Tailândia

Tailândia publica esboço de nova Constituição


Nesta terça-feira (29/03), um comitê especial da Tailândia publicou o esboço de uma nova Constituição. Um referendo nacional foi marcado para agosto a fim de votar o documento.is O esboço prevê que o Senado será composto integralmente por indicações da junta que governa atualmente o país. Além disso, o primeiro-ministro será eleito pelo Parlamento, devendo contar com aprovação Senado.

Foto: Ch. Subprasom / Reuters

Anúncios

Tailândia e Vietnã agradecem China pela ajuda durante seca


A Tailândia e o Vietnã agradeceram a China pela ajuda durante a pior seca do rio Mekong em duas décadas. O governo chinês anunciou na última quinta-feira (17/03) que liberaria água de suas barragens para auxiliar os países em necessidade. Segundo oficiais chineses, ação durará cerca de um mês. Analistas consideram que medida mostra a cooperação entre os países da região, especialmente no gerenciamento de crises relacionadas à recursos naturais.

Foto: Xinhua

Tailândia criará unidade contra ameaças cibernéticas


O ministro da Defesa da Tailândia, Prawit Wongsuwan, anunciou na última semana que o país irá criar um um grupo para combater ameaças cibernéticas. Nova unidade deve ser composta de membros do Exército, da Marinha, da Força Aérea e da polícia tailandesa.

Foto: Wikimedia Commons.

China e vizinhos cooperam por maior segurança no rio Mekong


Neste sábado (24/10), após uma reunião ministerial em Pequim, China, Laos, Mianmar e Tailândia fizeram uma declaração estabelecendo metas de cooperação para aumentar a segurança ao longo do rio Mekong, no sudeste asiático. Camboja e Vietnã participaram da reunião como observadores. Um centro de cooperação em aplicação da lei (law enforcement) e cooperação securitária deve ser criado para lidar também com terrorismo e crimes cibernéticos, além de tráfico de pessoas, imigração ilegal e repatriação de refugiados. No futuro, os quatro países pretendem fundar uma organização permanente de cooperação para o Mekong.

rio mekong

Mapa: n.i.

Índia e Tailândia fortalecem cooperação em defesa


Índia e Tailândia acordaram, nesta segunda-feira (07/09), um fortalecimento dos acordos bilaterais já existentes em defesa. Arup Raha, comandante da força aérea indiana, chegou a Bangkok para uma visita oficial de quatro dias, período em que deve se encontrar com o comandante da Força Aérea real Treetod Sonjance e com o ministro da Defesa Udomdej Sitabutr. Ambos os países concordam que o fortalecimento da cooperação entre os países é fundamental para o gerenciamento da região do Golfo de Bengala.

Imagem: Wikipedia Commons

Imagem: Wikimedia Commons

Crise global afeta duramente moedas de países emergentes asiáticos


Moedas de países emergentes da Ásia têm enfrentado dificuldades frente ao recuo dos mercados emergentes. Com grandes índices de desvalorização monetária e altos riscos de investimento, o cenário de queda dos preços de commodities tem preocupado as nações diretamente influenciadas pela economia da China, país que tem registrado recordes na queda das suas bolsas. A Tailândia já registrou a maior desvalorização dos últimos seis anos, enquanto a Malásia e a Indonésia registraram quedas inéditas em 20 anos. A valorização do dólar também encoraja que investidores apostem em investimentos mais seguros, prejudicando países com valores significativos em dívidas.

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

Marinha da Tailândia congela plano de compra de submarinos chineses


O plano da Marinha tailandesa de adquirir 3 submarinos de ataque da China aparentemente foi congelado pelas forças armadas do país. O ministro da Defesa e representante do primeiro-ministro, General Prawit Wongsuwanm declarou na quarta-feira (15/07) que o comandante da Marinha Kraisorn Chansuvanit revisou sua proposta baseada na relação bilateral entre os governos tailandês e chinês e que esta não será submetida ao premiê Prayut Chan-o-cha.

Foto: Hoang Dinh Nam, AFP, Getty Images.

Foto: Hoang Dinh Nam / AFP / Getty Images.

 

Com compra de submarinos chineses, Tailândia pode complicar pivô dos EUA para a Ásia


No início de julho, o governo militar da Tailândia aprovou a aquisição de três submarinos chineses 039A (Yuan), medida que tensiona as relações do país com os Estados Unidos e complica a estratégia de rebalanceamento para a Ásia. Mesmo que Bangcoc seja tida por Washington como fundamental para a realização do pivo asiático, após o golpe militar naquele país, os EUA restringiram os laços bilaterais e impuseram sanções, as quais estão gradualmente fazendo com que Bangcoc se aproxime de Pequim.

Foto: Cpl. Adam Miller, US Marine Corps.

Exercício militar Cobra Gold 2015. Foto: Cpl. Adam Miller / US Marine Corps.

