.

Foto:  Allan Milligan.

Foto: Allan Milligan.

(mais…)

Cresce o apoio à independência da Escócia


Pesquisa de opinião realizada na Escócia mostrou um crescimento do apoio à independência do país do Reino Unido. O apoio está no maior nível já registrado e lançou dúvidas sobre o destino do Reino Unido nesta terça-feira (02/09), apenas duas semanas antes de os escoceses votarem sobre a questão.

Foto: picture-alliance / dpa.

Foto: picture-alliance / dpa.

(mais…)

Felipe VI assume trono em meio a período turbulento na Espanha


Felipe de Bourbon foi proclamado Felipe 6º, rei da Espanha, durante uma sessão histórica conjunta das duas câmaras das Cortes Gerais espanholas nesta quinta-feira (19/06). Cresce a desconfiança com a monarquia e as instituições democráticas no país. População espanhola deseja votar sobre o novo rei. Agora, cabe ao príncipe apaziguar o país.

Foto: Reuters.

Foto: Reuters.

(mais…)

Tropas de Kiev sofrem maior revés desde início do combate a separatistas


O Exército da Ucrânia sofreu nesta quinta-feira (22/05) as mais sérias perdas desde o início de sua operação militar contra os separatistas pró-Rússia, há cerca de cinco semanas. Ao menos 14 soldados são mortos por forças pró-Rússia no leste da Ucrânia, que pede à ONU que ajude a garantir eleição de domingo contra “sabotagem” de Moscou. OTAN vê com cautela saída de militares russos da fronteira.

Foto: Reuters.

Foto: Reuters.

(mais…)

Às vésperas de eleição na Ucrânia, Putin ordena retirada de tropas russas da fronteira


A seis dias da eleição presidencial na Ucrânia, o presidente russo, Vladimir Putin, ordenou nesta segunda-feira (19/05) o fim dos exercícios militares realizados na fronteira entre dois países, determinando que cerca de 40 mil oficiais russos retornem às suas bases permanentes.

Foto: RIA Novosti / Sergei Guneev.

Foto: RIA Novosti / Sergei Guneev.

(mais…)

Situação na Ucrânia é tensa a uma semana das eleições presidenciais


Enquanto crescem as dúvidas sobre a realização das eleições presidenciais ucranianas em regiões dominadas por rebeldes pró-Rússia, segunda mesa-redonda para resolução da crise no país termina sem resultados concretos.

Foto: picture-alliance / dpa.

Foto: picture-alliance / dpa.

(mais…)

Aumentam temores de guerra civil na Ucrânia com voluntários pegando em armas


Crescem os temores de eclosão de uma guerra civil na Ucrânia com voluntários civis pegando em armas e formando batalhões de combate. Esses combatentes voluntários compartilham a visão de que o Estado ucraniano é incapaz de garantir a segurança deles com relação à Rússia.

Foto: Anatolii Stepanov / AFP / Getty Images.

Foto: Anatolii Stepanov / AFP / Getty Images.

(mais…)

Reunião para diminuir tensão na Ucrânia termina sem resultados


Autoridades ucranianas participaram nesta quarta-feira (14/05) de uma mesa de negociações organizada por países ocidentais para tentar diminuir a tensão no país, mas a iniciativa fracassou e nenhum resultado foi obtido. Em vez disso, o governo interino afirmou que não vai ceder à “chantagem” dos separatistas pró-Rússia, que controlam a região leste.

Foto: Efe.

Foto: Efe.

(mais…)

UE impõe novas sanções à Rússia


A União Europeia (UE) anunciou na segunda-feira (12/05) a imposição de novas sanções contra a Rússia, especificamente contra 13 pessoas e duas empresas da Crimeia. A Rússia advertiu que a atitude do bloco é prejudicial para o processo de paz na Ucrânia.

Foto: DW / O. Sawitski.

Foto: DW / O. Sawitski.

(mais…)

Regiões do leste da Ucrânia declaram independência e pedem anexação à Rússia


Depois de resultado de controversa votação mostrar que maioria da população quer se separar da Ucrânia, as regiões de Donetsk e Lugansk declararam nesta segunda-feira (12/05) sua independência. Líderes insurgentes agora pedem que a Rússia anexe as regiões ao território russo. Moscou, porém, se distancia e insta por negociações abrangentes.

Mapa: Mariane Roccelo / Opera Mundi.

Mapa: Mariane Roccelo / Opera Mundi.

(mais…)

Rússia pede diálogo entre partes após referendo no leste da Ucrânia


Após a realização do referendo por maior autonomia no leste da Ucrânia, a Rússia buscou adotar um discurso mais conciliatório, deixando claro que não tem planos de tentar anexar a região, como aconteceu com a península da Crimeia no mês de março. Além disso, Moscou também pediu por negociações internacionais que incluam os representantes das regiões separatistas.

Foto: Efe.

Foto: Efe.

(mais…)

Autonomistas anunciam vitória em referendo no leste da Ucrânia


Cerca de 90% dos votantes no referendo foram a favor da autonomia para as regiões de Donetsk e Lugansk, anunciaram os rebeldes pró-russos que organizaram a consulta. Governo interino da Ucrânia fala em farsa.

Referendo em Donetsk. Foto: Reuters.

Referendo em Donetsk. Foto: Reuters.

(mais…)

Rebeldes se dizem confiantes em divisão da Ucrânia com referendo no leste


Rebeldes pró-Rússia expressaram confiança que o leste da Ucrânia tenha decidido pelo autogoverno em referendo realizado neste domingo, com alguns dizendo que a votação representa a independência e outros afirmando que abre caminho para uma união com a Rússia.

Foto: Reuters.

Foto: Reuters.

(mais…)