tecnologia de mísseis

Índia junta-se à elite global de detentores de tecnologia de mísseis


Nesta segunda-feira (27/06), a Índia juntou-se ao pequeno rol de países que controlam o comércio mundial de tecnologias de mísseis. O Regime de Controle de Tecnologia de Mísseis visa à não proliferação dessas tecnologias, restringindo a comercialização de mísseis, foguetes, drones e sistemas de entrega. Com a entrada indiana, são 35 os países membros do regime, incluindo o Brasil. A Índia pretende, com isso, legitimar seus programas nuclear e missilístico. No entanto, a China vem bloqueando a entrada indiana no regime de detentores de tecnologia nuclear.

Foto: divulgação.

Anúncios

Da intimidação nuclear ao escudo antimíssil: condicionantes do programa estratégico-nuclear chinês


Confira aqui a monografia do pesquisador do ISAPE, Osvaldo Alves Pereira Filho, sobre a conexão entre a intimidação nuclear e os processos de proliferação nuclear no Sistema Internacional, estudando o caso específico da China. Entre outros, o trabalho mostra que a intimidação nuclear foi o principal imperativo para Pequim iniciar o seu programa nuclear, e que o atual Escudo Antimíssil dos EUA no leste asiático tem levado a China a acelerar e aprofundar a sua modernização estratégica-nuclear. Portanto, o uso da intimidação nuclear aumentaria a percepção de ameaça nos atores do Sistema Internacional, gerando maior estímulo à proliferação.

Foto: Air Power Australia.

Armas nucleares e mudanças políticas na Coreia do Norte


Nesta sexta-feira (06/05) na Coreia do Norte, iniciou o Congresso do Partido dos Trabalhadores da Coreia. É a primeira vez que ele ocorre em 35 anos e, segundo análise da Stratfor, vem para sedimentar o poder de Kim Jong-un no país bem como suas reformas administrativas. O sistema político e administrativo do país, após a chegada de Jong-un ao poder, estaria se tornando menos dependente da figura do líder supremo e a política se tornado mais aberta ao público. Ao mesmo tempo, o programa nuclear e de mísseis da Coreia do Norte estaria entrando em uma fase crítica — faltando muito pouco para que Pyongyang consiga desenvolver ogivas nucleares que caibam em mísseis e um sistema de entrega crível.

Foto: Jung Yeon-je / AFP / Getty Images.

(mais…)

EUA realiza primeiro pouso vertical de foguetes


Nesta terça-feira (22/12), a SpaceX, empresa dos Estados Unidos, realizou com sucesso o pouso vertical de um foguete lançador de satélites na Flórida. O feito, primeiro da história, deve permitir a diminuição de custos de lançamento de satélites com a reutilização de foguetes.

8af9ed9d65404257ab771c33739fc9c3_18

Foto: EPA / SpaceX.

Míssil antinavio brasileiro deve ser testado em 2016


A MECTRON, empresa brasileira contrololada pela Odebrecht Defesa e Tecnologia (ODT), anunciou que a conclusão do projeto do primeiro míssil antinavio superfície-superfície brasileiro, o MAN-SUP, está próximo do final e deve ser realizado no segundo semestre de 2016. O MAN-SUP garantiria autonomia e domínio tecnológico brasileiro sobre todo o armamento, reforçando a soberania do país e sua defesa no Pré-Sal.

Imagem: DefesaNet.

Foguete da FAB explode em lançamento


Na última sexta-feira (13/11), um foguete VS-40M V03 suborbital da Força Aérea Brasileira (FAB) explodiu ao ser lançado no Centro de Lançamento de Alcântara, no Maranhão. Ele carregava o Satélite de Reentrada Atmosférica (Sara), uma plataforma de experimentos no espaço, que ajudaria no desenvolvimento de diversos produtos e tecnologias. Ninguém ficou ferido no acidente.

foguete-da-fab-explode-em-lancamento-da-base-de-alcantara-no-maranhao

Foto: Divulgação / FAB.

Irã estaria interessado em tecnologia militar do leste europeu


Segundo fontes ucranianas, há um crescente interesse por parte de Irã em tecnologia aeroespacial e de defesa de países do leste europeu. Representantes iranianos têm frequentemente visitado a região e sondado possíveis contratos para modernizar as suas forças armadas. Porém, a questão esbarra em sanções internacionais ainda em vigor, as quais proíbem esse tipo de exportação para o Irã.

Foto: ukroboronprom.com.ua.