EUA confirma exercício militar com a Tailândia em 2016


Mesmo tendo interrompido a cooperação com a Tailândia após o golpe militar naquele país, os Estados Unidos confirmaram a sua participação no Cobra Gold 2016, o maior exercício militar da região Ásia-Pacífico, ainda que reduzidamente. Essa decisão visa a preservar as relações bilaterais e fortalecer a presença de Washington na Ásia mesmo que uma junta militar governe a Tailândia. O exercício Cobra Gold hoje conta com mais de 30 países participantes, entre eles a China e o Japão.

Foto: Thai News.

Foto: Thai News.

Na Tailândia, junta militar quer nova constituição antes de eleições


A junta militar que governa a Tailândia desde o golpe em 2014 decidiu que haverá um referendo sobre uma nova constituição para o país e isto deve fazer com que a eleição geral, esperada para meados de 2016, seja adiada por um período por enquanto indefinido. A constituição que deve ser votada entrou em vigor logo após a deposição da premiê Yingluck Shinawatra ano passado e é criticada por fragmentar os partidos políticos, forçando governos de coalizão, e por prever legisladores não eleitos pelo povo.

Militares nas ruas de Bangkok. Foto: Holger Grafen.

Na Tailândia, julgamento de Shinawatra deve fortalecer militares e monarquistas


Começou nesta terça-feira (19/05) na Suprema Corte da Tailândia o julgamento da ex-primeira-ministra Yingluck Shinawatra por negligência em caso de corrupção envolvendo subsídios agrícolas para plantações de arroz. Shinawatra, que já perdeu seus direitos políticos por cinco anos, ainda pode pegar até dez anos de prisão caso seja considerada culpada. A ex-premiê foi deposta por um golpe militar em maio de 2014 e sofreu processo de impeachment retroativo em janeiro deste ano. Analistas afirmam que o julgamento é de cartas marcadas e que a sentença deve reforçar poder de monarquistas e militares e enfraquecer de vez a família Shinawatra, a qual vinha dominando a política do país desde os anos 2000.

Militares nas ruas de Bangkok. Foto: Holger Grafen.

Suprema Corte da Tailândia decide que ex-premiê seja julgada por negligência


A Suprema Corte da Tailândia decidiu que Yingluck Shinawatra, ex-primeira-ministra do país, seja julgada pelo crime de negligência em um caso de corrupção envolvendo subsídios agrícolas para plantações de arroz. Shinawatra, que já perdeu seus direitos políticos por cinco anos, ainda pode pegar até dez anos de prisão caso seja considerada culpada no tribunal. A ex-premiê foi deposta por um golpe militar em maio de 2014 e sofreu processo de impeachment retroativo em janeiro deste ano.

Shinawatra. Foto: Reuters.

Yingluck Shinawatra. Foto: Reuters.

Tailândia avança cooperação militar com China


Numa tentativa de balancear suas relações com os Estados Unidos, a Tailândia concordou em ampliar a cooperação militar com a China nos próximos cinco anos. Os EUA reduziram o apoio ao país devido ao demorado retorno à democracia. A posição chinesa de não intervenção nos assuntos internos tailandeses agradou à junta militar que comanda o país, interessada em promover o compartilhamento de inteligência, a luta contra o crime transnacional e as transferências tecnológicas com Pequim.

Foto: World Bulletin

Foto: World Bulletin

Na Tailândia, começa julgamento de ex-primeira ministra


Na Tailândia, tribunal começou hoje (09/01) com as audiências sobre o suposto caso de corrupção envolvendo a ex-primeira ministra, Yingluck Shinawatra. Shanawatra é acusada de má gestão dos programas de subsídios ao arroz, que teriam custado mais de 12,5 milhões de euros aos cofres públicos do país. Julgamento deve terminar no final do mês.

Shinawatra. Foto: Reuters.

Yingluck Shinawatra. Foto: Reuters.

(mais…)

Junta militar tailandesa lança campanha para conquistar apoio da população


A junta militar golpista da Tailândia lançou a Campanha Levar a Felicidade à População com o intuito de melhorar a imagem dos militares e contrariar as críticas ao golpe Estado ocorrido no dia 26 de maio.

Junta militar golpista. Foto: Reuters.

Junta militar golpista. Foto: Reuters.

(mais…)

Junta militar detalha plano para reconciliação na Tailândia


O Conselho Nacional para Paz e Ordem da Tailândia revelou nesta terça-feira (03/06) o seu plano de reconciliação política no país. O plano possui três fases, sendo que a primeira já está em andamento e a segunda deve iniciar ainda este mês.

Junta militar golpista. Foto: Reuters.

Junta militar golpista. Foto: Reuters.

(mais…)

Junta militar anuncia que eleições podem demorar a ocorrer na Tailândia


Em seu primeiro pronunciamento desde o golpe na Tailândia, o chefe da junta militar golpista disse que pode levar mais de um ano para que novas eleições sejam organizadas. Motivo alegado é a necessidade de reformas políticas e restauração da paz e da ordem.

Junta militar golpista. Foto: Reuters.

Junta militar golpista. Foto: Reuters.

(mais…)

Golpistas dão continuidade a prisões de opositores na Tailândia


Um dia depois de receber a aprovação do rei Bhumibol Adulyadej, a junta militar da Tailândia prendeu nesta terça-feira (27/05) o ministro da Educação deposto, Chaturon Chaisang, pouco após o político conceder uma entrevista coletiva em Bancoc na qual ele não reconheceu a autoridade do Exército e defendeu o restabelecimento da democracia.

