Supercomputadores

China constrói supercomputador mais rápido do mundo


Um novo supercomputador da China, o Sunway TaihuLight, assumiu o primeiro lugar da lista da Top500, divulgada nesta segunda-feira (20/06). A máquina pode realizar 93.000 trilhões de cálculos por segundo, sendo assim duas vezes mais rápida que o antigo líder da lista, o também chinês, Tianhe-2. A lista colocou pela primeira vez mais computadores chineses (167) do que dos Estados Unidos (165) entre os 500 melhores do mundo.

Foto: Jack Dongarra / Sunway Taihulight System Report

Anúncios

China planeja construção de novo supercomputador


A China está planejando construir um novo supercomputador. O país deve lançar um protótipo de computador “exascale” — capaz de realizar um quintilhão de operações por segundo — até 2018. A nova máquina deve ser construída de forma independente pelo Centro Nacional de Supercomputadores.

Foto: Xinhua.

China restringe exportação de drones e supercomputadores


A China restringirá futuras exportações de alguns modelos de drones e supercomputadores, requerindo documentos registrados que garantem que a venda não compromete a segurança nacional do país. A declaração, divulgada neste domingo (02/07), determina que as novas regras passarão a ser válidas a partir do dia 15 de agosto, período em que os fabricantes dos produtos atingidos pela nova legislação deverão entregar relatórios técnicos detalhados às autoridades chinesas para obter licença de importação.

Foto: Greg Baker, AFP.

Foto: Greg Baker / AFP.

Obama investe na construção do supercomputador mais rápido do mundo até 2025


O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, investirá na construção do primeiro supercomputador hexaflop, que deve superar em 20 vezes a velocidade do atual computador mais rápido do mundo, que se encontra na China, sendo capaz de realizar um quintilhão (1018)de operações por segundo. A máquina deve ser finalizada até 2025 em um projeto denominado pelo presidente de Estratégia Nacional de Iniciativa Computacional (NSCI, da sigla em inglês) e trabalhará em pesquisas científicas e projetos de segurança nacional. Objetivo é manter os Estados Unidos na liderança do campo de computação de alto desempenho.

Foto: Carol Gauthier / Shutterstock.

China visa aplicação dual para seus supercomputadores


 

China Eyes “Dual Use” Applications for its Supercomputers

The Jamestown Foundation – November 19, 2010 12:33 PM
As of November 15, the world’s fastest supercomputer officially belongs to China, according to the most recent listing of the world’s Top 500 computers [1]. China has pushed the United States out of the top spot as well as putting a third machine into the top ten, providing another indicator of China’s rise as a world technological power. Yet this year’s results should come as a surprise to no one. China has been pouring investments into high performance computing for the last decade and gradually edging the United States out of the top ten. Increased funding and an official policy commitment have propelled China from a technological backwater that in 2001 did not have a single machine in the Top 500 into a supercomputing superpower [2]. (mais…)