Taiwan expõe tecnologia de mísseis antinavio


Em Paris, um instituto de ciência e tecnologia de Taiwan expôs o míssil supersônico antinavio Hsiung-Feng 3 (HF-3). Por enquanto, somente as forças armadas taiwaneses utilizam o HF-3 e o governo local quer começar a vender para outros países. No entanto, não foi revelado o desempenho da tecnologia.

HF-3. Foto: NCSIST.

China passa a miniaturizar ogivas nucleares de mísseis de longo alcance


Conforme matéria do jornal The New York Times com base em relatório do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, a China começou a reestruturar seus mísseis balísticos de longo alcance para que carreguem múltiplas ogivas nucleares. A China possuía a tecnologia — já usada por Reino Unido, França, Rússia e EUA — para fazer essa readequação há décadas, mas começou a modernizar seus mísseis apenas em meados dos anos 2000. Medida sugere uma mudança da estratégia de dissuasão nuclear mínima por parte da China, abrindo opções mais ofensivas. Contudo, para o analista Robert Farley, essa hipótese é pouco provável, ainda que de fato possa desencadear uma nova guerra fria entre Pequim e Washington.

Múltiplas ogivas em reentrada disparadas de um único míssil. Foto: David James Paquin / Wikimedia Commons.

Indústrias bélicas de Ucrânia e Rússia são interdependentes, apesar da crise


Colaboração entre empresas de armamentos russas e ucranianas esfria com a crise, mas não é suspensa. Rússia precisa de ucranianos para manter seus mísseis. Ucrânia depende das exportações para o vizinho.

Foto: picture-alliance / ITAR-TASS.

Foto: picture-alliance / ITAR-TASS.

(mais…)

Avibras entra na produção do míssil Exocet


A Helibras e a MBDA, fabricante de mísseis francesa, anunciaram na manhã de quinta-feira (17/04) a entrada da Avibras, indústria nacional de armamentos, na motorização dos mísseis Exocet AM39 que equiparão oito dos 16 helicópteros EC725 da Marinha produzidos em Itajubá (MG). O contrato foi assinado diretamente com a Marinha do Brasil, MBDA e Avibras e garante mais um componente de conteúdo nacional na fabricação dos helicópteros encomendados pelo Ministério da Defesa para equipar as Forças Armadas.

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

(mais…)

Quem vai mover as turbinas do Brasil?


Em editorial da Carta Maior, Saul Leblon critica políticas econômicas neoliberais para o desenvolvimento do Brasil e defende que o Estado seja o indutor do desenvolvimento tecnológico para ensejar maior crescimento econômico na economia brasileira, notadamente no caso da produção de turbinas, a exemplo do que os EUA fazem hoje para com sua indústria.

Foto: Carta Maior.

Foto: Carta Maior.

(mais…)

Brasileiros criam microturbina para mísseis


A empresa Polaris, de São José dos Campos (SP), desenvolveu uma microturbina para mísseis e negocia a venda do equipamento a fabricantes internacionais de armamentos. Empresa não tem capital suficiente pra realizar a produção no Brasil.

Imagem: Divulgação.

Imagem: Divulgação.

(mais…)

Irã anuncia nova tecnologia de mísseis


A Guarda Revolucionária do Irã anunciou a aquisição de tecnologia para mísseis balísticos de médio alcance com múltiplas ogivas especialmente projetado para atacar bases dos Estados Unidos e de Israel. Notícia pode colocar em risco as negociações com o P5+1 sobre um acordo permanente sobre o programa nuclear do país.

Foto: AP.

Foto: AP.

(mais…)

Em segredo, China vendeu mísseis à Arábia Saudita com aprovação dos EUA


A China vendeu em segredo mísseis balísticos avançados de médio alcance para a Arábia Saudita com a aprovação dos Estados Unidos. A CIA teria aprovado o acordo após confirmar que os mísseis não seriam capazes de carregar ogivas nucleares.

Fonte: Wikimedia Commons.

Fonte: Wikimedia Commons.

(mais…)

Novos mísseis ar-ar da Rússia terão precisão quase perfeita


Os caças de quinta geração Sukhoi T-50 da Rússia terão o sistema de mísseis ar-ar mais preciso até hoje. Nova tecnologia com radares nas pontas dos mísseis soluciona antigos problemas de rastreamento.

Fonte: Wikimedia Commons.

Sukhoi T-50. Fonte: Wikimedia Commons.

(mais…)