Momento da prisão do ministro. Foto: Efe.

Momento da prisão de Chaturon Chaisang. Foto: Efe.

(mais…)

Rei apoia militares golpistas na Tailândia


O rei Bhumibol Adulyadej deu nesta segunda-feira (26/05) seu apoio à junta militar responsável pelo golpe de estado na semana passada. Militares disseram que ficarão no poder por tempo indeterminado, prometeram usar a força para conter protestos, se necessário, e garantiram que levarão a tribunal militar cidadãos que cometerem crime de lesa-majestade.

Junta militar golpista. Foto: Reuters.

Junta militar golpista. Foto: Reuters.

(mais…)

EUA cancela exercício militar e visita à Tailândia após golpe


Os Estados Unidos cancelaram no sábado (24/05) um exercício militar com a Tailândia, visitas de militares de alta patente e um programa de treinamento policial por conta do golpe militar ocorrido nesta semana no país.

Foto: American School in Bangkok.

Foto: American School in Bangkok.

(mais…)

Manifestações contra golpe na Tailândia


Mesmo com a proibição da junta militar a este tipo de atividade, centenas de tailandeses se reuniram no último sábado (24/05) na capital Bangcoc para protestar contra o golpe de estado no país. Alguns movimentos populares já convocaram novos protestos.

Foto: Efe.

Foto: Efe.

(mais…)

Após golpe, junta militar dissolve Senado na Tailândia


A junta militar que deu um golpe de Estado na Tailândia dissolveu neste sábado (24/05) o Senado e afastou de suas funções três altos funcionários da área de segurança considerados próximos à corrente política do governo deposto e seu líder, Thaksin Shinawatra. O Senado era até agora o único órgão legislativo ativo no país após a dissolução do Parlamento no começo do ano.

Foto: Efe.

Foto: Efe.

(mais…)

EUA interrompe cooperação militar com a Tailândia após o golpe


Os Estados Unidos suspenderam a ajuda militar à Tailândia no valor de 3,5 milhões de dólares. O país também instou para que as forças armadas tailandesas restaurassem o governo civil imediatamente. Washington também alertou turistas para cancelarem suas viagens ao país.

Foto: AFP.

Foto: AFP.

(mais…)

Tailândia: um golpe, a coroa e duas classes médias


O décimo-segundo golpe a acontecer na Tailândia desde 1932 evidencia o mau estado da democracia no país, bem como a erosão da monarquia e sua influência.

Foto: Reuters / Athit Perawongmetha.

Foto: Reuters / Athit Perawongmetha.

(mais…)

Junta militar golpista mantém centenas presos na Tailândia e intima ex-premiês para conversa


Um dia após consumado o golpe militar para “restabelecer a ordem e a normalidade” na Tailândia, o chefe do Exército, general Prayuth Chan-ocha, disse nesta sexta-feira (23/05) que antes de organizar eleições gerais o país precisa de uma reforma eleitoral. Em meio a centenas de prisões de líderes políticos e ativistas tailandeses, a junta militar que tomou o poder no país convocou dois ex-primeiros ministros afastados, Yingluck Shinawatra e Niwattamrong Boonsongpaisan, para uma reunião.

Foto: Efe.

Foto: Efe.

(mais…)

Comunidade internacional condena golpe na Tailândia


A tomada do poder pelos militares na Tailândia gerou fortes reprimendas internacionais. Os Estados Unidos e a União Europeia já anunciaram que vão rever os programas de cooperação militar com o país.

Foto: Reuters.

Foto: Reuters.

(mais…)

Militares suspendem Constituição e proíbem protestos na Tailândia


Após assumirem o poder, Forças Armadas tailandesas impuseram toque de recolher e provocaram tensão nas ruas de Bangkok, capital do país. Televisão e rádio só podem transmitir programação militar, e redes internacionais foram bloqueadas.

Foto: Reuters.

Foto: Reuters.

(mais…)

Golpe de Estado na Tailândia


Dois dias após ter declarado lei marcial, o chefe do Exército da Tailândia, general Prayuth Chan-ocha, anunciou nesta quinta-feira (22/05) que os militares assumiram o controle do governo do país para “restaurar a ordem e implementar reformas” depois de meses de turbulências políticas.

Foto: AP.

Foto: AP.

(mais…)

Exército declara censura dos meios de comunicação na Tailândia


O comandante do Exército tailandês, que proclamou a Lei Marcial no país, declarou hoje (20/05) a censura dos meios de comunicação social, no interesse da “segurança nacional”, segundo declaração transmitida através do país em todas as estações de rádio e televisão.

Foto: AP.

Foto: AP.

(mais…)

Forças Armadas da Tailândia impõem lei marcial no país


Depois de seis meses de crise política, as Forças Armadas da Tailândia impuseram lei marcial no país para “garantir a lei e a ordem”. Medida concede extensos poderes aos militares, os quais negam que se trate de um golpe de estado.

Foto: AP.

Foto: AP.

(mais…)